Mantle não chegará a ser lançado. API estará na base do desenvolvimento do novo Open GL (Vulkan)

Face ao lançamento do DirectX 12 e do novo Open GL a AMD entendeu que o seu API Mantle não teria futuro. Assim o mesmo não será lançado ao público como previsto, e foi cedido para ser a base do novo Open GL.

mantle

Verificando o sub aproveitamento do hardware PC, a AMD foi pioneira no lançamento para a plataforma de um API de baixo nível, o Mantle.

Infelizmente o Mantle não teve uma boa recepção. O API era limitado às placas AMD, e naturalmente várias pressões apareceram que impediram a adopção geral do mesmo. E apesar da ideia da AMD ser em abrir o API para terceiros no futuro, tal não vai chegar a acontecer.

O motivo foi que entretanto a Microsoft apresentou o seu DirectX 12, com as mesmas capacidades do Mantle, mas aberto a todas as placas gráficas do mercado. E pouco depois a fundação Khronos anunciava que iria trabalhar igualmente no glNext, uma nova versão do Open GL com as mesmas capacidades do DirectX 12.

Publicidade

Retomando o nosso artigo

Perante esta realidade o Mantle estaria condenado. E a AMD apercebeu-se disso!

Dessa forma a empresa resolveu levar o Mantle a um novo patamar. O API passará a ficar apenas disponível para os parceiros AMD, e será desenvolvido para ser bastante mais complexo do que aquilo que actualmente é.

No entretanto, face ao que é o actual Mantle, versão 1.0, e ao facto que os APIs concorrentes fazem basicamente o mesmo, a AMD recomenda que os mesmos sejam adoptados pelos programadores, negligenciando assim o seu próprio API.

O que é de louvar no meio de tudo isto é que a AMD resolveu ceder a actual versão do Mantle à Khronos de forma a que este seja a base do novo Open GL. Que curiosamente, e talvez como agradecimento à AMD, se passou a denominar de Vulkan (O nome alemão para Vulcão. Ora um vulcão não é mais do que uma abertura na crosta terrestre que permite a libertação da pressão causada pela lava no Manto (Mantle)).

Mantle-vulkan

A situação permite um salto de gigante no desenvolvimento do novo open GL, agora Vulkan, que poderá sair muito mais cedo e competir com o DirectX 12. Note-se porém que o Vulkan não é o Mantle e que o código e tecnologias do Mantle apenas servirão para acelerar o seu processo de desenvolvimento.

Naturalmente todas as marcas agradecem uma vez que o Open GL é um API universal e não apenas usado nos sistemas Windows como acontece com o DirectX , podendo beneficiar desde consolas a smartphones e tablets.

Publicidade

Posts Relacionados