Microsoft agora quer pagar pelo uso do EDGE

Apesar das insistências da Microsoft no seu Browser, o Edge não conseguiu mais do que uma quota de 5% do mercado! Mas a empresa não desiste e agora está disposta a pagar pelo seu uso!

Ficarias admirado se a Microsoft pagasse por usares o seu browser, o Edge?

Na realidade não tens de ficar, pois o passado já mostrou que a Microsoft não tem problemas com deixar de ganhar dinheiro para promover os seus produtos, e asta ver que todos os windows até hoje foram pagos mas, graças ao fiasco de aceitação que foi o Windows 8, o Windows 10, com o intuito de a empresa voltar a adquirir o domínio do mercado, foi dado e mesmo impingido a quem o queria e quem não o queria.

Ora com as pessoas com o Edge já com o Edge no seu computador e mesmo assim não o usando, a Microsoft se o quer implementar necessita de fazer algo mais.

Os últimos produtos da Microsoft não tem vindo a ter a aceitação desejada do mercado, e o Windows 10, após o término do período de upgrade gratuito, e após ter estado rodeado de polêmicas grandes face a upgrades não solicitados e não desejados, e a formas agressivas para se instalar sem o consentimento explicito do utilizador, mesmo assim, de acordo com dados de Julho de 2016, só possui 21,13% do mercado, com o XP a ainda ter 10,24% do mercado, o Windows 8 e 8.1 com 9.89% e o windows 7 a dominar com 47.01%

OS_market_share

Ora se o Windows 10 não é o sucesso que a Microsoft dá a entender que é, o que dizer do Edge Browser que vem com o OS?

Browser_market_share


Atualmente o browser possui uma quota de apenas 5.09% e isto em parte porque é o browser que vem com o windows, sendo que muitos utilizadores o usam porque pura e simplesmente funciona e não se dignam a instalar mais nada.

Mas mesmo assim, beneficiando dessa benesse exclusiva, esse é um mercado onde a Microsoft está a falhar toda a implementação desejada. Mas é igualmente um mercado do qual a empresa não desiste!

Assim, para tentar revitalizar o Browser, e dado que já o ofereceu e mesmo assim poucos o usam, a Microsoft resolveu aplicar uma nova tática. Pagar pelo seu uso!

Daí que o browser foi incluído no programa de recompensas da Microsoft e no qual as pessoas ganhavam pontos que podiam depois ser trocados por Vouchers. Estes pontos eram obtidos pelo uso do Bing e da Windows Store, mas agora estendem-se ao uso do Edge.

Note-se que a Microsoft impõem para a inclusão do Edge neste sistema de recompensas que motor de pesquisa de defeito seja o Bing e que a telemetria (recolha de dados) do Windows 10 esteja totalmente ativa e que o utilizador use o browser mais de 30 horas por mês!

Sinceramente esta situação parece-nos claramente anti concorrencial, e uma prática que não será aceite aqui na Europa. Um browser que já vem com o OS e que paga pelo seu uso possui claras vantagens competitivas sobre a concorrência (apesar de tal não lhe garantir qualquer sucesso). Daí que talvez por isso mesmo a situação ainda não saiu dos EUA, único local onde este sistema de recompensas está ativo.

Será ainda de questionar se com estas políticas de ofertas a Microsoft ponderará no futuro oferecer telemóveis, especialmente agora que o seu OS caiu para 0,6% do mercado!

Fonte 1, Fonte 2

Publicidade

Posts Relacionados