Microsoft continua a obter publicidade gratuita ao Windows 10. E não é boa!

As escolhas da Microsoft para funcionamento do seu Windows 10 tem levado a publicidades públicas que deixam o OS muito mal visto!

A publicidade é um dos meios de se promover um produto. Há quem pague milhões por publicidade, especialmente se souber que ela é eficaz!

Mas depois há outra publicidade. A má publicidade! Essa é indesejável, mas infelizmente a Microsoft anda a tratar de a arranjar… e de forma gratuita!

Recentemente demos a conhecer uma situação onde, em plena emissão televisiva, e perante milhões de espectadores, uma apresentadora do boletim meteorológico viu as suas previsões serem sobrepostas por uma janela de pop up para atualização do Windows 10.

O Pop-up, algo que é considerado pelos utilizadores como uma praga, mas que a Microsoft promove para impingir o seu Windows 10, foi incómodo, e deu direito a um conjunto de piadas em directo sobre o windows 10, incluindo uma recomendação para que não atualizassem. Foi uma publicidade péssima e gratuita que a Microsoft fez ao seu sistema operativo!

Publicidade

Retomando o nosso artigo

Mas recentemente houve um novo caso, desta vez ligado à forma como a Microsoft instala as atualizações que considera mais importantes.

O último caso aconteceu com Erik Strom, um ex profissional de Counter Strike. Este encontrava-se a jogar a fazer um Stream para mais de 130 mil pessoas quando, sem qualquer aviso, ou mesmo pop up, o seu PC começou a instalar uma atualização do Windows 10 e interrompeu o que o utilizador estava a fazer. E para o comprovar, a situação ficou gravada em vídeo, e pode ser vista na pequena imagem animada de baixo.

A expressão de Erik é mais do que suficiente para se perceber o seu espanto pelo que estava a acontecer. O seu PC, onde ele é administrador, toma uma decisão pela qual ele não possui qualquer controlo, e sem sua autorização, inicia a instalação da atualização do Windows 10, interrompendo o que o utilizador estava a fazer.

Esta é uma situação deveras chocante! De forma alguma isto deveria acontecer, e a Microsoft deveria garantir isso. Um PC não pode interromper de forma consciente um trabalho ou uma atividade do utilizador sem autorização. Muito menos quando o PC é pertença do utilizador e não da Microsoft! Daí que a opção para permitir este tipo de coisas, a existir, deveria ser apenas isso mesmo, uma opção, com a base a passar por uma janela de aviso e pedido de autorização para instalação da atualização, e re-inicio da máquina.

Naturalmente a situação, visualizada por todos, deu direito a insultos ao Windows e à Microsoft, com o utilizador a dizer que não percebia como é que tendo desligado tudo o que permitiria fazer atualizações automáticas, ela ocorreu mesmo assim.

Essas frases podem ser vistas nos últimos minutos deste vídeo.

Publicidade

Posts Relacionados