Microsoft e o Cross Play – Olha para o que eu digo mas não olhes para o que eu faço.

Mais uma vez a Microsoft não se parece decidir sobre o que quer. No que toca ao cross Play, afirma querer, acusa os outros de não quererem, e até os tenta publicamente deixar mal! Mas depois solicita aos programadores que eliminem o Cross Play entre a Xbox e o PC.

As polémicas politicas da Microsoft continuam a a ser tema de discussão com situações a virem ao conhecimento público e cuja análise, como já nos habituamos, foge à simples compreensão do comum dos mortais!

Recentemente, e após anos e anos onde a Microsoft nem sequer queria ouvir falar de Cross Play, e onde nem o mais básico desta tecnologia era implementado entre consolas da marca, levando mesmo a que vários jogos, como foi o caso de Final Fantasy XIV, não aparecessem na Xbox, a Microsoft aparece com uma proposta aos seus competidores: Vamos unir-nos e criar uma comunidade online única!

Naturalmente, como já escrevemos aqui, a situação tinha água no bico. A Microsoft não estava interessada no Cross Play. A Microsoft queria era, perante o lançamento de uma nova consola, extremamente condicionada na maior parte dos mercados dominados pela Sony, remover o factor marca da consola na componente online, levando assim a que as pessoas pudessem comprar a sua consola sem se preocuparem se os seus amigos com quem iriam jogar online estavam com consolas da mesma marca ou não.

Seria o melhor dos dois mundos. Teria a consola mais potente e eliminaria a componente marca no online, uma situação que, dado o domínio do mercado da Sony, obtido num mercado para o qual partiu em pé de igualdade com a Microsoft, e que obteve não só graças ao mérito próprio, mas igualmente pelo demérito de muitas políticas Microsoft, e onde agora esse factor se mostra para eles uma mais valia nas vendas, se revela completamente inaceitável.



Aliás, tal nem sequer pode ser criticado pois essa política perante a realidade do que é o mercado e da concorrência entre empresas, é normal, e esse foi exactamente o factor (as boas vendas) que levou a Microsoft a negar anteriormente o Cross Play nas suas consolas. Tal aconteceu por exemplo em jogos como Final Fantasy XIV (ver link de cima), pois na altura a sua consola, a Xbox 360, vendia muito bem, e a empresa esperava bater essas vendas com a Xbox One (aliás esperava vender mil milhões de consolas). Algo que como sabemos não veio a acontecer!

Fosse como fosse, o colocar a Sony nesta posição era uma situação que só trazia ganhos à Microsoft e zero prejuízo à Microsoft. Sabendo que a Sony ficava entre a espada e a parede, e que nunca poderia vir a público revelar que os seus motivos eram financeiros (como são os de todas as empresas), por tal poder ser usado como arma de arremesso nas guerras de consolas, a Microsoft trilhou a Sony que, sem saber o que dizer, arranjou uma das desculpas mais esfarrapadas dos últimos tempos, a protecção dos jovens jogadores (uma situação relacionada com casos de assédios sexuais a crianças nos servidores de Minecraft).

Não se iludam aqui. Trocassem-se as posições e a Sony faria exactamente o mesmo!

Mas o que está aqui agora em causa nem é isso. É a aquilo que neste momento, perante certas realidades que se tentam esconder, não consigo deixar de comparar com o velho provérbio “olha para o que eu digo, mas não olhes para o que eu faço”. Ela vem da parte da Microsoft, e ainda mais quando a conclusão acaba por derivar de afirmações de uma pessoa que sempre respeitei tremendamente: Phil Spencer.

É que recentemente houve um jogo, Fornite, que experimentou sem autorização, mas com sucesso, o Cross Play entre a Xbox e a PS4. A situação foi desligada mal foi detectada até porque a Sony não autoriza, sendo alegado um erro de configuração! Mas a notícia que pretendemos trazer aqui nem é essa!

É que perante essa confirmação do Cross Play funcional, Phil Spencer veio a público no seu Twitter! E o que diz?

Phil Spencer afirma que gostava de ver a Sony manter isso activo. Uma clara provocação à política da Sony!

Ora isto não parece ter mal nenhum… Afinal a Microsoft estaria apenas a carregar numa tecla já conhecida, e a aproveitar para deixar a Sony mal vista. São afinal empresas e concorrem entre si!

Seria uma mera manobra empresarial relativamente normal… não fosse o facto, após alguma pesquisa, revelar-se ser uma manobra que não dignifica nada a imagem da Microsoft.

E porque?

Porque Fortnite tinha plenamente testado e usado, Cross Play entre a Xbox e o PC! E a palavra chave aqui é tinha pois essa é uma funcionalidade que neste momento não existe!

Actualmente, visitando o site da EA que contêm a lista de alterações de Fortnite localizado neste link encontramos a seguinte referência explicativa sobre esse assunto na parte da Xbox:

Removed ability for PC friends to join players on Xbox One

Pois é… o PC deixou de se poder unir à Xbox One (e consequentemente, o contrário também acontece)…

Ora para se ativar o Cross Play neste jogo é necessários que os amigos se juntem em listas. E depois delas criadas, iniciando o jogo, desde que os sistemas sejam suportados no Cross Play, o jogo inicia com todos eles. Removendo a possibilidade de os amigos PC e Xbox se juntarem, remove-se a possibilidade do Cross Play entre estes dois sistemas.



Mas porque? Então o Cross Play não é apregoado pela Microsoft? Ao ponto de Phil Spencer mandar estas estocadas à Sony?

Mas calma… Afinal que culpa tem a Microsoft no meio disso tudo? Isto pode ter sido uma decisão da EPIC. Algo que foge até ao controlo da Microsoft uma vez que a Epic é uma empresa independente.

Para tirarmos isso a limpo fomos ver versões mais antigas desta página. E curiosamente encontramos uma cópia do dia 6 de Agosto em que este texto tem uma ligeira diferença.

Podem ver essa versão da página seguindo este link. (Nota: Caso a página não apareça ficando só no topo a barra do Wayback Machine visivel, refresquem a página parando a carga mal o texto da página apareça usando o botão X que aparecerá na zona onde actualmente possuem o botão de refrescamento de página.)

Ora no dia 6 a página dizia o seguinte:

Per policy discussion with Microsoft, removed ability for PC friends to join players on Xbox One

Basicamente a tradução é: Por discussões de políticas com a Microsoft, removemos a possibilidade dos amigos de PC se juntarem aos jogadores Xbox One.

Não há aqui que enganar. As políticas da Microsoft estão, como habitualmente, cheia de ondas, e continuam pouco claras! E perante isto o que se pensar desta frase cheia de moralismo de Phil Spencer?

Aliás há outras questões! Mas porque raio uma empresa que apregoa agora o Cross Play e até tenta passar uma imagem má dos outros que não o aceitam (e como já vimos tem todas as razões para não o fazer), pede para se remover a possibilidade de tal acontecer entre a Xbox e o PC, especialmente quando a característica estava a funcionar?

Procurando por explicações sobre o sucedido nos fóruns da EPIC, o encontrado foi do mais caricato possível. A situação é abordada neste thread onde temos algumas explicações adiantadas por utilizadores dos fóruns. Estas explicações não são no entanto oficiais, pelo que terão de ser tomada com algum cepticismo, mas elas são as seguintes:

It is a known issue, Microsoft is against crossplay on any games they are not involved. They say it is because they can’t guarantee online safety in cross play.



Traduzindo: Trata-se de algo conhecido, a Microsoft é contra o Crossplay em jogos nos quais não estão envolvidos. Dizem que é porque não podem garantir a segurança online desses Cross Play.

Outro utilizador refere:

They had it in there without microsoft’s permission, microsoft is against cross play unless it is a microsoft exclusive Xbox/PC game. So they had to patch it out. Crossplay still works with PS4/PC. It is even in the patch notes that they took it out at because of Microsoft.

Traduzindo: Eles colocaram-no lá sem permissão da Microsoft, a Microsoft é contra o Cross Play a não ser que seja um jogo da Microsoft exclusivo Xbox/PC. Pelo que tivera de o tirar. O Cross play ainda funciona com a PS4/PC. Está nas notas dos patches que foi removido devido à Microsoft.

Explicando só aqui um ponto sobre o Exclusivo Microsoft Xbox/PC, o que o utilizador quer dizer é que o jogo não suporta Cross Play se a versão PC for do Steam. Ou seja, tem de ser tudo controlado a 100% pela Microsoft.

E outro ainda refere:

But microsoft allow crossplay, xbox is basicly windows10 with different gui, but you cannot just make a crossplay game without ms knowing. imo You have to pay them…

Traduzindo: Mas a Microsoft permite Cross Play, a Xbox é basicamente windows 10 com um interface diferente, mas não podes fazer um jogo crossplay sem a Microsoft saber. tens de lhes pagar…

E finalmente:

There’s a brief explanation in the Patch notes. In a nutshell. PC-PS4 has crossplay. XB1, crossplay was removed at the request of Microsoft. Nothing to do with Epic. They didn’t go any further than that answer.

Traduzindo: Há uma breve explicação nas notas dos patches. Resumindo. PC-PS4 tem crossplay. XB1 o Crossplay foi removido a pedido da Microsoft. Nada a ver com a Epic. Não adiantaram muito mais com essa resposta.

A ser verdade o que é referido, e repita-se que isto é dito por utilizadores e não pela Microsoft, não podendo por isso ser tomado como fatual, isto é totalmente ridículo. Como é possível que uma empresa promova o Cross Play querendo que os outros adiram, mas ela própria só quer aderir se controlar o jogo ou se lhe pagarem?

No entanto, apesar de tal não poder ser tomado como uma verdade, dado que oficialmente sabemos que a remoção se deveu a uma política da Microsoft, e o conhecido a nível dessas políticas era a adesão ao Cross Play, as explicações não são tão desenquadradas de lógica como isso. E certamente explicariam o motivo pelo qual o texto teve necessidade de ter sido alterado para esconder o real motivo da remoção. Mas mais do que isso, tornam ainda mais caricatas as afirmações de Phil Spencer.

Mas na prática os motivos são irrelevantes. O que interessa é que Phil Spencer antes de atirar farpas aos outros para aderir, deveria era falar daquilo que gere, e estar a explicar porque motivo a sua empresa, que tanto promove o Cross Play, pediu para remover a opção de Cross Play entre a Xbox e o PC! Se calhar até tem bons motivos, mas assim, com as coisas pouco claras e até escondidas e alteradas para ninguém ver claramente o que se passou, falando dos outros, mas escondendo a parte que lhes diz respeito, a velha frase do “olha para o que eu digo, mas não olhes para o que eu faço”, parece assentar como uma luva. Até porque essa frase pode ser substituida por uma única palavra: hipocrisia!



Posts Relacionados