Microsoft está a violar as regras da Google

Em causa estão as suas apps e a forma como elas se auto promovem dentro do Android.

A google permite que qualquer um coloque as suas aplicações na sua loja, mas a realidade é que tem regras. Regras que todos necessitam de seguir e que se destinam a criar uma igualdade concorrencial entre todas as aplicações. Regras essas que a Microsoft está a furar com as suas aplicações.

Tendo o Windos Phone sido um flop, a Microsoft vira-se agora para o Android, onde tenta colocar as suas APPs, mas a forma como a Microsoft publicita as suas aplicações, viola as regras da Google.

Se alguem instalou a app Complemento para seu Telefone, uma aplicação da Microsoft, que permite a ligação direta entre o Windows 10 e o Android, pode ver isso facilmente.

É que, tenha-se apercebido ou não, uma vez essa aplicação instalada vão ter publicidade discreta da Microsoft sempre que pretender abrir ou partilhar ficheiros. Publicidade como a que se segue:



Basicamente, na ausência da sua aplicação, a Microsoft publicita a instalação da mesma. Algo que as regras da Google proíbem especificamente.

Qual será a reacção da Google é desconhecido. O mais lógico é que solicite a remoção desta publicidade. Mas a dúvida é se a Microsoft não conseguirá fazer pressão para a manter.

A realidade é que se todos que possuem aplicações que se adequam a uma operação as publicitassem, teríamos uma lista enorme de aplicações visualizadas no ecrã. E daí que o mais coerente é que isto seja removido, ameaçando-se a remoção das apps da Playstore, em caso de não cumprimento.



newest oldest
Notify of
Shin風林火山
Visitante
Shin風林火山

Microsoft é o Baidu do ocidente agora, quer ganhar dinheiro com todas as formas massivas possíveis. Colocam propaganda no Xbox, nos seus sites e programas.

Veja bem, este é o futuro do gamepass, se tornar o Freepass onde cada partida gratuita e interrompida com um anúncio e se você deseja se livrar do incômodo, que pague.

O Freepass pegará as crianças que sem resistência rapidamente se viciará no modelo fazendo seus país abrirem a carteira para microtransações dos jogos. Microsoft, EA, bem como muitos nomes da indústria ocidental depois de olhar Chinesas como a Tencent ampliando seus lucros, decidiram emular o que eles fazem.