Microsoft pretende transformar os PCs em Xbox

Objectivo da Microsoft é tornar os PCs a base da plataforma Xbox, e a consola sendo apenas uma máquina mais dedicada aos jogos.

A Xbox One foi lançada em 2013, e como tal faz este mês 5 anos de vida. Mas se em 2013 a consola era a consola, e os PCs eram os PCs, a Microsoft usou a atual geração para unificar as mesmas com os PCs com sistemas Windows.

Mas a unificação não acaba aqui! O próximo passo passa por levar para os PCs o interface das consolas, o que com a partilha do sistema operativo e API, permitirá aos criadores a passagem sem grandes problemas dos jogos das consolas para o PC e vice versa.

Os detalhes do processo de unificação do interface foram revelados pelo Windows Central e mostram que aquilo que a Microsoft pretende fazer é de tal forma extensivo que irá afectar de forma profunda o mundo dos video jogos.

Segundo a Tech4gamers, a medida está a ser implementada por etapas, sendo que o conceito final é em tudo semelhante ao que a Steam possuia com as suas Steam Machines. Ou seja, no futuro as consolas Xbox não serão forçosamente criadas pela Microsoft, mas os criadores poderão preparar os seus sistemas com o Windows 10 dedicados ao jogo, e todas essas consolas possuirão as mesmas funcionalidades e o mesmo interface.



A versatilidade será conseguida graças ao Composable Shell program (C-Shell), um novo modo de interface que funcionará no PC da mesma forma que os “Launchers” funcionam nos smartphones Android, e que ” irão adaptar as características do botão de Inicio e do centro de notificações para qualquer uma das plataformas onde as planeies usar, incluindo as consolas Xbox”.



Usando esta estrutura por camadas do sistema operativo, o produtor pode decidir se constrói um PC estilo consola e dedicado aos jogos que pode correr aplicações Win 32, ou um PC estilo consola com o Modo S activado que tem suporte nativo para aplicações Win 32, podendo passar, caso queira para o interface do Windows 10 sem problemas, podendo correr aplicações UWP. Pode parecer complexo, mas a ideia é perceber-se que irão existir PCs com estilo consola criado por vários fabricantes e com maior ou menor vertente de PC incluída.

Ainda segundo a Tech4gamers o resultado destas mudanças são possíveis apenas graças à arquitectura x86 partilhada entre PCs e consolas, criará um universo onde a Xbox One poderá receber periféricos como o rato e teclado sem a necessidade de aplicações dedicadas uma vez que a consola será basicamente um PC a correr uma versão extremamente similar do Windows face à existente nos PCs, e que instalará as drivers necessárias. Ao mesmo tempo tal irá expandir tremendamente o programa Xbox Play Anywhere, removendo as limitações actualmente existentes e permitindo que o catálogo das consolas esteja disponível a 100% para os computadores.

A informação prestada é que o desenvolvimento desta situação não está tão atrasada como se pensa, pelo que não será estranho que se ouçam detalhes sobre ela em breve.

Quer-nos por isso parecer que a Microsoft está a apostar nos cavalos todos para a próxima geração.

Fonte: Tech4gamers



Posts Relacionados

32
Deixe um comentário

avatar
4 Comment threads
28 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
10 Comment authors
Júlio estevesBruno RibeiroEwertomLivioFernando Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest
Notify of
Edson Romagna
Visitante
Edson Romagna

Será que vc com um Xbox da próxima geração, poderá comprar jogos na steam, origin, u play e rodar na Xbox, não dependendo somente da live? E se tiver à mídia física do PC, rodará no xbox?

Brunoab
Visitante
Brunoab

Então a MS esta tentando fazer a mesma coisa que tentou com o Windows Phone e PCs, agora com PCs e Xbox?

fazer algo parecido com o STEAM Box que já fracassaram?

AHUAHUAHU “agora vai” ?

Carlos Zidane
Visitante
Carlos Zidane

Incrível como não tem nada que a Microsoft planeje que me interesse um mínimo que seja.
Peço aos fanboy’s que guardem as pedras pois, o que se passa na MS é prejuízo pra mim, não tenho prazer em criticar nada nem ninguém.
Ninguém imagina o quanto ficava ansioso (o lado positivo da ansiedade) ao ficar imaginando em meados de 2013 o então “Xbox 720”.
Depois veio o tombo.

Gostaria de ter o PS4 e o One aqui, mas… Não compensa.
O que custava a Microsoft simplesmente, fazer um bom console, focar em desenvolver títulos variados com bom investimento, fazer seus shooters, seus Forzas, trazer jogos sei lá, de mundo aberto pra concorrer com sucessos esmagadores como GTA ou Red Dead?!
É só isso. Dinheiro eles tem, podem contratar roteiristas, podem fazer pesquisas de mercado profundas, mas não, querem implantar um monte de coisa impopular que a maioria não liga ou não quer (empurrar guela abaixo).
Os caras tem TUDO mas não entregam praticamente nada que interesse. A não ser que você compre esse PS4 de 6 Tflop da MS pra jogar retrô.
Eu quero é jogos. Novas aventuras. Não novas formas de pagamento.

Se alguém disser; “você quer um PlayStation da MS então”,
Não. Eu tenho exemplo do Xbox 360 e do PS3, cada um na sua, cada um excelente por sua própria identidade.
Simplicidade é tudo.
Por mim mandava todo mundo embora lá dos que mandam e trazia alguém com compromisso em conteúdo.

Parece que lá na MS só existe a diretoria querendo ver o gráfico financeiro subindo e mais nada além disso. O restante está envolvido em criar projetos pra subir esses números e jogos é algo secundário ou de horário de folga.

Não concorda? Passa reto. É minha humilde opinião e não faz mal a absolutamente ninguém.

Edson Romagna
Visitante
Edson Romagna

Carlos, eu como dono de um PlayStation entendo que vcs exagera e muito! Gostar ou não gostar é direito seu, mas quando diz que é console pra jogar retrô, vc exagera! O console tem praticamente tudo que o concorrente tem como jogos, tbm tem exclusivos, pois por mais que os mesmos estejam no pc, não estão no PlayStation e há valor em alguns. O Xbox one X não é um PlayStation de 6 tflops, é um Xbox com arquitetura igual de um PlayStation, mas há tecnologias no one x que não há no ps4 e ps4 pro como Etmos e até msm um mero B-Ray 4k e estamos em 2018 mas as vezes insistem em olhar para 2013 como se a Microsoft estivesse a utilizar das msm plásticas. O console não é perfeito, a Microsoft é uma raposa, mas do jeito que escreve, parece que o console não tem nada de bom, não tem exclusivos, não tem lançamentos, etc… Deixo uma coisa interessante pra ti onde aponta que o Xbox tem praticamente os msm jogos do ps4: https://www.eurogamer.pt/articles/2018-11-03-gta-5-e-o-jogo-mais-vendido-para-a-ps4-e-xbox-one-nos-eua

Carlos Zidane
Visitante
Carlos Zidane

Edson, respeito qualquer pensamento que tiver, o meu é esse. Nunca disse que era certo ou errado.

Edson Romagna
Visitante
Edson Romagna

Por isso que digo sobre pensamento e esse está entre gostar e não, mas quando diz que o console existe para jogar retrô, está a faltar com a verdade nesse ponto, pois está indo contra os fatos!

Carlos Zidane
Visitante
Carlos Zidane

Edson, sobre isso houve uma falha de comunicação da minha parte então. Quis dizer que o que a MS oferece de diferencial são jogos retro, exclusivos não tão interessantes a mim (tirando 1) já que estamos discutindo minha opinião, e os multi, nesse caso, o PC faz mais e melhor que o Xbox, não existindo razão pra ficar “preso” a um console onde é limitado a ser somente um console, com framerates baixos, sem chance de upgrade, pagando mensalidades pra jogos e pra online.
Se a Sony também libera os exclusivos pra PC, não existiria razão nenhuma pra eu ter um console de quem quer que seja.
Não disse uma inverdade, disse algo que é claro a mim: se o PC faz tudo que o Xbox faz, porém melhor, ele não tem razão de existir.

Fernando
Visitante
Fernando

Interessante que no console pra jogar games retro, os jogos mais vendidos são exatamente os mesmos games mais vendidos do PS4.
Interessante também para o console que vende por ter exclusivos no top ter exatamente a mesma quantidade de jogos exclusivos do rival que “não tem jogos”.
A próxima geração vai começar com Xbox Scarlet mais poderoso e rodando jogos melhor que o PS5 e aí eu vou querer ver de verdade essa força dos exclusivos, por que o que eu vi nessa geração foi a conversa de 1080p até 2016 e depois de falarem do Xbox One X começou a história de exclusivos.

Carlos Zidane
Visitante
Carlos Zidane

Fernando, infelizmente já sabia que alguém ficaria ofendido por conta de uma caixa de circuitos, infelizmente é assim, sinto muito por você.

Não estou nesse grupo do 1080p que você citou, e sempre defendi exclusivos fortes.
O Xbox One X poderia rodar a 8K que eu não o escolheria invés do PlayStation base, por conta dos jogos que eu gosto. Eu abandonei até o PC que é superior ao One X pelo mesmo motivo.
Se o Scarlett vier bom, Deus me dê condições de o comprar e o PS5. Não tenho marca preferida, por uma tremenda coincidência o PS4 faz tudo que eu procuro, não estou falando mal do Xbox nessa geração em comparação ao PS4, é em comparação a ele mesmo.

Livio
Visitante
Livio

Quer que se repita a geração PS3/360 onde esse fator exclusivo veio à tona e fez um console lançado 1 ano depois ultrapassar o concorrente?

Lembro de uma seguinte frase “Os donos do PS4 são aqueles que já querem um PS5 devido o Scorpio…” , enquanto na época muitos opinavam em um lançamento PS5 só em 2020.

Então falo o seguinte: “Tem dono(ou ex) de Xbox fat, que se alegrou quando o Scorpio foi anunciado e que agora, 1 ano após o Monstro ter sido lançado, torce/sonha/quer que o próximo Xbox seja o mais poderoso. Ahh e que agora diz que a nova geração vai iniciar com esse novo monstro.”

Livio
Visitante
Livio

Lembrando que ali aborda somente um mercado, em outros o resultado pode ser diferente.

Segundo um comentário no mercado europeu o PS4 tem essa lista:

Os jogos mais vendidos para PS4 em todo continente Europeu.(2013-2018).

1-GTA 5
2-Call of Duty: Black Ops 3
3-Call of Duty:WW 2
4-Uncharted 4
5-God of War(2018)
6-Star Wars Battlefront
7-Horizon zero dawn
8-Fifa 16
9-Battlefield 1
10-The Last of us:Remastered

Misteriosamente tem 3 exclusivos e 1 remaster(Exclusivo em consoles Sony).

bruno
Visitante
bruno

@Fernando @Edson alguns dados interessantes sobre a lista. Primeiro, e so relativa aos EUA, logo nao representa o mercado mundial. Segundo, God of War esta nessa lista e Spiderman foi indicado como quase a entrar (ambos exclusivos). Terceiro, a lista nao representa vendas mas dolares gerados e considerando DLCs e microtransaccoes em titulos como CoD ou Battlefield, ve-se que e preciso entender onde esta a inflaccao dos lugares na lista. Quarto, a lista e so relativa a 2018.

Ha uma lista no continente Europeu (curiosamente, os valores de vendas no VG Chartz ultrapassam os EUA) e nesse caso, ha mais exclusivos PS4 nessa lista.

@Fernando, sabes qual a definicao de uma pessoa que tenta a mesma coisa vezes sem conta mas sabe que ao fazer da sempre errado? O teu caso e a mesma coisa: insistes no mesmo, apesar de o contrario ja estar mais que provado.

A PS2 era a mais poderosa da geracao? Nao. Tinha mais exclusivos que as concorrentes. Sim. Quem vendeu mais nessa geracao? PS2.

A PS3 era a mais poderosa da geracao? Sim, mas os graficos nos multi eram piores por isso, o mercado nao percepcionava isso. Alem disso, era mais cara. Tinha mais exclusivos que a 360? Sim (a 360 iniciou muito bem, mas de meados para tras perdeu em numero face a Sony). Quem chegou ao fim e ainda ganhou? Tecnicamente nenhuma, mas a PS3 ultrapassou muito ligeiramente a 360. Considerando que esteve menos anos no mercado, significa que anualmente vendeu mais.

A PS4 e a mais poderosa do mercado? Nao. E a que tem mais exclusivos? Definitivamente. Quem vende mais? A PS4.

OU seja, nao e preciso esperar por uma nova geracao para testar isso. A ONE X esta aqui, e a mais poderosa e e a que vende menos.

Por ultimo, assumes muita coisa neste teu comentario. Eu concordo quando dizes que a MS nao vai deixar a Sony ter a mais poderosa desta vez, no sentido em que o design do hardware vai ser potencia, potencia, potencia.

Mas isto e a MS a esforcar-se por nao ser ultrapassada neste quesito. E ha uma difereca entre o tentar e o poder.

Nao subestimes a capacidade da Sony em desenhar hardware.

Livio
Visitante
Livio

Nao subestimes a capacidade da Sony em desenhar hardware.

Neste caso destaco o fato de todos os modelos do PS3 serem compatíveis com 3D e que todos os modelos do PS4 serem compatíveis com HDR, funcionalidades que praticamente não existiam no lançamento de cada aparelho. Em outras palavras, nos 2 casos a Sony fez um hardware com “molho secreto”** que fez com com os aparelhos acima fossem compatíveis com funcionalidades que somente funcionam com especificações superiores as do aparelho.

**Na verdade o “molho secreto” foi o uso componentes atualizáveis por firmware, algo que parece também ter sido “copiado” opss, optado pela MS no caso das funcionalidades do HDMI2.1 no Xbox X.

Em outra frase, que não lembro se a vi pela primeira vez por aqui é: A Sony é uma empresa de natureza hardware, a MS de software.

Ewertom
Visitante
Ewertom

Uma pergunta ao user Bruno,caso queira responder.
Qual era o numero em porcentagem do 360 em base instalado no território Europeu em comparação ao PS3 e o do Xbox One hoje em comparação ao PS4.E o teu 6 paragrafo esta errado.pois falta acrescentar algo,o Xbox One X foi lançado a 1 ano e antes disto tinha-mos o PS4 como hardware mais forte,sem lapsos aqui.
Obrigado.

Bruno Ribeiro
Visitante
Bruno Ribeiro

Caro user Ewertom:

Penso que isto responde a pergunta dado que pediu a perentagem em comparacao com uma PS.

Xbox 360 vendeu 71% da base da PS3.

Xbox ONE vendeu 28% da base da PS4.

(xbox vendida/ ps vendida)

Quero tambem relembrar que em 2016 surgiu a PS4 Pro no mercado e a por isso a PS4 base so foi a mais poderosa ate outono de 2016.

E informar que apesar do surgimento destas plataformas, a base continuou a ser a mais vendida.

Ewertom
Visitante
Ewertom

Blz.obrigado por responder

Livio
Visitante
Livio

Engraçado é que muitos não aceitam quando se fala de exclusivos e a MS anunciou hoje a aquisição de mais 2 estúdios, totalizando 7 estúdios adquiridos em 2018.

Se estes que não aceitam o valor de jogos exclusivos podem me dizer por qual motivo a aquisição de 7 estúdios? Irão desenvolver jogos multiplataforma? Claro que não.

Creio que este seja o motivo da Sony ter ficado calada desde a E3, não é a falta de novas IPs e sim não entregar a surpresa tão cedo.

Júlio esteves
Visitante
Júlio esteves

O que faz a plataforma Console ser um sucesso?
_preço;
_configuração de hardware já definida;
_quantidade e qualidade de jogos do dono da plataforma;
_grande adesão das Third party:
_serviços;
_custo benefício (comparado com outros concorrentes);
_histórico de atenção e de respeito ao consumidor;
_facilidade na programação de jogos;
_tecnologia disponível, atual e/ou inovadora;
_Criatividade (de todos);
_Nível de diversão e prazer proporcionado ao usuário;
-Marketing.
Esqueci algo?
Olhando assim acho que a MS precisará de muito empenho para poder tornar sua proposta
de PC/CONSOLE um sucesso.

Ewertom
Visitante
Ewertom

E pra quem teve o 360 o declínio foi muito grande e ate entendo a insatisfação,mas sou da opnião de que o Xbox nunca foi um console ruim e sim a Sony muito foi competente naquilo que se propôs a fazer e em entregar.
Mas e uma questão de visão,pois como nunca tive console Xbox antes do One ao qual para mim nunca vi esta falta de suporte.
Pois quem não saiba o Xbox não foi o condole mais caro no seu lançamento aqui no Brasil e sim o Ps4 que era mais barato nos mercados externos.EX: o PS4 saiu por R$4.000,00 custando la fora $400 dolares e o Xbox aqui em seu lançameno saiu por R$2.500,00 e la fora era vendido a $500.