Microsoft teve uma E3 como já não tinha à alguns anos.

5 6 votes
Avalie o nosso artigo

A Microsoft esteve na E3, e veio com as cartas todas. Há jogos para todos os gostos e feitios, e a maioria estará disponível no Gamepass.

Digamos que não foi com surpresa que vi os jogos apresentados pela Microsoft. Eram bastantes… e com exclusivos e lançamentos no Gamepass. Nada que não fosse expectável após um investimento de 7 mil milhões (7 biliões nos EUA) na Bethesda, e após uma declaração de Satya Nadella de que a Microsoft estava “All in” nos videojogos.

E os resultados viram-se:

Starfield

Estamos perante um exclusivo Xbox Series X/S e Windows 10, com lançamento previsto para 11 de novembro de 2022, e que será disponibilizado no dia 1 no Gamepass.



Stalker 2: Heart of Chernobyl

Este é um jogo que será exclusivo de lançamento para a XBox Série S/X e Windows 10, saindo para a Playstation 5, 3 meses depois (conforme revelado em tribunal). Estará disponível no dia 1 no Gamepass. Será lançado a 28 de Abril de 2022.

Back 4 Blood

Estamos perante um jogo multi plataforma Cross gen, que terá a sua versão deluxe exclusiva na Xbox. Será lançado a 23 de setembro de 2021, e que estará disponível no Gamepass no dia 1

Contraband

Um exclusivo, que como se pode ver pelo trailer altamente prematuro, ainda nem sequer tem prevista qualquer data de lançamento. Como exclusivo que é, estará disponível no Gamepass no dia 1.



Sea of Thieves: A Pirate’s life

Um Add on disponibilizado gratuitamente para um jogo como serviço exclusivo da XBox e Cross gen, com lançamento para 22 de junho.

Yakuza: Like a dragon

Jogo multi plataforma e Cross Gen, disponível já no Gamepass.

Battlefield 2042



Jogo multi plataforma, Cross gen. Disponível em Outubro de 2021.

Twelve Minutes

Um jogo multi plataforma, Cross Gen, com exclusividade de lançamento na Xbox disponível dia 19 de agosto de 2021, e no dia 1 no Gamepass.

Psychonauts 2

Um jogo multi plataforma, exclusivo na nova geração na Xbox séries X/S, que será lançado no dia 25 de Agosto e disponibilizado dia 1 no Gamepass



Fallout 76: Steel Reign

Add on, Cross gen e multi plataforma, gratuito, disponível a 7 de Julho de 2021.

Fallout 76: Expeditions – The Pitt

Add on multi plataforma, disponível em 2022

The Elder Scrolls Online



O Remaster de um jogo de 2014, multo plataforma, e Cross Gen, disponibilizado gratuitamente aos possuidores do jogo, e já lançado na Playstation no dia 8 de junho, chegou à Xbox a 15 de junho.

Party Animals

Um jogo multi plataforna, cross gen, que será exclusivo de lançamento na Xbox. Será disponibilizado em 2022 e no Gamepass no dia 1.

Hades

Jogo multi plataforma, cross gen, que nos chega a 13 de Agosto 2021, disponibilizado dia 1 no gamepass.



Somerville

Mais um jogo multi plataforma, cross gen, exclusivo de lançamento na Xbox, previsto no gamepass dia 1 e com lançamento em 2022

Halo: Infinite

Exclusivo, disponível dia 1 no Xbox Game Pass para Xbox Series X/S, Xbox One e Windows 10, a ser lançado no final de 2021. O jogo será free to play.

Diablo II resurrected



Um remaster, multi plataforma, Cross gen disponibilizado a 23 setembro de 2021.

A Plague Tale: Requiem

Multi plataforma, Cross gen, disponível dia 1 no Gamepass em 2022.

Farcry 6

Jogo multi plataforma, Cross Gen, disponível a 7 outubro de 2021.



Slime Rancher

Multi plataforma, Cross gen, exclusivo lançamento de lançamento, disponibilizado no gamepass dia 1 em 2022.

Shredders

Jogo multi plataforma, exclusivo de lançamento Xbox, lançado a 21 dezembro e disponibilizado dia 1 no gamepass.

Atomic heart



Jogo multi plataformas, cross gen, disponibilizado dia 1 no gamepass. Sem data de lançamento

REPLACED

Inicialmente planeado como multi plataforma, cross gen, para lançamento em 2020, o jogo será lançado com exclusividade de lançamento na Xbox em 2022, disponibilizado dia 1 no GamePass. Não é claro se haverá outras versões, mas devido ao anuncio original, contabilizaremos o jogo como multi.

Grounded – The Shroom & Doom Update

Jogo multi plataforma, cross gen, sem data de lançamento. Disponível dia 1 no Gamepass.



Among us

Jogo multi plataformas, Cross Gen, sem data de lançamento, disponível no Gamepass dia 1.

Eiyuden Chronicle: Hundred Heroes

Jogo Multi plataforma (na realidade dois jogos), Cross Gen, disponível no Gamepass dia 1 com lançamento em 2022 e 2023

The Ascent



Exclusivo, Cross Gen. para Xbox Series X/S, Xbox One e Windows 10, com lançamento para dia 19 de agosto de 2021. Disponível dia 1 no Gamepass.

Age of Empires IV

Um exclusivo para PC. Será lançado no Xbox Game Pass para Windows 10 (e Steam) a 28 de outubro de 2021, e disponibilizado no Gamepass.

The Outer Worlds 2

Exclusivo Xbox e PC, sem previsão de lançamento. Será disponibilizado no Gamepass dia 1.

Microsoft Flight Simulator

Exclusivo já previamente lançado no PC, será disponibilizado nas consolasXbox Series X/S no dia 27 de julho de 2021. Estará no Gamepass no dia 1

Forza Horizon 5

A estrela da apresentação, e o jogo que mais me deixou com água na boca. Exclusivo, Cross Gen, o jogo será lançado no dia 9 de novembro de 2021 para Xbox Series X/S, Xbox One e Windows 10. Estará disponível dia 1 no Gamepass.

Redfall

Exclusivo Xbox e PC, o jogo será lançado em meados de 2022. Disponível no Gamepass dia 1.

Sable

Exclusivo Xbox e PC, o jogo será lançado no dia 23 de setembro de 2021. Estará disponível no Gamepass no dia 1.

Mini frigorífico

Certamente uma nova área de negócio da Microsoft… Os frigoríficos. 😉

Análise

Devido à minha grande indisponibilidade de tempo esta semana, a análise ficará para o artigo de amanhã. Peço desculpa pelo facto, e tentarei fazer algo que justifique um artigo separado.



5 6 votes
Avalie o nosso artigo
67 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Felipe Horvath
Felipe Horvath
1 mês atrás

Eu me sinto um alienigena , pois vejo todo mundo dizendo que a e3 da microsoft foi otima e eu achei uma porcaria , como sempre. Acho que to vivendo num universo paralelo.

José Galvão
José Galvão
Responder a  Felipe Horvath
1 mês atrás

Não estás sozinho, se não fosse o Horizon 5 teria sido um desastre, aliás toda esta E3 foi uma porcaria, a pior de sempre.

Rui
Rui
Responder a  José Galvão
1 mês atrás

Eu acho que nunca gostaste de uma E3 da xbox josé, ao menos es coerente contigo próprio.

Esta E3 da xbox achei porreira muitos jogos e muitos por mostrar, dentro do contexto em que vivemos achei porreira.

Alexandre Oliveira
Alexandre Oliveira
Responder a  Rui
1 mês atrás

Concordo com o Rui, dentro do contexto atual não foi má.
Embora eu seja completamente contra o gamepass os jogos em si são promissores.
(retirando Outer Worlds que joguei o primeiro e para além de uma carrada de bugs, não me causou impacto nenhum, talvez as minhas espectativas tivessem demasiado altas).

José Galvão
José Galvão
Responder a  Rui
1 mês atrás

Não sou como tu que passas pano em tudo o que a Microsoft faz, quando a empresa faz algo de bom, eu elogio, mas tem sido difícil.
De facto já gostei de algumas press da Microsoft, no tempo da 360 até à introdução do kinect, a partir dai não posso dizer que seja digno de WOW, e não tem a ver necessariamente com o conteúdo, aos responsáveis da Microsoft falta-lhes carisma, depois do Peter Moore, não houve ali ninguém à altura de um Reggie, Jack Tretton, nada, parece que estou a ver uma sequência de check lists, são desprovidos de alma…

Agora se existe algo que fazem melhor que os outros é a prometer, promessas é com eles, e depois é o que se vê.

Livio
Livio
Responder a  José Galvão
1 mês atrás

Até o Phil esteve mais ausente na conferência, apareceu somente no final. Daí, quando vi os 30 minutos iniciais que ele não apareceu já fiquei com pé atrás

José Galvão
José Galvão
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

Do que viste da Microsoft, dá-te vontade de ter o quanto antes uma Series X?
Se sim foi um bom evento para ti, já no meu caso fiquei apenas um passo mais à frente devido ao Horizon.
Tiveste o Stalker que foi um misto de meh com momentos visualmente bonitos, o Halo foi cut scene do SP mais uma espécie de gameplay do MP, uns updates de GAAS e indies interessantes alguns deles já conhecidos, e claro o Horizon 5, se isto foi bom então sim, são gostos.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Felipe Horvath
1 mês atrás

Penso o mesmo Felipe. Mas pelo menos tem um Forza Horizon chegando, o que é sempre bem vindo

Daniel Cardoso
Daniel Cardoso
Responder a  Felipe Horvath
1 mês atrás

Não é o único, também achei meia boca, pela maneira que foi apresentada até que foi legal, más tirando isso a quantidade de CGI, 90% é SHOOTER etc… Achei essa apresentação fraca, para mim o melhor jogo foi o Forza Horizon, más também jogo esse que já começa a saturar, porque se não estiver em erro o primeiro saiu em 2012 e já vai no quinto jogo e isso num espaço de 10 anos.

Livio
Livio
Responder a  Felipe Horvath
1 mês atrás

Eu concordo com o Felipe.

Depois de assistir anos de promessa “A melhor E3 de todos os tempos”, neste eu estava a fazer modificações na minha casa, mesmo assim assisti aos 30 minutos iniciais por estar no almoço e o que praticamente vi, FPS, tirando ali o Twelve Minutes e mais 1 ou 2 jogos(tão impactantes que nem lembro o nome) o que se viu foram FPS.

Não que não gosto de FPS mas já é um mercado saturado e a MS gosta de investir nisso, até Starfield aparenta ser FPS visto que no início o personagem coloca uma arma na mesa, fora isso o trailer não falou mais nada. Contraband com o logo que lembra o Black.

De todos os fãs do Xbox que conheço e que são pé no chão afirmam que o que salvou a conferência foram FH5 e Stalker2, o resto….

PS: Depois assisti o resto da conferência por um outro canal de YT, para ver a reação dos caras. Teve um momento de CGi que os caras falaram “Porr@ aí vem jogão, olha a qualidade disso, segundos depois aparece Age of Empires e a decepção veio logo a tona”

PS2: Incrível a passada de pano no multiplayer do Halo, só porque é free to play já dizem que é melhor que Battlefield!

Sephirot
Sephirot
Responder a  Livio
1 mês atrás

Starfield é em primeira e terceira pessoal, assim como os outros jogos da Bethesda Fallout e Skyrim, já foi confirmado.

Livio
Livio
Responder a  Livio
1 mês atrás

Tem algo que vi no início da tarde de hoje que me prendeu mais a atenção do que os 30 minutos iniciais da conferência da MS na E3 2021…. As teorias da conspiração a cerca do jogo Abandoned e Hideo Kojima

E digo uma coisa, se o que tiver ali for verdadeiro eu não irei mais dar bola em rumor vindo do lado da MS, já basta o FUD contra o PS5 que no final praticamente se voltou contra o Series.

Andrio
Andrio
Responder a  Livio
1 mês atrás

Foi o tal do jeffgrubb que falou no twitter que a ms ia ter um projeto com o kojima. Na verdade o jeff ja soltou várias que n deram em nada. Mas o tem muita gente que dá credibilidade a ele.

Hennan
Hennan
Responder a  Felipe Horvath
1 mês atrás

Tenho a mesma opinião. Por um simples motivo, não vi gameplay de nenhum jogo AAA rodando no series X. Mesmo o trailer de forza tão aclamado é no PC. Ou seja, tenho que confiar nas promessas das empresas, que historicamente erram bastante.

Felipe Horvath
Felipe Horvath
1 mês atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Depois procurem vídeos de gameplay do metrô exodus rodando altamente capado no Xbox pega-trouxa , ops… Xbox series S.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Felipe Horvath
1 mês atrás

Depois de Cyberpunk eu já tive desgosto suficiente, não preciso de um adicional de sofrimento

Sephirot
Sephirot
1 mês atrás

Gostei bastante da E3, achei surpreendente a quantidade de jogos Day One no Gamepass, e o mais empolgante é que a MS fez uma apresentação justa sem precisar usar munição dos grandes jogos em produção, Fable, Hellblade 2, Avowed, SoD 3, o Halo Infinite trouxe melhorias gráficas mas não gostei da forma que foi apresentado, gostaria de ter visto mais um trecho da campanha, e Starfield sendo confirmado como um exclusivo como esperado, as IPs da Bethesda como The Elder Scrolls, Fallout e agora Starfield como exclusivos vão fortalecer muito o catálogo do XBOX.

Andrio
Andrio
Responder a  Sephirot
1 mês atrás

Sempre precisar municão pq não tinha munição “Pronta” né meu querido…. Ontem mesmo foi confirmado que hellBlade está em pré produção. Jogo esse que foi apresentado em 2019. Se eu me lembro bem, Isso era uma critica forte a sony por mostrar jogos sem data! Pra mim só foi mais uma apresentação da MS que se não fosse o apelo ao GP e forza seria um desastre!

nETTo
nETTo
Responder a  Sephirot
1 mês atrás

Hellblade 2 esteve na apresentação de ontem, e o que o diretor falou não foi nada animador em termos de espera pelo título, ainda estão trabalhando em uma parte especifica do jogo para a partir dai por todos os esforços no jogo em si. A mensagem dele ficou como se o jogo tivesse voltado pra pré-produção.

Já se tem rumor de que Everwild voltou pra prancheta depois que o principal cabeça do jogo saiu da Rare e agora essa de Hellblade 2.

Finn
Finn
Responder a  nETTo
1 mês atrás

Acho muito difícil terem recomeçado Everwild do zero, porque revelaram recentemente que o jogo está em pré produção há 5 anos. Com a troca do diretor no ano passado (que foi muito boa, por sinal, o novo é bem mais competente), devem ter mudado várias coisas, mas duvido que tenham jogado todo o trabalho no lixo. E pelo fato de sequer terem começado a produção naquela altura, não é como se a perda fosse tão grande.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
1 mês atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Eu creio que foi um bom evento no geral. Não achei épico mas também não achei desastroso. Sem extremos. E achei legal a “DLC” de ontem. Quanto mais informações, melhor.

O evento teve gameplays, sendo que um deles apresentou o ‘wow factor’ (Forza Horizon 5). O evento teve anúncios de novos jogos, e a estrela principal foi o fortalecimento do gamepass como serviço. Jogos como Hades (que concorreu ao GOTY) chegando day one no gamepass, gameplays de respeito como Stalker 2 chegando day one no gamepass. Não tem como negar que o gamepass saiu ainda mais valorizado do evento. E apesar de não ter gostado da forma como Halo Infinite foi mostrado, me pareceu melhor do que vimos em 2020.

O que faltou para o evento ser épico? A meu ver faltou mais 1 gameplay “wow factor”. Se Starfield for um jogo tão bom quanto as pessoas esperam, e caso estivesse com seu desenvolvimento avançado ao ponto de ter sido apresentado com um gameplay completo, certamente esse evento teria sido elevado a outro patamar.

Além disso, apesar de toda conferência possuir trailers curtos revelando algum jogo, creio que isso ficou um pouco exagerado no evento da MS. Faltaram trailes que revelam mais sobre os jogos nos moldes da primeira revelação de Horizon FW no evento da Sony em 2020. Horizon FW teve 3 minutos mostrando diferentes paisagens, inimigos, cenários, etc. Trailers que revelam pouco sobre o jogo como Starfield ou Pragmata (evento da Sony em 2020) são vagos. Eles podem existir claro, são ótimos para anunciar algum jogo super esperado (por ex o trailer de Fable no ano passado ou a “logo” do God of War haha), mas a meu ver o evento poderia variar melhor esses trailers.

Finn
Finn
Responder a  Carlos Eduardo
1 mês atrás

O Halo, apesar de ser o carro chefe do Xbox, não foi alçado à estrela da apresentação justamente porque era um jogo já conhecido, já esperado e que todos sabem que sairá neste ano (embora tivesse sido planejado para o ano passado), mas mesmo assim foi interessante terem anunciado o MP e que seria free to play. Por isso iniciaram com um jogo esperado, mas do qual ninguém sabia nada e terminaram com um jogo surpresa, uma IP nova. A MS provavelmente guardou a carta do Halo SP para outro evento mais para frente no ano e mais gameplays de outros jogos também. Também tive a mesma sensação que a tua sobre os trailers, mas deu para notar que a MS quer só chamar a atenção na E3, deixando os estúdios darem mais detalhes dos jogos posteriormente, de modo individual, assim como foi com Forza.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Finn
1 mês atrás

Meio inocente seu comentário ou você quer acreditar nisso… Halo não foi estrela da apresentação simplesmente porque não tinha como ser! Uma gameplay totalmente maquiada para não aparecer outra enxurrada de críticas a 343i. Colocar Uma franquia como Halo no meio de tudo aquilo, sem ênfase alguma, é estratégia de quem tá com vergonha de mostrar. Inocência pura achar que um Halo, com todo o peso que tem, ser jogado no meio é porque todo mundo já conhece. Fico imaginando se a Sony solta um god of war desse jeito em algum evento. A galera ia tá soltando os cachorros nela até hoje. Halo foi rebaixado a serviço, infelizmente. Aceite a realidade.

marcos
marcos
1 mês atrás

Vejamos assim.
Só de economia em jogos eu compro um PS5 e um Series S para levar quando for viajar.
Basta fazer as contas.

nETTo
nETTo
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

Kkk

É disso que eu tenho falado em alguns lugares

As pessoas se enganam ao comparar aquisição com aluguel.

No fim, o exemplo do colega passado o período de assinatura não terá jogo algum kkk

Ewertom
Ewertom
Responder a  Mário Armão Ferreira
1 mês atrás

O problema que isso hoje é normal,seremos sucumbidos por uma geração que não vai comprar midias e sim somente apreciar o digital e ainda como serviços,é o caso referido pelo colega
Não tem como fugir,é o futuro.
Eu não quero,mas que vai chegar isso vai.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  marcos
1 mês atrás

As contas são feitas em cima do que temos interesse em consumir.

Você parte de uma premissa que todos os 27 jogos mostrados são objetos de desejo.

Seria o mesmo que eu ficar feliz em economizar milhões de reais porque posso assistir a todo o catálogo do netflix ao invés de comprar as mídias. E ao olhar para o mundo real, o que foi consumido de verdade foi um número ínfimo de títulos.

Deto
Deto
1 mês atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Depende do que se considerar.

Se for comparar com o padrão Sony, é bem fraca.
Se for comparar com o padrão MS, foi bem forte.

Já vi que tem Outerworlds 2 anunciado e não vai sair no PS5, então já to tranquilo em não comprar o 1, que era um jogo que eu estava pensando em comprar.

=============

E pelo visto a “exclusividade” dos jogos da Bethesda não teve impacto nenhum na internet…

Precisou o cara correr na internet dizer:

lembra viu, esse jogo não sai no PS5 viu?
pq vcs não estão falando disso?
deixa eu falar para ver se da alguma relevância, veja só, não vai sair no playstation viu?

comment image

Fui no Gamevicio, mais da metade das noticias do Starfield mencionam Playstation…

O mais engraçado vai ser os “fãs” de xbox com “god of war filme”, com Starfield seguindo o padrão de RPG da Bethesda, onde passa mais tempo lendo que jogando… se eles não gostam de “filme”, imagine de “livro”

Andrio
Andrio
Responder a  Deto
1 mês atrás

Quando HellBlade saiu no ps quais eram os comentários? Hj o tão hypando o hellblade 2. Mesmo o primeiros estando no gamepass o povo nem joga. xD

Deto
Deto
Responder a  Andrio
1 mês atrás

hellblade para xbox é nível goty.

no playstation é um Indie interessante.

Finn
Finn
Responder a  Deto
1 mês atrás

Qual é o padrão Sony de E3? Eu acompanho desde 2012 e não me lembro de ter considerado nenhuma conferência dela excelente, ela sempre alternava entre apresentações boas e ruins. Os jogos apresentados eram sim na maioria muito bons, mas as conferências, nem sempre, porque na maioria das vezes não havia o fator surpresa/novidade, eram só updates de jogos anunciados anos atrás e requentados.
Quanto ao TES, teu ponto não faz muito sentido, considerando que todos os TES fizeram sucesso no Xbox e que o Xbox também tem uma franquia de RPG própria e de sucesso: Fable.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Finn
1 mês atrás

Eu achei a E3 de 2015 da Sony muito boa.

1) Revelou dois gameplays “wow factor” que foram Uncharted 4 e Horizon Zero Dawn. Se não me engano Horizon Zero Dawn foi o anúncio com gameplay nesse mesmo evento. E Uncharted 4 foi anunciado em 2014 mas o gameplay veio nessa E3 de 2015.

2) Anúncios bombásticos como o trailer de Final Fantasy 7 Remake e o kickstarter de Shemue 3.

3) Desenterram Last Guardian com um gameplay e divulgaram a data.

4) Alguns outros bons gameplays como Street Fighter 5.

Então repara que foi uma mescla de acontecimentos. Juntou gameplay “wow factor” com anúncio arrasa quarteirão. O que se criticava da Sony na época é que eles não divulgavam data. Mas hoje estamos em uma época pior, onde em alguns casos não se divulga nem gameplay e tampouco data.

Finn
Finn
Responder a  Carlos Eduardo
1 mês atrás

Realmente a E3 de 2015 foi muito boa. A de 2016 também. Eu só não as classifico como excelentes justamente pela falta de datas e/ou gameplay e porque vários dos jogos apresentados foram reaproveitados em anos seguintes.

Hennan
Hennan
1 mês atrás

Uma dúvida, quanto vai custar esses 27 games que estarão Day 1 no gamepass? Mesmo o Hades, por exemplo. Apesar de um estúdio menor é o melhor da lista. Duvido que seja barato.

Daniel Torres
Daniel Torres
1 mês atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Esta E3 da Microsoft eu achei interessante, mas quando parei para ver os jogos anunciados eu percebi que nada do que tem ali me agradou, com exceção do FH 5.

Outra coisa que me passou foi as declarações do Staya e do Spencer, auxiliados de todos os anúncios do gamepass, que ao meu ver eles querem forçar a Sony a seguir os passos deles e indiretamente beneficiar a Microsoft com os lançamentos no Pc, e a Sony parece esta caindo nesse jogo que pode acabar com a indústria como conhecemos. Uma pena qie a única que se mantém fiel ao estilo clássico é a Nintendo.

Marco Antonio Brasil
1 mês atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Apresentação eu diria “normal”, mais ou menos dentro do esperado. Fica a certeza de que a nova geração só deve começar para valer na MS a partir do fim de 2022/ início de 2023. O grande foco foi mesmo no gamepass, vários anúncios de jogos de peso chegando ao serviço.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Marco Antonio Brasil
1 mês atrás

Marco,

Certo dia você havia escrito um comentário elogiando o meu antigo blog. Passou batido e eu não respondi. Depois tentei procurar em qual notícia estava o comentário e não achei.

Obrigado mesmo pela consideração. Bom final de semana.

Marco Antonio Brasil
Responder a  Carlos Eduardo
1 mês atrás

São tantos comentários que fica fácil se perder mesmo! Mas te agradeço por ter lembrado e pelo esforço para responder. Estou sempre ligado nos seus ótimos comentários.
Um abraço!

Finn
Finn
1 mês atrás

Essa conferência foi bastante sólida, muito boa na minha opinião. Teve pouco papo e muito jogo, embora tenha faltado mais gameplays (Contraband, Starfield e RedFall) e datas. Gostei de terem sido mais realistas e em vez de requentarem os jogos já anunciados e que todos sabem que estão em produção, mas que demorarão muito para serem lançados, apresentaram na maioria os jogos com lançamento próximo (2021 ou 22) ou um jogo que mal iniciou o desenvolvimento com muito bom humor, como o The Outer Worlds 2. Mesmo assim senti falta de alguns títulos de terceiros já anunciados para este ano, como Crossfire X. Para o GP foi excelente, já que ele nunca foi tão atrativo como será quando esses jogos entrarem no serviço. Mas o principal mesmo foi a guinada que o Xbox deu, deixando claro que o All in é nos jogos e que vai tentar agradar o máximo de público possível, com grande quantidade de gêneros, sem perder de vistas alguns triple A. Só nessa E3 teve FPS, TPS, RPG, estratégia, RTS, simulador, corrida, ação-aventura, plataforma, SP e MP. O que acontece é que teve tudo isso mas não teve um AAA de ação-aventura terceira pessoa mundo aberto dos tipo que a Sony faz e que é referência na indústria hoje (de forma até meio enlatada). Para esse público, a conferência deve ter sido morna mesmo, porque teve muito shooter (talvez até mais que o necessário), só que esse público tem que se tocar que o Xbox é a casa dos shooters e que se prezam tanto por esse tipo de jogo, que comprem um Playstation de uma vez que estarão muito bem servidos (inclusive é o que eu farei no futuro). Outro problema é que as pessoas ignoram jogos first muito bons, como Psychonauts 2, só porque são multiplataforma. Ok, não houve tantos anúncios de jogos de peso (diria que seriam mais Starfield, Halo e Forza, sendo os dois primeiros já conhecidos), mas, considerando tudo o que foi apresentado, usar só isso como critério de avaliação é sem sentido. O fator surpresa/novidade foi muito bom. No mais, parabéns ao Mário por ter reunido literalmente todos os jogos apresentados, não tinha visto isso em nenhum outro sítio.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Finn
1 mês atrás

Single player sony = enlatado
Shooters = o churrasco de picanha.
Cada uma…

Finn
Finn
Responder a  Sparrow81
1 mês atrás

É questão de gosto, não fiz juízo valorativo. Enlatado que eu digo é porque existe um molde e a Sony tende a repetir as fórmulas de sucesso. Ter trazido o GoW para os moldes de TLoU é exemplo disso.

Felipe Horvath
Felipe Horvath
Responder a  Finn
1 mês atrás

Que a Sony continue com os enlatados então. Tô cansado de ver os caixistas citando starfield , um jogo que ninguém sabe como é , qual é o estilo , qual é a perspectiva , nada. Já tô pegando nojo desse jogo , que delírio total.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Finn
1 mês atrás

Gow prós moldes de TLoU? Da onde você tira isso? Gow é uma coisa e TLoU é outra completamente diferente. Não é sequer nem a mesma fórmula, parecidos em nada!

Esse papo aí é total flame war. Tipo “jogos todos iguais”. Tem coisa mais genérica que esse monte de shooter?

No mais, os games Sony tem 2 semelhanças apenas: Valorizam narrativa e single player, isso tá longe de ser uma receita de bolo.

Bloodborne (uma lore fantástica e considerado por muitos o melhor Soulslike), Horizon, Ghost of Tsushima, Spider-Man, Ratchet & Clank, Returnal, Uncharted, TLoU, Gow, Infamous…. São games muito diferentes e quem diz que é a mesma fórmula apenas repete narrativa e não raciocina o mínimo ou apenas não encostou nesses games.

Andrio
Andrio
Responder a  Sparrow81
1 mês atrás

Kkkkkk esses caras vivem em Nárnia.
Jogos em 3 pessoa de outros Studios ok. Jogos em 3 pessoa da Sony são a mesma coisa hauaa.

Me desculpem escrever assim mas n da pra levar a sério esse tipo de comentário sabe. É simplesmente ignorar os jogos já lançados.. e se olhar de novembro pra cá já mata.

nETTo
nETTo
Responder a  Andrio
1 mês atrás

Exato, a Sony tá dando a receita e todo mundo tá seguindo

Finn
Finn
Responder a  Sparrow81
1 mês atrás

Eu não disse que são jogos idênticos. Disse que seguem a mesma fórmula estabelecida pela ND: jogos em terceira pessoa, mundo (semi) aberto, foco narrativo, ação aventura, SP.
GoW era hack n’ slash e virou ação-aventura usando esses moldes. O GoW tem fortes influencias de TLoU, existem dezenas de declarações do diretor dizendo isso e agora já admitiram estar se inspirando no TLoU2 para o próximo jogo. Eu nunca disse que os jogos da Sony não têm diferença suficiente entre si ao ponto de não terem personalidade ou serem cópias, disse que são jogos feitos sob os mesmos moldes. Não usei o termo “enlatado” no sentido pejorativo e nem disse que não tem variedade na Sony, mas atualmente quando se pensa em jogos da Sony se pensa em jogos nesses moldes. Mesmo que pra ti o molde seja apenas o foco narrativo e single player, existe um e é a característica dos jogos atuais da Sony. Enfim, o meu comentario original toca bem superficialmente nesse ponto. Se se sentires melhor, podes trocar aquele trecho por “jogos AAA SP e narrativos dos tipo que a Sony faz e que são referência na indústria”.

nETTo
nETTo
Responder a  Finn
1 mês atrás

Gow virou Action Adventure ou Action RPG?

Acho que faltou jogar antes de definir o game.

Sobre os jogos da Sony e o padrão, de certo devemos então generalizar assim como vc e dizer que quase toda a indústria está seguindo este padrão. Grandes Studios como Rockstar, Crystal Dynamics, Square, Remedy, The Coalition, The Initiative, Capcom, Ubisoft, EA ….

A Sony moldando a indústria segundo vc Finn

Finn
Finn
Responder a  nETTo
1 mês atrás

TLoU e GoW são ambos action adventure (cabe muita coisa nesse gênero). E sim, boa parte da indústria está seguindo uma fórmula enlatada, na minha opinião. A Sony não é a pioneira, mas contribui e pratica isso. Os jogos da geração do 360/PS3 para trás eram todos muito diferentes entre si e tinham muita personalidade. Atualmente não vejo muito disso.

Livio
Livio
Responder a  Finn
1 mês atrás

Engraçado, God of War veio bem antes que qualquer Uncharted e The Last, mas estes copiaram a Naughty Dog.

O diretor fala de inspirações ara o próximo God of War mas já declaram o de 2018 uma cópia da fórmula ND.

Interessante que o God of War deixou de ser Hack ‘n Slash por já estar saturado, foi por outro rumo e se deu bem, pensando bem qual hack ‘n Slash continua a se sair bem atualmente?

Mas o que disse, em 30 minutos da apresentação da MS na E3 só 2 jogos não foram FPS, no decorrer da apresentação apareceram mais, inclusive a nova IP que apareceu no final.

Finn
Finn
Responder a  Livio
1 mês atrás

Eu nunca disse que GoW era cópia da fórmula de TLoU, mas me parece claro que tem inspirações e seguem os mesmos moldes. Sim, o GoW se reformulou bem e teve sucesso, mantendo bastante personalidade e sua essência.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Finn
1 mês atrás

Gow ainda é hack n’ Slash, com elementos de RPG e adventure. É uma mescla em que não lembra em NADA TLoU. Não tem o influência alguma de TLoU e isso é pura narrativa de flame war. Ao menos se informe antes de chutar coisas… Vai lá no documentário de GOW e veja você mesmo. Passar bem

Finn
Finn
Responder a  Sparrow81
1 mês atrás

GoW de 2018 não é hack n’ slash, não. Ele é majoritariamente action adventure, mas possui elementos únicos, como os de hack n’ slash e de RPG, embora estes sejam bem discretos. O meu ponto é o molde: são jogos em terceira pessoa, narrativos, mundo semi aberto, SP.
Esse artigo de um site (que inclusive é sonysta) explica bem o que eu quero dizer:
Checkpoint: Sony Is Putting All Its Eggs In One Basket And Becoming A Factory Pumping Out The Same Product Over And Over – PlayStation Universe (psu.com)
Quanto a influência do TLoU no GoW:
God of War Director Talks About The Last of Us Influences (gamingbolt.com)
O segundo jogo:
God of War Ragnarok Dev Is Looking at the Last of Us Part 2 for Inspiration; Atreus May Be Fully Playable (wccftech.com)

Eu já joguei quase todos os exclusivos da Sony na geração passada e na minha visão vários seguem uma fórmula parecida, mas claro que não ao ponto de parecerem o mesmo jogo. Isso não é só uma percepção minha, tem muita gente fora do flame que partilha da mesma opinião. Mas se quiseres continuar acreditando que nenhum jogo do Playstation segue molde algum, à vontade.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Finn
1 mês atrás

Vai pegar uma opinião que você concorda e tornar ela a realidade de todos, inclusive da própria sony? Eita… No caso de Inspiração em games, sempre existiu e os jogos se inspiram em outros que vieram antes… Isso é normal e presente na indústria desde SEMPRE. Halo tá virando um fortnite… Aí tá tudo tranquilo… Ghost se inspirou em Assassins Creed, Zelda e The witcher… Horizon é um mundo totalmente novo, com lore rica e influências que se perderam dentro por ser fantástico e ÚNICO. Enfim, ter jogos com inspirações não os torna enlatados, muito pelo contrário, os torna melhores, pois se pegam coisas que deram certo e agradaram, se aprimora e mescla com coisas novas. E GOW ainda mantém a essência dos anteriores. Você querer validar sua opinião em outra opinião pessoal não a torna uma verdade absoluta. Fica a dica.

Finn
Finn
Responder a  Sparrow81
1 mês atrás

Eu não disse que as inspirações são ruins, é desse modo que a indústria evolui. E eu também não tenho a menor intenção de validar minha opinião para virar “verdade absoluta”, só quero fazer um ponto sobre a forma que vejo as coisas, assim como…todo mundo que comenta sobre algo que não é objetivo ou um dado da realidade facimente constatável.

Deto
Deto
Responder a  Finn
1 mês atrás

tá ai um problema do xbox e seus fãs, que se estende até a MS inclusive.

vc tá ai problematizando “last of us igual god of war”, enquanto a MS esta transformando Halo em F2P de Celular e vc não fala nada e nem a MS se enxerga nisso.

Vc como sempre esta errado em dois níveis

  • Primeiro que God se inspirou em Demons Souls 10x mais que Last of Us.
  • Segundo que vc está ai problematizando “god of war copia last 2” enquanto fica mudinho sobre a MS transformar Halo em F2P de Celular, com gráfico de celular inclusive.

mas sabe o que é? vc diz que é “copia de last” para difamar o God of War, chamar de filme, poder usar os mesmos “argumentos” de sempre, pq se vc dissesse “copia de Demons Sous com historia familiar” não ia ter nenhuma receita pronta para falar mal do God of War (filminho)

se vc tivesse dizendo “copia de Demons Souls” não ia ter frase de efeito “filminho, draminha” para falar mal de God of War junto

as vezes eu acho que vcs tão tudo sendo pagos pela MS, para desviar a atenção do xbox transformando Halo em F2P de Celular, empurrando debate de “copia de Last of Us”

tudo questão de narrativa simplista, pq dizer que God of War copia demons souls e last of us é Filme não é narrativa simplista para Colar na internet.

dizer que god of war copia last 2, e é “tudo filminho dramático” é fácil de repetir na internet.

Parece até campanha de politico… rotulando e fazendo narrativa simploria para colar em eleitores simplorios.

E realmente parece combinando o negocio…

Tem certeza que vc não é um Astroturfing PT-PT ou PT-BR da MS?

empurrando narrativa de “tudo last of us” para virar “tudo filminho de drama” para gerar debate na internet e fazer cortina de fumaça e ninguém debater o xbox SX sem exclusivos e com Halo virando F2P de Celular

pq parece bem no BR, toda vez que o governo bolsonaro ferra o pais, ele vai na internet falar alguma groselha para fazer cortina de fumaça

vc está fazendo a mesma coisa, a cortina de fumaça é “tudo last of us” enquanto a MS lança um video game sem jogos e transforma Halo em F2P de celular.

Resumo:

Assunto: E3 xbox

E3 fraca, principalmente para a MS que lançou o xbox sem jogos.

Halo virando F2P de celular

mas podemos falar que god of war é copia de last of us? heim, vai por favor? vai heim? sabe que eu tenho que defender o xbox na internet, e como não da para hypar F2P lixo de celular, vamos falar mal de god of war e last of us?

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Deto
1 mês atrás

Você está falando mal do Finn mas está bem pior que ele, seu comentário é lamentável, ele ainda está bem mais de boa e mais adulto ao trazer os argumentos
Eu não concordo mas respeito e alguns pontos dele são até razoáveis, agora essa choradeira sua pra defenfer o PlayStation está nível gamevicio

Finn
Finn
Responder a  Deto
1 mês atrás

Eu particularmente não vejo problema algum com o multiplayer do halo ser F2P e estar disponível até em celular com Xcloud. Sempre me interessei mais pela campanha e pela história fantástica da franquia. Entregando uma campanha ótima, eu já me dou por satisfeito. Acho até uma boa estratégia de rumar o multiplayer para uma parte separada e grátis, se ajudar a alcançar um público maior. Faz mais sentido que cobrar por um jogo sem campanha e totalmente online, como no RD Online, GTA Online e o novo BF.
Ruim para mim seria se fizessem do Fable (tradicionalmente SP) um RPG online, por exemplo.
E não, não recebo nada da MS, quando muito alguns pontos do rewards ou um vale para créditos, mas se me pagarem bem, faço esse tal de astroturfing para qualquer um, até para o console do KFC, que aquecerá frango frito enquanto se joga.

Felipe Horvath
Felipe Horvath
Responder a  Finn
1 mês atrás

Realmente o Xbox me é de muita serventia , carrego meus dualsense e o pulse 3d nele todo dia.

Rodrigo
Rodrigo
Responder a  Felipe Horvath
1 mês atrás

Você tem uma carcaça do Xbox e coloca o controle e o Headset do PS5 dentro? E carrega todo dia como se fosse uma bolsa?

Felipe Horvath
Felipe Horvath
Responder a  Rodrigo
1 mês atrás

Não , eu carrego nas portas USB.

Rodrigo
Rodrigo
1 mês atrás
Avalie o nosso artigo :
     

De fato foi uma ótima apresentação. Muitos jogos com lançamento inclusive apenas para a 9 geração de consoles e o PC. Isso mostra que a Microsoft está investindo pesado nos Xbox Serie X/S. E quase todos saindo na Gamepass logo no lançamento. Só que aí surge a dúvida, como eles vão obter o retorno desse investimento todo se a empresa permite o acesso ao Gamepass de graça ou pagando apenas 1 dólar, como o Mário bem mostrou aqui em outro artigo?

É um investimento muito arriscado. Eles esperam obter um retorno no futuro, que esses jogadores que acessam de graça ou que pagam 1 dólar se conscientizem e aceitem pagar o valor cheio quando terminar a promoção e que o serviço atraia mais assinantes com um valor reajustado. E se não acontecer? Corre o risco de prejudicar a indústria como um todo, anunciar o fim da divisão Xbox ou talvez abandonar o mercado de consoles e se focar no desenvolvimento dos jogos para PC e nos consoles que estiverem disponíveis.

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Rodrigo
1 mês atrás

Investindo pesado no console ou no serviço? Em breve é só vc assinar o serviço e conectar um pendrive na sua tv para jogar tudo que se tem no Xbox. Isso tá longe de ser investir pesado no console.

error: Conteúdo protegido