Microsoft garante privacidade do Kinect. Já quanto às comunicações efectuadas na Xbox One a Microsoft é clara a dizer que as pode escutar.

A Microsoft vem afirmar que o Kinect não recolhe dados privados. Mas no que toca às comunicações com a Xbox One, é clara em dizer que poderá escutar as mesmas “até ao máximo permitido por lei”, e que os utilizadores não devem “esperar qualquer tipo de privacidade”.

NSA

Numa nova Declaração de Privacidade que pode ser vista aqui, a Microsoft detalha como o Kinect vai recolher dados durante o seu uso. Os utilizadores são assegurados que o reconhecimento facial será totalmente privado, mas no global a empresa deixa entender que não é garantida qualquer privacidade quando se usa serviços de comunicações na XBox One.

O facto é que é explicado que o Kinect não guarda fotos, mas apenas informações numéricas entre pontos chave da cara e que são guardados na consola sob a forma de meros números.

No que toca aos jogos, o Kinect mede a distância entre as junções do corpo e cria um boneco de linhas. Os valores para esse boneco são guardados na RAM durante o uso, mas destruídos com o final da sessão.



No online esses dados não são guardados remotamente, apesar de a Microsoft os poder recolher para questões de melhoria de serviço, mas estes são destruídos quando a análise é completa. A Microsoft garante assim que nenhum jogador poderá ser reconhecido pela sua figura de linhas.



Em jogos que usam expressões faciais esses dados nunca saem da consola e são destruídos no final da sessão. Eles não podem ser usados para identificar uma pessoa, assim garantem.

A Microsoft refere ainda que o que acontece a fotos tiradas durante o jogo e se os comandos de voz usados podem ou não ser recolhidos para análise, é tudo definido pelo utilizador.

Ora se isto parece, de certa forma, tranquilizar no que toca a dados recolhidos nos jogos, já nas comunicações a coisa é bem diferente.

Segundo a declaração, esta refere abertamente e textualmente que  os utilizadores “não devem esperar qualquer tipo de privacidade no que toca ao uso das características de comunicação do Live, tais como Voice Chat, Video e comunicações em jogos que possam ser obtidas usando o serviço.”.

Ainda segundo a mesma, a Microsoft refere ainda que estas comunicações podem ser monitorizadas “Até ao máximo permitido por lei, mas que não podem monitorizar a totalidade do serviço, ou sequer tentar fazê-lo“.

A empresa alerta ainda que outros utilizadores podem gravar todas as comunicações e partilha-las com outros. Um alerta algo estranho, uma vez que esta realidade pode acontecer em quase tudo, nem que para tal se recolha a aparelhos externos.

Apesar de tudo, de acordo com a empresa de Redmond, esta garante que  a Xbox não escuta chamadas Skype, pelo que no que toca a este serviço qualquer monitorização será feita noutro local e não pela consola.

O Kinect pode sempre ser desligado, seja nos menus, ou fisicamente, e os dados relacionados com ele podem ser apagados da consola.

De referir que a a Microsoft refere ainda que poderá partilhar todos os dados dos utilizadores com terceiros quando obrigada por Lei ou respondendo a processos legais. E ainda para combater fraudes ou proteger vidas (NSA??).



Posts Relacionados