Missão para limpar o espaço de lixo está em estudo

Actualmente mais de 27 mil peças de lixo espacial orbitam a terra tornado um problema a colocação de mais satélites e colocando em risco os existêntes. Assim uma missão está em estudo para limpar o espaço.

space-debris

European Space Agency reconheceu a urgência em limpar o nosso planeta de lixo espacial de forma a proteger os satélites existentes. E para tal poderão ser usadas redes, arpões, lasers e mesmo robots suicidas.

A ideia passa por várias missões de limpeza e actualmente as ideias são das mais variadas, incluindo um raio tractor ao melhor estilo Star Trek que recolheria o lixo encontrado.

O tema foi levantado por Heiner Klinkrad, Chefe da ESA’s Space Debris Office, uma agência ligada o problema do lixo espacial, e que falou na 6ª Conferência Europeia sobre o Lixo Espacial.



Assim foi reconhecido que a solução não será barata, mas a colocação em risco de toda a infra-estrutura em orbita acaba por justificar a situação. E o maior problema são os cerca de 27 mil objectos com cerca de 10 cm que orbitam a terra a 80 vezes a velocidade de um jato de passageiros.

Assim propostas das mais variadas surgiram. Um satélite equipado com uma rede e um arpão, e para objectos maiores robots suicidas que deitariam abaixo satélites inteiros abandonados. Mas outras propostas foram ouvidas desde raios tractores a lasers.

Nesta fase inicial a ideia passa por uma recolha modesta de 5 a 10 objectos de maiores dimensões a cada ano. O receio é que estes objectos maiores em caso de colisão se destruam criando milhares de objectos menores que poderiam agravar exponencialmente o problema, pelo que a prioridade na fase inicial passará por estes.


Fonte: New Rising Media



Posts Relacionados