Jul 102012
 

Com os programas de correio existentes nos smartphones e verificando-se cada vez mais que os serviços de e-mail web estão a retirar o interesse aos leitores de correio estáticos, a Mozzila decidiu terminar o desenvolvimento do seu extraordinário Thunderbird.

Esta foi uma informação que tem vindo a ser referida já à uns tempos, mas sob a forma de rumor, tendo contudo recebido agora uma confirmação oficial do presidente da Mozzila Foundation, Mitchell Baker, que confirma que o desenvolvimento activo do Thunderbird terminou.

A equipa responsável pelo desenvolvimento deste software será desmembrada com os programadores a serem espalhados por outros projectos. Existirá contudo um pequeno núcleo que se manterá activo, e que será responsável pelas actualizações de segurança que a empresa se compromete a fornecer como parte do seu serviço de suporte estendido.

Mas esta situação não deverá ser o fim do Thunderbird. É que tal como tudo o que é produzido pela Mozilla, este é um software Open Source, e a ideia deste tipo de software é que programadores externos que se interessem pelo projecto poderão continuar o seu desenvolvimento.

No entanto, e apesar de possuir uma base de fans, este software nunca teve a fama e utilização do Firefox, pelo que o peso do futuro suporte da comunidade poderá ser reduzido.

Curiosamente a última versão do Thunderbird foi lançada à cerca de um mês, pelo que esta é uma situação que se calhar pouco previam como efectivamente verdadeira. Mas a realidade é que a equipa já começou a ser desfeita em Janeiro passado.

Mas a realidade é que com excepção do possível suporte a novas tecnologias que possam vir a surgir associadas aos e-mails, o Thunderbird é um software já completo e livre de bugs, pelo que as actualizações de segurança deverão ser suficientes para o manter por muito tempo.

Publicidade

Sorry, the comment form is closed at this time.