Nintendo deverá ultrapassar a Microsoft em 2018

As receitas da Microsoft no campo das consolas estão em queda, as da Nintendo em subida, e as previsões são que a Microsoft cairá para terceiro lugar em 2018.

A quota de mercado da Nintendo no mercado das consolas deverá ultrapassar a da Microsoft em 2018, e isso graças às bem sucedidas vendas da Switch.

A análise é do IHS Markit que revela que em 2017 foram gastos globalmente aproximadamente 10 mil milhões de dólares em hardware, software e serviços da Microsoft. Do lado da Nintendo foram gastos 8 mil milhões de dolares.

Como nota, estes valores representam uma ligeira quebra da Microsoft face a 2016, ao passo que os valores da Nintendo, face a esse mesmo ano, representam um valor duplo do anteriormente conseguido.

Note-se porém que a Microsoft apenas possui no mercado as suas consolas Xbox, ao passo que as receitas da Nintendo advêm da Switch, da 3DS e igualmente da SNES clássica.



Seja como for, para 2018 as previsões desta empresa mostram uma ligeira quebra das receitas da Sony, uma quebra superior à de 2017 para a Microsoft, e um aumento da Nintendo.

Basicamente as previsões apontam para uma queda para perto dos 9 mil milhões dos gastos com as consolas Microsoft, e uma subida para os 11 mil milhões dos gastos com consolas Nintendo.

 

chart

Estes valores representam uma previsão de crescimento do mercado em 4%.

 



Posts Relacionados

newest oldest
Notify of
Daniel Corrêa
Visitante
Daniel Corrêa

“As receitas da Microsoft no campo das consolas estão em queda” … Mário, será mesmo, que é isso? Sou empresário, tudo que fazemos na empresa que, diga-se sem lisonja, é uma das maiores do Brasil na área que atua, pois bem, poderia vender todos os produtos em liquidação, pra aumentar o meu faturamento, por outro lado aumentando as margens, isso diminui as vendas, porém aumentam as receitas, mas o por outro lado, ao invés de ganhar ou perder com a venda de um produto extremamente sensível à mudanças de preço e cujo, quem dita o valor do mesmo é o mercado, pois somente tenho um único produto pra vender, aumentando minha variedade de opções de produtos e serviços, percebo que vendo mais com um preço justo (economia de escala) e com bastante variedade (economia de escopo), passo a apresentar um ganho significativo, mesmo em alguns momentos minhas vendas não estejam crescendo de forma significativa, dado que o mercado em si está bastante competitivo e de um do modo geral, com as demandas reprimidas devido a fatores externos. Pois bem, vc dizer que a Microsoft está com problemas é no mínimo precipitado e no máximo ignorante. Desculpe não quero ofender… Se houvesse o que perder, volto a afirmar, já teria se desfeito do negócio, que aliás, especulações sugerem fortes rumores de que a Microsoft está, ou estará adquirindo uma Dev em algum momento. Off: a pirataria está em alta para o lado do PS, inclusive já ouvir rumores que o mesmo está acontecendo em relação a Nintendo. Bom mas, só são rumores…

Livio
Visitante
Livio

Um comentário sobre a pirataria, geralmente ela ocorre nos produtos mais vendidos da geração, daí você já sabe o motivo do PS4 e Switch serem os alvos.

Ese comentário só me fez lembrar um vídeo do YT(não foi do XMG, DK, Duff ou AMX) onde o cara afirmava que não existia pirataria no One porque a MS sempre fez o que os seus clientes pediam…

Daniel Corrêa
Visitante
Daniel Corrêa

Vais entender o já estou te falando: somente isso, e não vai demorar muito!!!

bruno
Visitante
bruno

“‘As receitas da Microsoft no campo das consolas estão em queda’… Mário será mesmo que é isso?”

Ora vejamos. 2016: receitas acima dos 10 mil milhões; 2017: receitas de 10 mil milhões; 2018 (previsão): na ordem dos 9 mil milhões;

Se for a estudar estes valores o que é que eles revelam: uma diminuição ou tendência decrescente.

Sim, por isso dizer que as receitas estão em queda é uma afirmação que se pode fazer olhando para os últimos dois anos e a previsão deste próximo ano. Portanto, é mesmo assim.

Mas as receitas na divisão de consolas, somente, não as da MS como um todo. O texto é bem claro neste aspeto.

Assim sendo, o que tu estás a referir é válido (quase), mas não desmente este artigo. As receitas estão em queda, sim. Que receitas? A receita bruta. Mas e a receita líquida como está? De que adianta ter receita de 10 mil milhões se só tenho de receita líquida mil milhões. E se com receita bruta de 9 mil milhões tenho receita líquida de 2 mil milhões?

Entendo o teu ponto de vista e até te digo mais: é bem provável que tenhas 100% (vá 70%) razão e a receita líquida tenha aumentado. Porque todos sabemos que a MS cortou e bem forte na divisão, com as consequências a verem-se este ano.

A grande questão contudo é: os cortes estão agora a fazer-se sentir ao público – que consequências terão de futuro?

Como empresário que és não serás estranho ao conceito de imagem e valor da marca, certo?

Depois, mais uma vez, o artigo refere-se à divisão de consolas em si, não ao todo. Está claro no texto que são as receitas das consolas. Ou seja o teu exemplo de variedade de produtos acaba por perder todo o sentido – primeiro porque se refere a uma divisão e segundo porque ao fazer se refere ao comportamento de todos os produtos dessa divisão.

De resto, como dizes bem são só rumores. Mas mesmo que esses rumores sejam verdade, há que ter em atenção um factor chamado Trump, que implementou benefícios fiscais a empresas como a MS e como consequência ela teve receita extra de alguns milhares de milhoes.

Ou seja o facto de adquirir ou não é algo que ainda está por ser visto, mas mesmo que assim seja não se deve propriamente à saúde da divisão mas mais a uma receita extra.

Seja como for, se for verdade pelo menos revela compromisso com a consola, algo que está a faltar neste momento.

Brunoab
Visitante
Brunoab

É por isso que o xbox esta esse lixo e tudo indica que vai ter o mesmo fim do Windows Phone

Base de fã vem fazer controle de danos em tudo que aparece de noticia do Xbox perdendo, ao inves de ir reclamar com o Phill Spencer para fazer alguma coisa para o xbox voltar a crescer.

Carlos Zidane
Visitante
Carlos Zidane

Concordo.

Reinaldo
Visitante
Reinaldo

“O exemplo que ele deu reflete isso: em vez de apenas um produto, colocou vários no mercado que vendeu diminuindo as margens de lucro iniciais, mas como vendeu mais acabou por gerar mais lucro.”

Deixa ver se percebi… Neste caso a Microsoft tinha a One e acrescentou a X.
Desceu a margem da One e vende a X com prejuizo (dito por eles).
E aumentou as margens de lucro…
Fantástico… deve ser fermento de padeiro. 😉

bruno
Visitante
bruno

Esse exemplo refere-se à situação referida pelo Daniel, não à MS, em que ele tem vários produtos diferentes no mercado (economia de escopo), e acabou ter mais sucesso com essa estratégia.

A ONE e a ONE X são dois o mesmo tipo de produto e o que de certeza acontecerá é canibalização do mercado (a ONE X rouba clientes à ONE).Mas basicamente são o mesmo produto, que concorrem no mesmo mercado.

A MS desceu a margem de lucro com a venda de cada consola ONE, mas ganha ao longo do tempo com vendas de jogos e serviços. O mesmo é válido para a ONE X. E claro a ONE X tem a vantagem de concorrer de outra forma com a PS4 que a ONE alguma vez teve.

Mas o importante a reter é que a MS tem duas consolas à venda e cortou drasticamente o investimento interno da divisão. A consola continua a ter suporte de thirds e mesmo que tenha ocorrido uma redução do número de utilizadores, ainda há utilizadores ativos. Desde que esses utilizadores continuem a gerar receita e desde que os gastos sejam inferiores a essa receita então sim, pode dar lucro.

E a MS nunca disse que a ONE X dava prejuízo. Disse foi que não dava lucro. (embora toda a gente assuma que deve dar algum prejuízo com a venda de cada consola, é verdade)

De resto é como diz o Bruno AB, há quem goste do que a MS faz.

Livio
Visitante
Livio

[off]Parece que vai surgir mais 1 serviço no Xbox, o aluguel de jogos.

https://www.eurogamer.pt/articles/2018-03-21-rumor-microsoft-testa-aluger-de-jogos-digitais

Carlos Zidane
Visitante
Carlos Zidane

Isso aí é até parece uma boa, mas, tenho um problema, aqui na minha rua a internet disponível é horrível, em qualquer operador, se fosse baixar tudo assim precisaria de um serviço que não é nem questão de poder aquisitivo, mas de disponibilidade. Eu não vou vender a casa e mudar por conta disso, e não estou vendo nenhum movimento das empresas aqui, sempre chego lá pergunto de novidades e eles vem com aquelas velocidades medíocres como se fosse o ápice da tecnologia, e quando pergunto sobre alguma novidade e quando vão melhorar o serviço, eles olham como se eu fosse encrenqueiro mesmo falando com educação…
No centro da cidade é o único lugar onde a internet é minimamente decente.