Nintendo ficou entusiasmada com os valores de venda iniciais da Switch e subiu a produção da consola.

A Nintendo previa fabricar 8 milhões de consolas Nintendo Switch, mas os valores das vendas iniciais levaram-na a aumentar o fabrico para o dobro.

Soube-se no início da semana que a Switch tinha vendido 1,5 milhões de consolas, sendo que a Nintendo a classificava como a consola Nintendo que mais rápido tinha vendido nos Estados Unidos e Europa.

E o certo é que se a Nintendo planeava fabricar 8 milhões de consolas no espaço de um ano, começando a partir de Abril, a empresa subiu esses valores para 16 milhões. – Fonte

A empresa planeia ter despachado 2.5 milhões de consolas no final de Março, um valor que subiu das previsões iniciais de 2 milhões, após as vendas iniciais. E alguns sítios estão a indicar escassez de stocks.

Note-se que os números até agora anunciados não são oficiais da Nintendo, mas sim dados da SuperData. E o curioso é que a Nintendo não veio referir números, quando aparentemente até tinha razão para o fazer.



Ao subir a produção para os 16 milhões, e perante os receios do mercado face ao futuro da Switch (ver artigo sobre o suporte indicado na Game Developers Conference), e ao fraquissimo alinhamento atual da consola, a Nintendo está a assumir um grande risco ao querer produzir num ano o mesmo numero de consolas que a Wii U vendeu em toda a sua existência.

Neste momento, e perante a realidade da consola, torna-se difícil crer que a Nintendo terá vendido 16 milhões de consolas até Março de 2018?

Recorde-se que a Xbox One vendeu perto de 28 milhões em 3 anos, o que equivale a algo como 9,33 milhões por ano. A PS4 vendeu 56 milhões, ou 18,66 milhões por ano. E por estes valores a Nintendo está a presumir que a Switch irá vender muito próximo dos valores da PS4, e muito mais do que Xbox One.



Posts Relacionados