Nintendo NX… a consola portátil que é de mesa… e que poderá vir a rivalizar com a PS4 e Xbox One

Durante muito tempo a Nintendo NX foi um mistério. Mas agora sabe-se já muita coisa, mas no entanto ainda há muito por conhecer.

Durante o período que estive de férias foi dado a conhecer que a Nintendo NX seria uma consola baseada em um dispositivo móvel ao qual se acoplariam controladores amovíveis.

O website que deu a notícia, a Eurogamer, não é clara na descrição da consola, referindo porém que há um ecrã onde se juntam dois controladores analógicos. Pelo que a imagem deixa transparecer, este ecrã é ele em si uma consola independente, mas ao qual se junta uma docking station que essa por sua vez se liga a uma televisão. Perante a docking station o ecrã com os analógicos seriam o comando da mesma, mas sem ela e sem os analógicos estaremos perante uma espécie de tablet ou phablet portátil.

Foi igualmente revelado que a consola usará cartuchos à semelhança da 3DS.

E estes são os dados conhecidos e efectivos!



Mas e o que valerá a NX? Será apenas uma consola portátil que se liga a uma TV? Ou será que é, como muitos rumores revelavam, uma consola que superará a PS4 e a One?

Bem, rumores há para todos os gostos, mas… e se na realidade fosse as duas coisas?

Naturalmente vamos especular, mas sempre baseado nos rumores. E um dos rumores refere que a consola se baseia num Nvidia Tegra X1!

Ora o Nvidia Tegra X1 é constituido por um bom processador e um bom GPU, mas está longe de conseguir ser algo capaz de rivalizar com a PS4 ou a Xbox One. Sim, poderá até conseguir resultados semelhantes, mas em resoluções muito inferiores! E a questão é que a NX é uma consola que se ligará a uma TV, pelo que se tal poderia ser aceitável para o pequeno ecrã portátil, para uma TV Full HD, isso deixaria algo a desejar!

Mais recentemente um tweet veio revelar que a NX usaria um Tegra, mas baseado na tecnologia Pascal!

Ora o X1 não é tecnologia pascal, mas sim Denver, o que parece tornar inválido o rumor anterior. Mas será?

A ser um processador Tegra baseado na arquitetura Pascal, estariamos perante o Tegra X2, um processador que a Nvidia tem mantido em segredo. Um pouco como a NX tem estado! Coincidência?

Mas vamos a ver. Para resoluções não muito altas, um X1 pode efectivamente ser adequado, mas para algo mais… o X2 seria necessário!

Mas qual o consumo energético do X2? Será que o X2 poderia ser inserido no tablet/phablet da NX e apresentar uma duração de bateria aceitável?

Não sabemos! É uma hipotese!

E o que poderemos esperar de um X2?

Na realidade… bastante!

Apesar de a Nvidia não falar muito sobre o X2, ela foi obrigado a falar sobre o seu PX 2, um sistema para automóvel designado como um supercomputador para cálculo de inteligência artificial

NVIDIA-Pascal-GPU-Drive-PX-2-AI



Estamos a falar de um sistema com 12 núcleos de CPU e GPU pascal , e com um total de 8 Tflops de capacidade em precisão dupla (24 Tflops a meia precisão). É um sistema que consome 250 watts e arrefecido a água!

Este é um sistema duplo, ou seja, constituido por 2 vezes o X2 da Nvidia, cada um com 6 núcleos de CPU e um GPU. E isso bate certo com o pouco que é conhecido do X2 e onde sabemos ser constituido 4 núcleos A57 e dois núcleos Denver 2 com um GPU Pascal GPU com 3840 núcleos (note-se que estes núcleos e performance do GPU não são o que estará presente no Tegra X2, mas sim uma combinação do GPU integrado com um GPU discreto. Mas tal para este artigo é irrelevante pois a Nintendo pode optar por esta solução).

Nvidia-X2

Estes dados parecem permitir concluir que,  à partida, num único conjunto como o de cima poderemos contar com 4 Tflops de performance, mas igualmente com 125 watts de consumo.

Ou seja, este é um processador adequadissimo para uma consola. Um consumo baixo e performance elevada que arrasa com a Xbox One e a PS4.

Parece assim que esta seria a decisão mais adequada para a Nintendo, fosse na solução de 1 ou 2 grupos de processadores/GPUs. E este seria o hardware a colocar na base da NX!

Já o tablet/phablet, de forma alguma aguentaria este tipo de consumos, pelo que teria de se contentar com um X1. E o X1 seria suficiente para levar os jogos da consola para uma portátil, com um ecrã de menor resolução. Seria a portabilidade total, sem que houvesse verdadeiramente cortes de qualidade, apenas na resolução.

Naturalmente este seria um sistema caro… e tal parece invalidar a hipotese de 2 grupos de X2 na base. Mas caso a Nintendo optasse por ele… a Nintendo teria em 2017 a consola mais potente do mercado, superando mesmo a Scorpio da Microsoft!

Se for só um… continua a ter uma grande consola! E a colocar uma sombre terrível sobre a NEO da Sony!

Mas, claro… isto é especulação! Mas baseada em tecnologia existente no mercado, no conhecimento da existência de uma docking station e de um tablet/phablet, e nos rumores existentes!



Posts Relacionados