Nos EUA a FAA vem dizer que não se pode colocar filmagens com Drones no Youtube.

droneladrao

Se vives nos EUA e tens um Drone com o qual filmaste algo que colocaste no Youtube, podes receber uma carta em casa da Federal Aviation Administration. Algo que se vai espalhar pelo resto do mundo?

droneladrao

Jayson Haynes vive em Tampa Bay e é um apaixonado por Drones, colocando regularmente videos no Youtube sobre o que filma com eles.

Mas eis que para sua surpresa, ao visitar a sua caixa de correio, encontra uma carta da FAA. E com uns argumentos algo estranhos!

De acordo com a carta da FAA, dado que o Youtube possui publicidade, os seus voos com os Drones passam a ser considerados como voos comerciais. E caso não cesse a actividade poderá estar sujeito a multas e sanções! E esta?

A carta refere:

Estes serviços receberam uma queixa relacionado com o seu uso de um veiculo aereo não tripulado (aka drone) para uso comercial e referencia os videos no seu website como provas. Após uma análise ao seu website, a queixa considerou-se como válida.

Ora até ao momento, em nenhuma parte do mundo os drones estão regulamentados por qualquer agência de voos comerciais, no entanto a agência não teve qualquer problema em considerar os voos como comerciais pelo simples facto de o youtube ter publicidade.


Onde acaba o Hobby e começa o voo comercial? Será que qualquer video no youtube é agora comercial? Afinal quem coloca a publicidade é o Youtube e não o utilizador. Há uma clara diferença!

Basicamente a esta carta está a dizer que qualquer video obtido com um Drone, se vendido ou colocado num local juntamente com publicidade ou forma de rentabilização financeira passa a tornar o voo que o obteve como comercial, e asim sendo fica sujeito à regulamentação desse tipo de voos.

A grande dúvida que fica aqui é se efectivamente a carta é da FAA ou se, pelo ridículo da coisa, se trata de alguma brincadeira. Há efectivamente voos de Drones que podem ser considerados como comerciais, e que estão sujeitos a restrições, sendo que a FAA já aplicou coimas a esses voos em valores até 10 mil dólares, mas este não é, claramente, o caso.

O que se sabe é que efectivamente a carta não é falsa, e partiu da FAA, mas no entanto a agência reagiu ao conhecimento público desta situação alegando que irá investigar o que se passou e como é que um dos seus inspectores mandou uma carta como esta.

No comentário à notícia a FAA refere:

O objectivo geral da FAA é o promover a aceitação voluntária das situações fornecendo instruções educacionais sobre como se pode operar de forma segura sobre os actuais regulamentos e leis. As guias da FAA obrigam o inspector a notificar as pessoas com uma carta e dar seguimento à situação. Mas as guias não incluem qualquer tipo de linguagem sobre publicidades. A FAA vai analisar o caso.

Esperemos que se tenha tratado de um lapso, sob pena de a situação passar a ser tratado por igual em todo o mundo, e as filmagens com Drones ficarem basicamente impedidas de serem partilhadas online.

Publicidade

Posts Relacionados