Nova política da AVG deixa claro: A empresa pode vender o historial de navegação dos utilizadores a terceiros

A nova política de segurança da AVG deixa claro que a empresa pode vender a história de navegação de um utilizador de forma a fazer dinheiro com o seu software gratuito.

Sem dúvida que as autoridades mundiais são responsáveis pela quantidade absolutamente anormal de quebras de privacidade a que as pessoas que lidam com tecnologia estão sujeitas. Com recolhas identificadas ou sem ser identificadas, feitas por humanos ou máquinas, a sua vida é escrutinada ao pormenor e as suas preferências analisadas para promoção de publicidade.

Antigamente a este tipo de coisa chamava-se spyware, atualmente tornou-se tão banal que até as empresas que fazem anti-virus estas práticas. Pelos vistos estas empresas consideram que este tipo de softwares só são de remover quando são fabricados por terceiros.

A questão é a nova política da empresa de segurança AVG é agora clara (infelizmente poucas pessoas se dão ao trabalho de a ler, como foi o meu caso): A empresa pode vender o historial de navegação a terceiros de forma a fazer dinheiro com a versão gratuita do seu software. E daí que temos de questionar: havendo dinheiro a ganhar com as versões gratuitas, porque não fazer também uns vírus que aquele software detecte primeiro que os outros para que mais pessoas o instalem?

AVG privacy

Um porta voz da AVG veio referir que esta situação não é novidade e que já as versões antigas do programa faziam algo do género, sendo que as novas políticas apenas vieram tornar a situação mais transparente.

A questão é que transparente ou não, há possuo duas máquinas em casa com este anti-virus e nas quais procederei imediatamente à sua desinstalação. A meu ver esta situação é uma clara violação da confiança colocada numa empresa que deveria criar software que detectasse e eliminasse softwares que, no mínimo, fizessem situações do gênero.

A AVG refere que pretende, numa versão a lançar, dar a opção de os utilizadores optarem por não serem analisados. Infelizmente para a AVG, na parte que me toca, mesmo que essa versão saia ainda hoje, já será tarde demais! Há alternativas… igualmente boas… e que não nos espiam!

Publicidade

Posts Relacionados