Nova PS4 Neo é a Playstation 4 Pro.

A apresentação da PS4 Pro, conhecida anteriormente como PS4 Neo começou muito bem, mas rapidamente a consola se revelou aquilo que muitos temiam. É uma PS4… mais potente… e capaz de melhorar os jogos existentes. Não é uma nova geração, mas… é algo um patamar acima!

A apresentação da PS4 Pro começou bem, dando a entender que a performance adicional da consola seria apenas usada para maior resolução em ecrãs 4K. E apesar de sabermos que os 4K não conseguem ser obtidos com a performance desta consola, a realidade é que usando técnicas diversas que falsificam os resultados, os mesmos eram superiores aos obtidos com os 1080p standard.

E ficasse a coisa por aqui, com a PS4 Pro a ser uma consola para TVs 4K, nada havia a dizer! Era uma consola compatível PS4 que permitia aos utilizadores de TVs 4K tirarem partido dos mesmos.

Mas rapidamente as expectativas se goraram quando a Sony anunciou que a consola traria benefícios às TVs HD. No fundo algo que já se esperava e muito se tinha falado.

Segundo a apresentação a PS4 Pro detecta o tipo de ecrã usado e usa o seu poderio adicional de acordo com a situação. Encontrando um ecrã 4K a potência é usada para melhorar a resolução. Mas encontrando um ecrã 1080p a consola usa o seu poderio para melhorar os efeitos, a densidade da vegetação, o campo de visão, o anti-aliasing, etc. Um paradigma bem diferente do tão apregoado modelo usado nos smartphones onde em termos gerais os novos modelos correm o jogo exactamente da mesma forma que o modelo anterior.



Apesar de tal não ter sido referido, certamente os fps podem igualmente ser melhorados.

A questão aqui é que a PS4 Pro traz ao mercado uma novidade que até agora não existia. Uma fragmentação a nível de jogo!

Apesar de os jogos serem os mesmos, de serem compatíveis, e de o online ser partilhado, a realidade é que o que a PS4 standard e a PS4 Pro oferecem não será o mesmo. Será o mesmo jogo, mas não igual. Tal como com dois PCs de performances diferentes que apresentam resultados diferentes no ecrã para o mesmo jogo, isso será o que se passará com a PS4 e a PS4 Pro.

E isso quer dizer que quando vemos um video de um jogo a correr na Playstation teremos de saber se é da versão standard ou da Pro para sabermos se iremos ou não ter aquilo em nossas casas.

É algo que não era verdadeiramente desejado pelos fans da consola, especialmente todos aqueles que aderiram à consola original. E dado que, ao contrário do anunciado pela Microsoft, a Sony não cria um programa de retomas, os motivos para os fans mais hardcore se sentirem desconfortáveis com esta consola aumenta.



A apresentação deu ainda a conhecer que a versão Slim da consola será vendida a 299 euros, e a Pro a 399 euros. Quanto a especificações a Sony não tocou no assunto, motivo pelo qual se acredita que as mesmas são o inicialmente anunciado, ou seja o Jaguar da PS4 mas a 2.1 Ghz, 4,2 Tflops de potência gráfica com 36 CUs, e 218 GB/s de largura de banda. Curiosamente não foi referido que a consola suporte a leitura de filmes 4K!

Resumidamente, tudo aponta no sentido de que esta é efectivamente apenas uma PS4 melhorada e não uma nova consola. Mas a confirmar-se tal é igualmente uma consola que não possui verdadeira performance para atingir 4K reais, ao contrário da anunciada Scorpio da Microsoft, usando assim tecnologias de reconstrução temporal, tal como usadas em Killzone Shadowfall e Quantum Break.

É no entanto, graças ao seu preço, uma boa novidade para quem contava gastar os 399 euros em uma PS4 e que pode agora fazê-lo com esta versão melhorada, mas certamente, e apesar das poucas reais melhorias, algo que cairá mal a quem comprou a consola original, especialmente quem a comprou recentemente e por um preço semelhante.

A grande novidade da apresentação, e um contrasenso total, passou pelo anuncio de que todas as PS4, incluindo a original, passarão a ter suporte HDR com o Firmware 4.0.

Ora o HDR só está disponível nas TVs 4K, não existindo no mercado Tvs 1080p com HDR. E assim sendo esta novidade parece ser algo que vai contra as vendas da PS4 Pro, ao tornar possível que quem possui uma Tv 4K HDR disfrute desta última tecnologia a 1080p sem ter de investir forçosamente na PS4 Pro.

Nota: Confirmam-se as especificações da consola com os valores que surgiram em rumor à meses atrás:

 Nota 2: Parece confirmar-se, a PS4 Pro não reproduz BD 4K, perdendo assim para a Xbox One S.

Note 3: Levanta-se agora a questão se o suporte HDR na PS4 original e Slim se estende a jogos ou apenas a filmes e fotos (como acontece nas AMD série R7 e R9). A confirmação está ainda pendente!



Posts Relacionados