Novo algoritmo de semáforos reduz tempos de espera em 1/4.

Um novo algoritmo baseado em Inteligência Artificial e teoria de jogos demonstra poder reduzir tempos perdidos em semáforos em 1/4.

semaforo

Um Engenheiro da Universidade de Toronto desenvolveu um sistema de gestão de semáforos que, combinando teoria de jogos e inteligência artificial, mostra ser mais eficiente que o actualmente existente, quando aplicado em condições reais.

Actualmente os sistemas mais inteligentes passam por embeber no pavimento um sensor de peso que detecta as passagens dos veiculos, criando informação sobre o fluxo e tráfego que é enviado para uma central.

Mas aqui, em vez de um sensor embebido no pavimento que envia dados para a central, o sistema em causa processa os dados no local e em cada intersecção, de forma independente.

Publicidade

Retomando o nosso artigo

Para além do mais, os sensores também monitorizam o tráfego que vem em todas as direcções em vez de gerir apenas o tráfego que se desloca em um dos sentidos.

Esta situação poupa bastante tempo de resposta e acaba com o problema de a gestão de semáforos completa de uma cidade ser perdida no caso de a central ter problemas.

Uma das grandes diferenças é que todas as intersecções na vizinhança colaboram umas com as outras como “num jogo”, mas com o objectivo de “ganhar o jogo”, ao contrário das intersecções tradicionais que são mais baseadas no tempo decorrido. Com processamento no local, o tráfego de cada intersecção pode ser acedido e passado a outras intersecções de forma a manter um fluxo de tráfego optimizado uma vez que cada intersecção pode agora saber antecipadamente o tráfego que deverá receber.

Cada intersecção age em colaboração (ou “jogo”) com as intersecções adjacentes na sua vizinhança, onde cada uma não só aprende a política ideial para o local mas tambem toma em conta as políticas dos seus vizinhos, agindo de acordo. Por sua vez os vizinhos colaboram com os próximos vizinhos numa rede de grandes dimensões.

Em linguagem mais simples, os agentes agem como uma equipa de jogadores em colaboração para ganharem o jogo – tal e qual como jogadores num jogo de futebol, onde cada jogador tenta marcar, mas ao mesmo tempo toma em conta o objectivo da equipa que é ganhar o jogo

O sistema foi testado na baixa de Toronto em 60 intersecções e em hora de ponta, resultando numa redução de 40% do tempo perdido, e 26% de tempo de viagem.

Publicidade

Posts Relacionados