Novo benchmark de Battlefield mostra as vantagens do Mantle face ao DirectX

Uns novos benchmarks de Battlefield 4 mostram as vantagens do Mantle, mesmo usando CPUs Intel.

Novos benchmarks foram revelados que mostram as vantagens do Mantle sobre o DirectX. E são valores bastante interessantes.

O sistema de teste usado foi o seguinte:

  • Intel Core i7-3960X 3.3 GHz overclocked to 3.9 GHz
  • ASUS P9X79 Deluxe
  • ADATA XPG Gaming Series Low Voltage 4x 2 GB PC3-12800U CL 9-9-9-24
  • Radeon R9 290X
  • ADATA S510 SSD 60GB
  • Windows 8 Pro 64 bit

O mapa usado foi o Conquest Large com 64 jogadores. Os FPS apresentados são uma média de 10 minutos de jogo.

Mantle-multijogador



Se a 3840*2160 1xAA os ganhos são de 6,54%, esse valor sobe para 14,7% a 2560*1600 4xAA e 15,58% na mesma resolução com 1xAA. Já a 1920*1080 os ganhos são de 24,57%.

Como é sabido o Mantle é verdadeiramente vantajoso em processadores menos potentes e com vários núcleos. O 3960X é o actual topo de gama da Intel custando só ele quase 1000 euros, motivo pelo qual os ganhos com o Mantle não são verdadeiramente enormes.

Os possuidores de processadores AMD são quem tem verdadeiramente a ganhar com estes benchmarks, mas infelizmente os testes não tem vindo a ser realizados com esses processadores.

Vejamos os ganhos da mesma máquina em modo de jogador único.

Mantle-jogador-unico

Escusado será dizer que nem vale a pena fazer contas para perceber que os ganhos são menores do que em multijogador. E os testes permitem verificar aquilo que já sabíamos:

Actualmente o Mantle, mais do que optimizar performances gráficas, optimiza os recursos no CPU e a forma como este explora a placa gráfica. Quanto mais saturado estiver o CPU, mais os ganhos do Mantle, e isso é notório nos testes de cima.

Com resoluções mais altas, onde a placa é mais solicitada, os ganhos são menores do que em menores resoluções onde a placa possui mais folga. Da mesma forma no modo multi-jogador onde o CPU é mais solicitado os ganhos são superiores ao de jogador simples onde ele é menos usado.

É claramente um API que tem muito por onde evoluir, mas que se revela desde já vantajoso para todos os utilizadores que possuam placas ATI. Afinal as diferenças de performance, por muito pequenas que sejam, permitem passar as performances das placas concorrentes da Nvidia, e isso sem se gastar um único tostão.

Vejam este Benchmark do Toms Hardware que mostra que neste jogo a média de fps entre uma R9 290 (400 euros) e uma Titan (900 euros) são ridículas sem qualquer Mantle. Agora acrescentem-lhe os ganhos de cima e percebam como actualmente as ofertas da AMD são interessantes.

bench



Posts Relacionados