NSA podia obter dados de qualquer sítio sem mandato de tribunal.

O recente escândalo da NSA está a dar cada vez mais que falar. E sabe-se agora que a NSA tinha autorização para obter dados de qualquer lugar sem mandato de tribunal.

O jornal The Guardian não pára de divulgar dados sobre o escândalo da NSA e os últimos documentos mostram que, apesar de agência continuar a afirmar que não colhia dados de forma indiscriminada, a agência tinha autorizações para aobter dados tanto de origens Americanas como estrangeiras sem a necessidade de um mandato.

Mas mais ainda, soube-se que as comunicações que usavam ferramentas de privacidade, tais como encriptação, recebiam atenção especial, sendo que a agência podia manter indefinidamente essa informação para fins de “análise de tráfego critp-analítica ou exploração de final”, ou por outras palavras, tudo aquilo que a NSA achasse que podia vir a ser relevante no futuro ou na análise do tipo de protecção usada.

Soube-se igualmente que a NSA podia partilhar esta informação com o FBI e outras agências governamentais que contivessem dados de espionagem ou informação sobre crimes que foram ou poderiam vir a ser cometidos. Todos estes dados “obtidos ilegalmente” podiam ser guardados por cinco anos antes de ser apagados.



Eis o link para a notícia do The Guardian.



Posts Relacionados