NSA tomou o controlo de botnets ilegais para a sua actividade de espionagem

As Botnets são uma praga que a sociedade quer erradicar. Mas a NSA viu-as como uma oportunidade, e durante os últimos seis anos a agência possuiu as ferramentas para as controlar e usar para a sua actividade de espionagem.

quantum-program

O mundo todo vê as Botnets com maus olhos, e os motivos são simples: Estas não existem de forma legitima, tomam controlo de computadores sem que os seus donos saibam, e as actividades das mesmas são tudo menos legais.

Mas a NSA pelos vistos não pensa assim, e acha que estas redes são uma oportunidade. Daí que durante os ultimos seis anos tiveram montado um sistema, denominado de Programa Quantum,  que lhes permitia tomar o controlo destas redes.

Desde 2007 que a rede QuantumBot, descrita na imagem de cima e revelada por Edward Snowden, “adoptou” na sua rede mais de 140 mil computadores, um número que na realidade se julga poder ser bastante superior por o slide ser já de 2010.



E essa rede, bem como as restantes ali descritas, eram do conhecimento da NSA que poderia tomar o controlo sobre as mesmas a qualquer altura.

O interesse destas redes era permitir à NSA iniciar qualquer actividade de espionagem menos legítima a partir de PCs não associados à agência, e com o objectivo de se colocar malware em máquinas de governos, empresas ou mesmo particulares, uma máquina privada seria uma cobertura bem superior.

Ou seja, enquanto a Microsoft e o FBI andam à anos a arranjar meios para detectar e destruir estas botnets, a NSA arranjou os meios necessários para tal, mas em vez de os destruir para bem da segurança de todos, arranjou foi os meios de os controlar para o seu uso pessoal.

Não haja dúvidas que a segurança dos Estados Unidos não podia estar melhor entregue. Há mas é que questionar se a segurança do resto do mundo poderá estar tranquila perante estas revelações.

Fonte: Wired



Posts Relacionados