Nvidia lança finalmente placas de topo a preços justos. É a GTX 1080 e a 1070

GeForce_GTX_1080

Faz já alguns anos que deixei de apoiar a Nvidia devido às políticas e preços praticados nas suas placas de topo. Mas agora a empresa lança uma nova placa com performances de sonho, a preços aceitáveis.

O historial Nvidia

Desde que em 1998 a Nvidia lançou a sua Riva TNT que me converti à marca. Desde essa altura nunca entrou em nenhum dos meus PCs qualquer marca que não fosse Nvidia.

Até à uns anos atrás!

As políticas pouco claras da Nvidia com o seu programa Gameworks que paga aos produtores para usarem código e características optimizadas para as suas placas, sem dar à concorrência a possibilidade de analisarem o código e optimizarem da mesma forma para os seus produtos, mostravam uma concorrência desleal baseada no poderio econômico da empresa.

Estas políticas, graças às performances acrescidas que traziam, levaram a Nvidia a obter alguma graça junto dos utilizadores que viam a empresa como a líder nesse campo.

Apesar de a AMD possuir placas mais evoluídas, a falta de um API que conseguisse tirar partido dessas potencialidades levou a que esta empresa ficasse para trás e perdesse quota de mercado para a Nvidia.

Com esta realidade, a Nvidia aproveitou-se para tomar uma posição de monopólio, lançando placas com performances esmagadoras face às da concorrência, mas a preços estupidamente altos (a rondar os 1000 euros). A intenção era claramente tomar conta da restante quota de mercado, ganhando o mais que podia com isso.

A AMD demorou a responder, mas quando o fez, fê-lo com placas bem mais acessíveis. As suas placas de topo ficavam-se pelos 600 euros, e competiam com as da Nvidia. Aliás, com o lançamento do DirectX 12 a AMD começou finalmente a demonstrar as capacidades das suas placas e as performances subiram ao ponto de igualaram, ou mesmo passaram as da Nvidia. Aliás, com o uso da computação assincrona, um problema para as placas da Nvidia, as placa da AMD mostraram a capacidade para serem superiores.

O ganho do mercado consolas pela AMD foi um rude golpe para a Nvidia. O mercado consolas gera tanto lucro como o mercado PC, com uma base de utilizadores dezenas de vezes inferior, e a necessidade de optimização para as performances limitadas das mesmas leva a que os programadores conheçam de forma muito mais intima o hardware AMD do que o Nvidia. Tal é notório em jogos como Quantum Break, onde no PC, a topo de gama AMD bate em cerca de 30% as performances da topo de gama da Nvidia.

Esta situações levaram a Nvidia a reagir. E a resposta surge agora com a GTX 1080!


A GTX 1080

A GTX 1080 possui umas performances incríveis. A placa é baseada na arquitectura Pascal e em média 50% mais rápida que a GTX 980 Ti (por vezes chega a ser até 2x mais rápida, outras fica-se por apenas mais 30%). Mas acima de tudo é na performance por Watt que há os verdadeiros ganhos, com um consumo energético de apenas 180 watts, o que mostra uma larga melhoria de eficiência nos consumos, tal e qual a AMD irá fazer com a sua arquitectura Polaris. A consequência de tal é que a placa apenas requer uma fonte de 500 Watts para funcionar.

A placa possui 8 GB de memória GRDD5X, com um interface de 256 Bits, capaz de uma largura de banda de 320 GB/s. Conta com 2560 núcleos CUDA, com o GPU a funcionar a 1607 MHz capaz de overclock dinâmico para 1733 MHz.

Esta é uma placa de 8 Tflops que será vendida a 599 dólares, um preço extremamente apetecível. Falta saber até que ponto a placa possui resolvidos os problemas com a computação assincrona pois se não o fizer está explicado o motivo da descida de preços. Mas caso o faça, temos aqui uma placa de performances de sonho a um preço extremamente atrativo e que obrigará a AMD a mexer-se!

Eis uma demonstração da placa a correr o DOOM usando o Vulkan como API. Chama-mos a atenção para o facto que a meio do jogo os FPS são desbloqueados, passando dos 60 fixos para os valores reais, atingindo picos perto dos 200 fps! Impressionante!

A GTX 1070

A 1080 é uma alternativa mais económica que será vendida a 379 dolares. A placa oferece 6.5 Tflops de performance, e igualmente 8 GB de GDDR5. Curiosamente a Nvidia não revelou mais dados sobre esta placa!

Vamos agora esperar que a medida não exista apenas para tentar acabar de vez com a AMD para posteriormente poderem ter o monopólio do mercado, e que a descida de preços seja efectivamente sincera!

Mas como as mudanças não acontecem da noite para o dia… fica a dúvida no ar!

Publicidade

Posts Relacionados

Readers Comments (6)

  1. Sim sim Mario. No aguardo de suas abordagens das polaris também. E do uncharted 4 também!
    Vida longa ao pcmanias! Primeiro view!

  2. Valerio Fernandes 10 de Maio de 2016 @ 14:14

    Quando sair um Modelo “Ti” (1080Ti) vou trocar pela minha 980Ti, ate lá vai rodando!

  3. Nvidia the best vgas since ever
    Mario no meu pc tbm so entra vga Nvidia

  4. Está é a placa gráfica que eu sempre quis. Primeira que me deixou realmente impressionado. E esse modelo de referência ficou com um design lindo. Espero que a AMD acompanhe e até ultrapasse. Essa guerra é ótima pra nós.

    • Esta placa impressiona, e pelo preço interessa-me. Mas preciso de saber mais sobre a computação assincrona da mesma, pois os rumores iniciais eram de que não tinha o problema resolvido.
      Vou aguardar para saber algo sobre isso!

Os comentarios estao fechados.