Nvidia mata o GPP após ameaça de processos em tribunal

A Nvidia resolveu acabar com o Geforce Partner Program após ameaças da HP, da Dell e da Intel de os colocar em tribunal. Mesmo assim, a empresa poderá não se livrar de uma enorme multa da União Europeia.

Após a Asus, MSI, Gigabyte e muitas outras marcas se terem vergado ao GPP da Nvidia, eis que a HP e a Intel lhe resolveram fazer frente, e ameaçar com processos em tribunal!

Por exemplo, a Asus passou os produtos AMD para a gama AREZ, removendo-os da gama ROG, conforme nos mostra o website Videocardz:

ASUS para AREZ
ASUS Radeon (Antes) Transformação AREZ Radeon (Após)
ROG-STRIX-RXVEGA64-O8G-GAMING ASUS ROG Strix -> AREZ Strix AREZ-STRIX-RXVEGA64-O8G-GAMING
DUAL-RX580-O8G ASUS Dual -> AREZ Dual AREZ-DUAL-RX580-O8G
 EX-RX570-O4G ASUS Expedition  -> AREZ Expedition AREZ-EX-RX570-O4G
PH-RX550-4G ASUS Phoenix -> AREZ Phoenix AREZ-PH-RX550-4G

Uma situação que foi criada para contornar o GPP, sem tentar menosprezar (muito) a AMD!

Mas o caso pior foi o da MSI onde, como nos revela a Forbes um representante seu, sem autorização da empresa, e injectado questões totalmente opinativas na sua resposta, chegou mesmo a alegar que os produtos AMD não eram capazes.



Uma situação da qual a MSI pediu desculpas, tendo apagado o post:

We apologize for making an inappropriate comment. It did not represent MSI’s official views.

Já no caso da Gigabyte, as placas AMD não fizeram parte das escolhas para GPUs externos sendo alegado que essas placas não era focadas no Gaming. Algo que se contradizia quando na página da Gigabyte se vendiam máquinas Gaming equipadas com placas RX 580.

A realidades é que, nuns casos mais, noutros menos, o que é descrito em cima mostra claramente que grandes marcas se vergaram de uma forma vergonhosa, ao poder da Nvidia!

A situação não passou despercebida junto da comunidade Gamer que se moveu no sentido de iniciar um boicote aos produtos Nvidia associados ao GPP. Num inquérito do Wccftech, 84% das pessoas inquiridas referiram que adeririam a esse boicote! Nesse sentido em várias redes sociais como o Twitter, Facebook, fóruns e outros iniciaram campanhas anti Nvidia (Links – [1,2,3,4,5,6]), tendo nesse sentido contactado a FTC e a comissão de ética da União Europeia, dando-lhes conhecimento do caso!



Sabe-se que a União Europeia tomou conhecimento e mostrou interesse em analisar a situação, tendo entrado mesmo em contacto telefónico com os queixosos, como mostra o post que se segue:

Mas a realidade é que nem todos se vergaram face à Nvidia, e gigantes como a HP, a Dell e a Intel (que agora até tem um acordo com a AMD para fornecimento de GPUs), recusaram-se a aderir ao GPP e nesse sentido a Nvidia foi ameaçada de processos em tribunal.

Kyle Bennett – April 12, 2018
“Off the record conversations suggest that both of these companies think that NVIDIA GPP is unethical, and likely illegal as it pertains to anti-competition laws here in the United States. The bottom line is that Dell and HP are very much upset with NVIDIA over GPP, and Dell and HP look to be digging in for a fight.

Kyle Bennett – April 12, 2018
“The other unknown in this is Intel. Big Blue is very much aware of what is going on, and GPP could very much impact the sales of its Kaby Lake-G part that contains a GPU that was built by AMD specifically for Intel. I would expect we are going to see legal action initiated on NVIDIA GPP by Intel at some point in the future.”

O resultado de tudo isto foi um comunicado da Nvidia que refere que há uma má compreensão do que é o GPP, e que em vez de a empresa tentar explicar melhor, decidiu acabar com ele.

Curiosamente não achamos que tenha existido nada mal explicado. Achamos isso sim que, mais uma vez, e repetindo o que já fez antes no passado por várias vezes (e continua a fazer com programas como o Gameworks), a Nvidia abusou da sua posição e tentou ganhar o monopólio do mercado usando de atitudes que prejudicam a concorrência. Mas é apenas uma opinião!



Posts Relacionados

newest oldest
Notify of
Livio
Visitante
Livio

Complicado. É de conhecimento dos que frequentam o PCManias de que sempre dou preferencia a motherboards da Asus para desktop e as utilizo sempre com GPU AMD. Espero que a linha mais básica, já que não sou adepto do PC Gamer, não se declina também para GPUs Nvidia.

Falo isso porque sempre não fui muito bem com Nvidia, no 1° desktop que tive coloquei na época uma GeForce 440MX, durava no máximo 2 anos, foram 2 placas que tiveram esta duração, o mais curioso é que as placas não eram forçadas pois não jogava em PC. Depois de ter 2 GeForce 4 com defeito parti para uma ATI que durou por bastante tempo.

Em 2009 resolvi montar meu próprio PC e optei por vídeo onboard, escolhi uma com GPU Nvidia (Asus M3N78-VM) e novamente não durou 2 anos, para tentar aproveitar os demais componentes optei por uma Asus com AMD (M3A78-EM). A placa está funcionando até os dias de hoje.

O que me deixa mais chateado é que na ordem de placas que optaria em utilizar em 1° lugar ficam as Asus, 2° MSI e 3° Gigabyte…. As mesmas que se declinaram ao GPP.

Edson Nill
Visitante
Edson Nill
Livio
Visitante
Livio

Desde o lançamento do Slim e também do Switch sempre achei que a Sony poderia lançar uma versão menos potente e portátil do PS4. As dimensões da motherboard(SAD-001) já estão reduzidas.

Não entendo da arquitetura dos processadores do PS4/One, mas se estes forem compatíveis com os novos processos de 7nm creio que a placa reduziria ainda mais de tamanho.

Quem saiba venha um modelo portátil, hoje teve esta notícia na Eurogamer.pt: “Sony deixa(rá) de fabricar jogos PS Vita físicos”