O Apple Watch foi um flop…

Apple-Watch

O que o mercado nos habituou foi que basta ser Apple para vender. Mas no caso do Apple Watch, nem isso valeu!

Os produtos da Apple são bastante apetecíveis, e a marca goza de uma boa reputação e de uma base de fans enorme. É certo e sabido que com maior ou menor valor face à concorrência, um produto que ostente a marca Apple é um sucesso de vendas. E nesse sentido alguns estudos apontavam para a venda de 20 milhões e Apple Watches só no primeiro ano!

Mas com o Apple Watch a Apple viu que afinal o seu nome num produto não chega para este ser um sucesso de vendas!

De acordo com a empresa de pesquisas Slice Intelligence, o Apple Watch caiu tremendamente de vendas ao fim de 2 meses. O produto quando foi colocado à venda teve os habituais fans a comprar o produto de forma cega, com as vendas a atingirem as 200 mil unidades por dia. Mas como muitos se aperceberam depois, o produto face ao oferecido pela concorrência não justificava verdadeiramente o seu preço bastante superior.

Apple-Watch

E não possuindo verdadeiramente nenhuma característica que o destacasse as vendas foram caindo tendo durante cerca de um mês e meio estabilizado perto das 20 mil unidades diárias, sendo que nos últimos tempos caíram ainda mais para médias na ordem dos 4 mil.

apple-watch-sales

 

Ora o que aqui vemos está longe de ser um mau resultado. Mas muito diferente das expectativas criadas onde se previam vendas mensais de milhões de unidades.

O estudo da Slice foi baseado numa análise a milhõe de facturas electrónicas enviadas por e-mail pelos vendedores. Os números poderão assim não ser totalmente precisos (como sempre acontece com qualquer estudo de mercado), mas dá para perceber que a queda de vendas foi de cerca de 90% em apenas 3 meses.

Naturalmente o sucesso inicial deveu-se à grande popularidade do iPhone e iPad, sendo que os compradores aderiram na expectativa de serem os primeiros a obter mais uma peça de tecnologia inovadora da Apple. É, de certa forma, uma reação social que se sabe existir.

Mas o problema não é só com a Apple. A adesão aos smartwatches ainda não aconteceu. Poucas são as pessoas que possuem um, e as vantagens dos mesmos não são claramente perceptíveis. Podendo falar pelo meu caso, a única e grande vantagem que vejo a estes produtos é o facto de lhes poder mudar a face possuindo assim milhares de relógios em um. Mas para isso o aspecto do relógio conta, e nesse sentido o Moto 360 é o único relógio do mercado que acho atraente (e que uso diáriamente), sendo redondo, acessível e dos mais completos do mercado, possuindo um aspecto jovem.

E até ao boom dos smartwatches…

Publicidade

Posts Relacionados