Mai 302012
 

Foi com o coração da imagem que médicos italianos foram bem sucedidos em salvar a vida de uma criança com apenas 16 meses de idade após uma operação de transplante temporária até que um dador compatível seja encontrado.

Os médicos do Hospital Bambino Gesù de Roma realizaram a operação no mês passado, mas apenas a tornaram pública na presente semana, escondendo porém a identidade da criança que foi mantida sob observação 13 dias após a operação e que agora se encontra em franca recuperação.

A crança sobre de miocardiopatia dilatada, uma doença dos músculos do coração que normalmente estica ou alarga as fibras do coração, tornando-o gradualmente mais fraco e impedindo que a bombagem de sangue seja feita de forma eficaz.

Nas palavras do cirurgião Antonio Amodeo em entrevista à Reuters “Este é um marco milenar”, acrescentando que, apesar de actualmente o uso deste aparelho ser temporário, no futuro o mesmo poderá ser permanente.

A operação foi um sucesso não só pelo transplante em si, mas pelo facto que a criança já possuía uma pequena bomba instalada anteriormente, e que auxiliava o seu coração, mas que tinha criado uma grande infecção ao seu coração natural.

Apesar do, do ponto de vista cirúrgico a operação ter sido “normal”, a grande dificuldade estava na idade da criança e as operações anteriores.

Este coração de titatnio apenas pesa 11 gramas e pode bombar 1,5 litros por minutos. Como comparação, um coração artificial para um adulto pesa 900 gramas.

Publicidade

Sorry, the comment form is closed at this time.