O input lag dos controladores Xbox One e PS4 em alguns jogos.

O célebre NXGamer fez um teste para verificar o lag dos controladores das atuais consolas. Eis os resultados!

O NXgamer testou os controladores da Xbox One S, PS4 e PS4 Pro para verificar o seu input lag. Estes controladores foram os escolhidos por serem os que permitem o uso de ligação pelo cabo, e desta forma seria possível verificar-se os ganhos existentes usando esta tipo de conexão em vez do wireless.

De notar que o controlador original da Xbox One tambem permite isto, mas o controlador da Xbox One S acaba por ser mais completo ao permitir  Bluetooth para se ligar o PC, mas mantendo o Wi-fi para se conectar à consola.

Note-se ainda que o Bluetooth trabalha com latências inferiores, o que logo à partida lhe aponta ter vantagens sobre a conexão wi-fi da Xbox. Por outro lado, o BT não tem o alcance do Wi-fi!

Eis os resultados para os testes no menu usando uma PS4 pro com os novos DS4 e os antigos quer por Bt quer por cabo e uma Xbox One S com o novo controlador, por cabo e Wi-fi:

Publicidade

Retomando o nosso artigo

Como se vê, em qualquer dos casos o input lag dos controladores Xbox é superior, e aqui os ganhos entre o uso de cabo ou manter o wireless são nulos em ambos os sistemas.

Curiosamente o mesmo controlador no PC usando BT mostra valores de lag bastante inferiores.

Note-se que estes valores representam o lag total verificado, o que inclui o lag do controlador em si, o processamento do sinal pelo sistema e o lag do monitor (que neste caso era o mesmo).

As médias para a PS4 e a Xbox foram então:

– OS : PS4: 75.52 ms
– OS : XB1S: 117.12 ms

Passando a jogos eis os valores observados:

Mais uma vez os valores com e sem o cabo foram semelhantes, com a PS4 e a Xbox One a apresentarem os seguintes valores médios:

– Doom : PS4: 104 ms – 6,24 frames depois
– Doom : XB1S: 154 ms – 9,24 frames depois
– Doom: PC:      83 ms – 4,98 frames depois

– BF1 : PS4: 79.7 ms – 4,78 frames depois
– BF1: PS4 Pro: 75.5 ms (normalmente idêntico à PS4, mas neste caso é inferior) – 4,53 frames depois
– BF1: XB1S : 125.4 ms – 7,52 frames depois

Curiosamente neste jogo a PS4 e a Pro não beneficiam do uso do USB, mas a Xbox One S essa ganha e o seu Lag desce para 112 ms com o mesmo. O NX gamer teoriza que este ganho com o cabo nesta consola se prende com o triple buffer usando para melhorar as performances da consola.

– Division : PS4: 183 ms – 10,98 frames depois
– Division : XB1: 221 ms – 13,26 frames depois
– Division: PC:    117 ms – 7,02 frames depois

Dada a disparidade dos valores da Xbox One face ao PC e à PS4, o NX gamer resolveu ver quais os valores desta consola nos seus exclusivos, obtendo:

– HALO 5: XB1: 125 ms – 7,5 frames depois

– Forza Horizon 3: XB1: 171 ms – 10,26 frames depois

Publicidade

Retomando o nosso artigo

Valores que mesmo sendo os jogos exclusivos continuam relativamente altos.

Um jogo curioso foi no entanto Prey que apresentou os seguintes valores:

Neste jogo há latências diferentes conforme seja o pressionar de um botão ou o andar, conforme se vê em cima. A média aqui cai a favor da Xbox com os valores de baixo:

– Prey : PS4: 150ms – 9 frames depois
– Prey: XB1S: 142ms – 8,52 frames depois

Aqui a explicação para esta situação acaba por ser simples. A zona morta, ou seja, a percentagem de pressão no botão ou a quantidade de movimento lateral que temos de dar ao controlador para o movimento são menores na Xbox One do que na PS4, o que torna o movimento mais moroso na consola da Sony. É referido no video que um patch para a PS4 que reduziria essa zona morta iria sair, mas desconhecemos se tal já aconteceu. (Curiosamente devo referir que esta situação já a verifiquei em alguns jogos, mas ao contrário, isto é, com maior zona morta na Xbox One, prejudicando assim os seus valores – jogos Call of Duty por exemplo. De referir que jogos como Gears of War 4, Dying Light e Battlefield 1 possuem configurações para a zona morta (dead zone), que o utilizador pode ajustar).

É de referir igualmente que esta situação de Prey apenas se verificava na demo usada pelo NXGamer, sendo que a versão final do jogo corrigiu já os problemas da PS4.

Seja como for, este jogo comprova que a XB1 pode conseguir valores em tudo semelhantes aos da PS4, algo que tambem já vimos em Rise of the Tomb Raider onde os input lags são igualmente semelhantes. Mas no entanto, depende da implementação dos jogos.

Eis o video:

Para que não se julgue que a Xbox tem por defeito maiores input lags que a PS4, uma ideia que pode passar uma vez que os casos testados pelo NX Gamer apontaram quase todos nesse sentido, eis um exemplo de um jogo onde o input Lag da PS4 é superior:

Tekken 7

PS4 – 120.7 ms – 7,24 frames depois
Xbox – 104.2 ms – 6,25 frames depois

Nota final. Apesar das disparidades relembra-se que estamos a falar de ms, ou seja 100 ms correspondem a 0.1 segundos, o que quer dizer que apesar dos valores dispares, as diferenças reais são muito, mas mesmo muito reduzidas, e no caso pior aqui constatado a diferença real é de 0.05 s. 

Daí que perante esta realidade, os valores de cima são mais uma curiosidade técnica do que realmente um problema. Não só a diferença é pequena comparativamente, como as consolas distintas não jogam entre si. No entanto, há um problema, em Crossplay PC vs Xbox, essa pequena disparidade faz toda a diferença a favor do PC. Quando dois jogadores igualmente rápidos pressionam uma tecla ao mesmo tempo, o jogador PC obtém a vantagem pelo menor lag.

 

 

Publicidade

Posts Relacionados