Jul 092012
 

Recentemente publicamos aqui um artigo onde vários analistas eram da opinião que em 2017 as consolas continuarão a vender.

No entanto vimos recentemente alguns cartoons que abordam o assunto numa perspectiva mais realista de um utilizador e que mostram algumas realidades com as quais não podemos deixar de concordar.

A verdade é que as consolas passaram de um sistema de uso simples para algo que se torna muitas vezes mais complexo do que o uso de um PC, mostrando como, com excepção da diversão em conjunto, os PC’s actualmente se revelam bastante superiores em todos os aspectos. E caso, devido aos DRM, as consolas comecem a perder a componente lúdica do jogo com diversas pessoas a poderem jogar simultâneamente, as mesmas estão condenadas a desaparecerem.

Curiosamente esse é um aspecto que não desapareceu, mas que mesmo assim se viu reduzido pelo facto de as consolas actuais apenas trazerem um controlador fornecido, quando antigamente eram dois os controladores existentes.

De notar que quando falamos em um uso das consolas mais complexo do que o do PC falamos comparativamente à realidade da necessidade de conhecimentos para o seu uso. Um PC requer conhecimentos do seu sistema operativo, forma de funcionamento, etc, mas as consolas deveriam ser sistemas onde qualquer um pode mexer, bastando meter o CD/DVD/BD e jogar. Só que infelizmente agora a coisa não é bem assim, e apesar de ser mais simplificado do que no PC, aproximou-se bastante do mesmo. E essa realidade é algo que não deveria existir.

Mas vamos esquecer as consolas e os PC’s por um momento, e vamos-nos apenas concentrar nos jogos e nas alterações que os mesmos, independentemente do sistema, levaram ao longo dos anos.

O cartoon que se segue é claro sobre este assunto, esquecendo porém um dos itens mais importantes a nível de problemática, os DRM.

O cartoon aborda o ponto mais importante de todos. Os jogos deixaram de ser diversão para ser um negócio e uma dor de cabeça para os utilizadores. Expansões, patches, DRM, plataformas, compatibilidades de hardware, drivers, pagamentos de mensalidades, e muitas mais situações que se colocam sobre jogos vendidos a 70 euros, ou seja, nada baratos.

Mas voltando à questão das consolas e PC’s, eis algumas das realidades actuais, e que demonstram que a vantagem das consolas actualmente se limita ao social. Isto esquecendo a questão dos custos, e limitando-se à utilização da mesma. Eis um novo cartoon sobre o assunto.

;

Publicidade

Sorry, the comment form is closed at this time.