O seu telefone antigo está mais lento? Se for um iPhone 6 ou 6S foi a Apple que o abrandou!

Sim, os aparelhos ficam mais lentos com a idade devido às novas exigências do OS e das aplicações. Mas neste caso é pior, pois conforme o teu telefone vai tendo a bateria mais cansada, se ele for um iPhone 6 ou 6S a Apple reduz-lhe a velocidade de relógio do CPU e GPU.

Nada como ter um telefone novinho em folha… Quando saem da caixa eles são todos tão rápidos e tão perfeitos!

Mas depois com o passar do tempo a coisa deixa de ser igual. Aplicações instaladas e residentes a consumir recursos, alterações ao sistema operativo que implicam maior uso de recursos, maiores exigências das novas versões das aplicações, etc. A realidade é que com o passar do tempo os telefones começam a mostrar-se mais lentos. Não porque estejam efectivamente, mas porque as exigências são maiores, e o smartphone deixa de poder corresponder da mesma forma.

Esta é a realidade normal das coisas. Mas o que acharias se soubesses que, após algum tempo de uso, o teu telefone começava a ser abrandado pela marca?

Isso é o que se descobriu estar a acontecer com alguns iPhone 6 e o 6S. Conforme a bateria vai reportando diminuição de capacidade, o sistema operativo responde com diminuição da velocidade de relógio do CPU e GPU.



A Apple refere que esta situação se prende com uma diminuição das performances para permitir o bom uso da bateria, mas essa situação não soa a convincente. Os telefones perdem capacidade de bateria com o passar do tempo, e isso é uma realidade. Diminuir a velocidade de relógio para compensar baterias não é aceitável pois tal implica perder a capacidade de resposta do telefone em detrimento de mais tempo de uso. Com falta de bateria uma pessoa pode carregar o telefone de novo. Mas se o telefone abrandar, o que pode fazer?

Aliás coloca-se a questão: Uma pessoa que use pouco o telefone e que a bateria dura o dia perfeitamente. Será que nota mais se o telefone ao fim do dia em vez de estar nos 40% estiver nos 10%, ou que o telefone está lento quando o usa?

Não pretendo aqui colocar em causa as boas intenções da Apple, até porque a situação está restringida aos iPhones 6 vendidos na altura do lançamento dos 6S e ao próprio 6S, ela pode ser explicada com o sucedido no passado, que vamos passar a expor:

Se bem se recordam quando o iPhone 6S saiu a Apple enfrentou um problema. Os telefones desligavam-se sem explicação e de forma aleatória!

Tratava-se de um problema com as baterias dos telefones, que a Apple resolveu com um programa de reparação para os utilizadores afectados, e que consistia na oferta de novas baterias. Nessa altura a Apple referiu que apenas um “pequeno número” de utilizadores do iPhone 6S tinham sido afectados com o problema.



Mas a coisa não era bem assim. Uns meses depois a Apple verificou que havia mais utilizadores afectados do que aquilo que inicialmente tinham pensado. Mas ao contrário do que a Samsung fez, recolhendo os telefones afectados, dado que não estavam a existir explosões, a Apple resolveu corrigir o problema com uma atualização de software na forma do iOS 10.2.1 que a empresa deu a conhecer ter resolvido 80% dos casos no  iPhone 6s e 70% dos casos no iPhone 6 devices.

Foi aqui que se percebeu que o problema era extensível aos iPhone 6 que estavam a ser vendidos na altura.

Segundo relatos da altura, a correcção foi efectuado realizado ajustes na gestão de energia dos telefones, algo que parece ter funcionado muito bem… até agora!

Agora os utilizadores começaram a notar descidas nas performances do telefone em vários testes, sendo a situação associada à performance da bateria aqui referida.

Ora ao que parece o que a Apple fez foi mudar de forma dinâmica a velocidade de relógio de acordo com as voltagens que a bateria está a emitir. A situação impedia na altura o telefone de puxar energia a mais e de se desligar, mas está agora, com a redução da capacidade das baterias, a atirar as velocidades de relógio para baixo.

Teste com o geek bench mostram que telefones que atingiam resultados de 1471/2476, estão agora a atingir valores de quase metade ou 839/1377.

Basicamente, ao não ter encarado o problema de frente na altura, esta solução da Apple está agora a criar problemas cuja solução passa pela troca de uma bateria, e que terá de ser feita pelo bolso dos clientes.

Daí que se estás a verificar abrandamentos no teu iPhone 6 usa a aplicação CpuDasherX para verificares as tuas velocidades de relógio. O programa refere as velocidades standard para o teu telefone e as velocidades que estás a ter.

Notem que a situação não é novidade na Apple, ocorrendo igualmente com os Macbooks onde a sua performance se relaciona com o desgaste da bateria.

Nota adicional: Confirma-se que o problema existe e se deve às causas aqui indicadas. A novidade é que se sabe agora que ele afecta não apenas o 6 e o 6S mas todos os telefones que corram os mais recentes firmwares.



Posts Relacionados