Os comentários de Tim Sweeney face aos SSDs de alta velocidade do PC

5 4 votes
Avalie o nosso artigo

Torna-se claro que a maior parte das pessoas ainda não percebeu que o SSD da PS5 não vale apenas pela sua velocidade. E as declarações de Tim Sweeney mostram bem isso.

Nas suas declarações nas redes sociais após a mostra da demonstração do motor Unreal Engine 5 a correr na PS5, Tim Sweeney teve uma frase que referia:

A PS5 está bastante acima de tudo o que se pode comprar no PC.

Esta frase não caiu bem nos fanáticos do PC, que habituados à liderança de performances, imediatamente quiseram descredibilizar as suas frases. Eis um dos casos:

Este utilizador questiona as frases de Sweeney.  E para as descreditar apresenta um produto apresentado para o PC em Agosto de 2019, um SSD capaz de atingir uma velocidade de transferência de 24 GB/s.



Tim Sweeney poderia não ter dado qualquer resposta. Mas isso não aconteceu:

Na sua resposta ele indica que não fala de velocidades teóricas. E explica que a PS5 pode transferir e descomprimir texturas e geometria directamente do SSD para a memória video, sem descompressão do CPU e com total abstração da driver. Este tipo de situações é o que lhe permite superar o PC.

Ignorando a questão da descompressão em tempo real, sem uso do CPU e a transferência directa para a memória video, a pessoa tenta argumentar por outro lado.

Aqui é argumentado que a velocidade não é teórica. O SSD em causa usa 16 canais PCIe. E acusa Tim de referir que este falava apenas dos SSDs quando referia que os SSDs necessitavam de evoluir para acompanhar a PS5 .



E assim sendo, devido aos maior uso de canais, o SSD do PC era superior e a PS5 nem era competição.

Tim Sweeney responde novamente, questionando:

“Transfere directamente para a memória video e no formato nativo do GPU sem que a tradução da driver crie sobrecargas? Ou estamos apenas a mandar batidos numa mangueira?”

A ideia dos batidos é o ar que está misturado no leite. Há volume, mas não há substância…



Por outras palavras, a transferência está lá, mas não a capacidade de processar imediatamente esses dados. Os 24 GB seriam na prática substrato com ar, pois o tempo necessário para preparar os dados recebidos para serem processados tornariam a velocidade muito inferior, e todo esse processo teria impacto no CPU e na largura de banda da RAM.

E é aqui que se torna necessário rever as palavras de TIM Sweeney. Ele refere que a PS5 está bastante acima de tudo o que se pode comprar no PC. Não refere que o SSD da PS5 é o mais rápido, e nem sequer refere que o PC não possa ter SSDs mais rápidos, ou até bater a PS5 em performance. O que ele quer dizer é que nenhum PC faz aquilo que a PS5 faz, como a PS5 faz. Ou seja, sem sobrecargas nenhumas no sistema, em que o que vem do SSD é como se viesse de uma memória RAM.

Isso é conseguido com uma memória intermédia onde a descompressão de dados é feita e todos os dados são trabalhados antes de entrarem na RAM. É feito com descompressores dedicados e com motores de coerência que transformam os dados em dados prontos a usar, colocando-os na RAM nos locais devidos como se eles sempre lá estivessem estado.

Esta é um passo que se desconhece existir em qualquer outro sistema. Seja ele PC ou consola! Este tipo de situação 100% tratada pelo hardware é, pelo menos até ao momento, algo que é exclusivo da Playstation 5.



Quando a demo do Unreal 5 foi mostrada, a questão imediata foi se a Xbox sérue X poderia fazer igual. A resposta é não, não pode! Pode fazer parecido, mas não igual. E isso deve-se ao sistema de I/O especializado da PS5, que mais nenhum sistema tem. O do PC é, comparativamente, arcaico, o da Xbox série X, é já mais próximo, mas, pelo que se conhece, e pelo que os criadores tem vindo a elogiar a PS5, não ao mesmo nível.

Por esse mesmo motivo, o Unreal Engine 5 foi re-escrito para tirar partido das capacidades específicas da PS5, como o confirma Nick Penwarden, vice presidente de Engenharia da Epic, quando refere:

A PlayStation 5 fornece um grande salto tanto em poder de computação como gráfico, mas o seu sistema de armazenamento é também verdadeiramente especial. A capacidade de fazer stream de conteúdo a velocidades extremas fornece aos criadores a capacidade de criar ambientes mais densos e detalhados, modificando a forma como olhamos para o conteúdo obtido por steam. É tão impactante que re-escrevemos os nossos subsistemas de I/O nucleares para o Unreal Engine a pensar na Playstation 5.

Mas para além disso, este SSD PC não é sequer comparável com a PS5 em outros aspectos.

Ele é um SSD com 32 TB, que usa 8 controladores num sistema RAID. Basicamente 8 discos de 4 TB cada a lerem em simultâneo para 16 pistas PCIe 4.0. O seu preço, apesar de desconhecido nesta fase deverá ser mais do dobro de toda a consola PS5. E a sua aquisição para jogos valeria zero no PC, uma vez que os programadores nessas máquinas programam para a maior base instalada e não para o hardware de topo. Um SSD destes quando fosse standard já estaria não só ultrapassado, como custava uma ninharia face ao custo actual.

O video que se segue é igualmente relevante aqui. Ele mostra como um sistema RAID de SSDs se fica em média por 3.8 GB/s num PC com o Windows, apesar de atingir um pico de 5.7 GB/s. Mas no Linux o mesmo sistema passa os 20 GB/s.



Ah sim, o CPU usado para alcançar essa transferência era um Threadripper 3900x, um processador com 64 núcleos. Recorde-se que a PS5 pode alcançar os 22 GB/s de pico, usando 0 (zero) dos seus núcleos. Aos 8m 18s podem ver que no windows o CPU alcança um pico de 67% de utilização. Isso corresponde a 44 núcleos ocupados só com a transferência de dados, e no entanto neste OS o SSD fica-se pelos 3.8 GB/s.

Esta situação mostra o arcaico que o sistema de ficheiros do Windows é, e como ele necessita de ser renovado. Não se sabe ao certo o que foi feito na Xbox, nem qual o impacto que isso terá exactamente, mas a realidade é que o que a Xbox fez, seja ele muito ou pouco era uma necessidade para uma consola poder usar eficientemente o SSD.

A pessoa em causa neste video é o Linus, um entusiasta dos PCs, e que criticou a PS5, dizendo que as suas vantagens eram treta. Ora perante os resultados que ele mesmo viu, a sua opinião mudou e ele tentou levar um engenheiro da Sony ao seu canal para lhe explicar como é que a PS5 conseguia o que conseguia.

Perante a nega da Sony, este contactou o Tim Sweeney para ver se alguém da EPIC lhe dava as explicações que ele queria, uma vez que ele queria melhorar o seu entendimento sobre o funcionamento da PS5..



A resposta de Tim é clara. O que havia a dizer já foi dito quer pelo Mark Cerny, quer pela Epic!
E se há quem após a explicação não perceba, então essa pessoa não percebe realmente nada sobre como funciona um sistema. Daí que ir lá alguém para que? Para repetir o que já foi dito? Já foi tudo explicado! Aliás, aqui na PCManias a coisa já foi tantas vezes explicada de formas diferentes que se algum dos nossos leitores regulares não percebe, é nossa opinião que é porque se recusa a perceber.

Atualmente o Linus pediu desculpas públicas pelo erro que cometeu ao desacreditar e PS5.

Perante isto, ninguém tenha dúvidas que o sistema de I/O da PS5 é fabuloso. Mas curiosamente, mesmo assim, o sistema de I/O da PS5 é neste momento a maior incógnita que temos face à Xbox… A realidade é que a descrição do Velocity Engine não refere sequer metade das características que a Sony implementou no seu sistema, mas é também uma realidade que o que a Microsoft fez, mais ou menos que na PS5, foi realizado no mesmo sentido. Daí que, apesar que claramente, pela reacção dos devs, a Xbox não aparenta igualar aquilo que a PS5 faz neste caso, seria interessante perceber-se até que ponto a XBox poderá realmente ir, e qual a diferença que iremos ver.



Como já referi a demo do UE5 é utópica… Provavelmente nenhum jogo vai usar um grafismo tão detalhado, não só porque não precisa, como porque existe a probabilidade de isso aumentar bastante o espaço em disco. E daí que, mesmo tendo a PS5 esta capacidade, a situação poderá revelar-se como aquilo que se denomina “overkill”, ou seja, algo que passa acima do que é realmente necessário. Daí que a comparação em situações de mundo real com a Xbox é uma das questões que mais curiosidade nos levanta.



5 4 votes
Avalie o nosso artigo
59 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
kisungan
kisungan
3 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Bom artigo! Nao sei como na pratica vai impactar a jogatina na experiencia mas nao há duvidas que o ps5 puxará a tecnologia para frente.

Alias, nao sei pq os PCistas tentam enferiorizar essa nova tecnologia. No final todos ganham, alias nem dou seis meses pras fabricantes de hardware e developers adotarem essa tecnologia ou algo muito semelhante apos o lancamento do ps5. Querendo ou nao, por mais que consoles puxem e revolucionem, a longo prazo, sempre vao ser inferiores ao pc simplesmente pelo tempo de ciclo de hardware

bruno
bruno
Responder a  kisungan
3 meses atrás

Eles nao ganham com isto… so perdem.

Nuno Sousa
Nuno Sousa
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

Se calhar entende-se agora melhor a razao da sony autorizar o Horizon no mercado pc. Tambem para aquele a ps5 tornou-se competitiva. Claramente a chamar novos clientes afirmando-se, e aqui as coisas tornam-se bastante interessantes, num dos pontos fulcrais – nem mais nem menos pelo extremo poder do seu hardware

bruno
bruno
Responder a  Nuno Sousa
3 meses atrás

Concordo, mas o preco a pagar continua a ser demasiado alto.
 
Eles destruirem o selo “so na playstation” continuo a dizer que e um erro enorme. Ate agora, e gracas a isto, a vida tem lhes corrido bem. A concorrente, que decidiu partilhar exclusivos, a vida, a consola, nao tem corrido nada bem.
 
 

Daniel Torres
Daniel Torres
Responder a  bruno
3 meses atrás

@Kisungan eu também quero ver como isso se traduz em experiência de jogos, estou muito animado com o evento dia 11.
 
@bruno concordando de novo com você também acho o preço muito alto que a Sony esta disposta a pagar e se vocẽ perceber os rumores de Bloodborne no pc tem ficado cada vez mais altos além de outros jogos. O que me deixa com uma pulga atrás da orelha, pois para mim há aquele ditado onde há fumaça há fogo.

Daniel Torres
Daniel Torres
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

Mário isso eu me confundi é o remake que sairá para Ps5 e Pc segundo o rumor, mas que eu lembre a Ip é da Sony assim como o Demon Souls tanto que no caso do blood a Japan Studio ajudou no desenvolvimento. E se sair para outro lugar terá que ter autorização da Sony.

José Galvão
José Galvão
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

Olha que não Mário, o IP pertence à Sony, aliás todo o conceito do jogo veio do Japan Studios tendo a From Software a tarefa de o pôr em prática.

Quando os fãs pedem uma sequela à From Software, esta diz que tal depende da Sony.

bruno
bruno
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

Até pode ser mas ainda é pior… Lançar no PC com todas as melhorias e não ter lançado nenhum update para a Pro?…. Muito mau.

Deto
Deto
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

esse rumor é requentado todo ano.
 
fui ler a fonte e o cara veio cheio de historinha “falei que se alguém vazasse alguma informação, eu doava 100 USD para a caridade”
 
tipo, que interessa isso? se fosse verdade mesmo o cara dizia “minha fonte disse isso”
 
é típico de mentiroso contar uma historia para fazer parecer que a mentira tem fundamento.
 
BB não recebeu patch para PS4 PRO, mas vai ser portado para PC e remaster no PS5?
 
o jogo já foi dado na Plus.
 

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  bruno
3 meses atrás

Estou com o Bruno nessa, exclusivos no PC são uma idéia péssima no meu ponto de vista, mesmo com o que o Mário nos explicou, acho que certas coisas podem acabar com o moral de uma marca.
Não é porquê vai me render algum dinheiro que devo entregar meu pulo do gato, há coisas que o dinheiro não compra.
Exclusividade tem um peso enorme, que nunca deve ser desprezado.
Note-se que fanáticos xbox estão excluídos desse raciocínio por conflito de interesses
lol
PC é minha plataforma favorita de longe, mas mesmo assim, creio que a Sony só mantém esse padrão premium nos seus jogos pra vender o Playstation e demonstrar seu incrível potencial, caso o PC seja cliente, receio que a qualidade possa cair, porém não posso mostrar evidências disso, é só uma lógica minha.
Pro Xbox não vi nenhuma vantagem, muito pelo contrário.

paulinho150
paulinho150
Responder a  bruno
3 meses atrás

Bruno pode ser que tenhas razão e estragaram o selo “só na playstation” mas também pode ser marketing para chamar novos jogadores e mostrar o que estão a “perder” por não terem uma consola da Sony. Ou então vão apenas lançar os jogos no pc passado vários anos após o lançamento e ai acho que só tem a ganhar com isso, quem sempre comprou a consola vai continuar a fazer, possivelmente alguns jogadores de pc acabam por comprar a consola por quererem jogar certos exclusivos no lançamento e outros esperam 2 ou mais anos e jogam no pc e todos ganham com isso jogadores e a companhia de várias maneiras. Agora se eles decidirem lançar os exclusivos ao mesmo tempo na consola e pc ai sim esse selo fica estragado porque até lá não vejo a Sony perder com isso

Livio
Livio
Responder a  Nuno Sousa
3 meses atrás

Depois do teu comentário vi uma possibilidade que a Sony poderia fazer, caso começasse a lançar os jogos tanto no PS5 quanto no PC ela poderia fazer o marketing de que o jogo rodando no PS5 teria uma performance melhor do que em um PC e a um custo menor.
 
Mas mesmo assim não mudo o posicionamento de ser contra jogos PS no PC, mesmo que o jogo tenha sido desenvolvido para o Nintendo Playstation

bruno
bruno
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

A menor geometria, dependendo do caso, poder ser notoria ou nao.
 
A questao e que este sistema de SSD possivelmente levara a uma aumento enorme do custo do hardware PC e podera tornar obsoletas a mais recentes placas de topo.
 
So com isto, ja perdem.
 
Depois ficam com o orgulho ferido ao ver uma consola ultrapassar o PC.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
3 meses atrás

Eu costumava ver os videos do Linus, mas agora ele deu uma vacilada feia demais.
Até eu que sou analfabeto em engenharia eletrônica percebi muito do que o Cerny disse naquele Road to PS5, era tão bem explicado, como um cara como o Linus não perceber é bizarro.
Obviamente que as coisas ficaram realmente claras com a ajuda dos artigos aqui da PC Manias, mas foram mais pra confirmar o que eu desconfiava.

Ainda acho que a Sony errou, no marketing pois esse 12×10 variável na cabeça das pessoas que não acompanham e na boca dos fanáticos não tem como dar certo. Na possibilidade de ser chefe na Sony eu teria uma atitude de no mínimo igualar os números pois não dou chances, sou da opinião de que tem que mandar artilharia pesada varrer o adversário da face da terra e não fazer prisioneiros na guerra.
Com esses números você perde a chance de tomar o mercado de vez e pior, dá chance pra tomar uma virada ou perder mercado.

Portanto, em termos de marketing, pra mim a Sony falhou. Mas em tecnologia, até onde se sabe, ela não fez uma evolução conservadora, mas sim um verdadeiro salto que é o que eu espero toda geração. E já garantir conteúdo a tirar proveito logo de início desse hardware é ainda mais interessante.
De que me adianta comprar uma nova geração e ter que me arrastar por causa da antiga??? Não faz sentido algum.

Dia 11 espero que eles consigam realizar o evento e mostrem algo interessante. O PS5 está realmente a me empolgar, as possibilidades do equipamento e a criatividade dos estúdios da Sony… Tem tudo pra continuar no topo da qualidade que a gente quer.

Uma vaia pro marketing e uma salva de palmas pra engenharia.

Alex
Alex
Responder a  Carlos Zidane
3 meses atrás

Calma que a Sony vai fazer uma apresentação esta semana… A Sony não precisa dizer mais do que os números dizem, ela só tem de mostrar. Aliás, eu acho que a sony já disse praticamente tudo o que tem a dizer, só falta mostrar mesmo. Eu prefiro uma empresa que que não prometa muito e que entregue um produto que supere as espectativas do que o contrário. Vejamos o que a Sony tem para mostrar..

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Alex
3 meses atrás

Não precisa dizer… É, acho que pode-se ter esse ponto de vista, mas certamente não é o meu.
O que a Sony tem feito é justamente entregar nesses últimos anos, e é por isso que estou animado.

A MS tem falado até de mais, porém, além do ótimo Series X (e o One X) de resto tem sido um desastre atrás do outro.. infelizmente.
Dois motivos me desanimam na política deles: 1, cadê o software?
2, o mundo caminha de um sistema de – Produtos – para um caminho de – serviços – e isso pra mim é o equivalente a comparação entre casa própria vs pagar aluguel.
Não sei vocês mas, eu não gostaria de pagar aluguel, minha casa é muito preciosa ainda mais em tempos nebulosos
O mesmo serve pro meu hardware

Ewerton
Ewerton
Responder a  Carlos Zidane
3 meses atrás

Tem que se levar em conta os custos de produção @Zidane,para quantificar nas vendas,não adianta ser superior em tudo,mas com um custo elevado.A Sony perderia mais do que a Mic.Porque a SX não é de se jogar fora.👍

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Ewerton
3 meses atrás

Tens razão Ewerton. Muito curioso pra ver o que irá suceder.

Rui Teixeira
Rui Teixeira
Responder a  Carlos Zidane
3 meses atrás

O marketing dos 12tf só funciona para fanboys, e os 5,5GB/s do ssd da PS5 também, a maioria do público alvo não sabe o que isso é. Se tf vendessem consolas a OneX estaria a rebentar com todos os recordes de vendas. Para a maioria, o que conta são os jogos e o preço. Da Sony já temos uma ideia do que esperar, da MS ainda se está por ver, as suas declarações não são muito animadoras, jogos limitados pela actual geração, e que compraram estúdios para produzir jogos AA, mas veremos em Julho o que têm para mostrar.

Carlos Zidane
Carlos Zidane
Responder a  Rui Teixeira
3 meses atrás

Parece simples, mas eu nunca fui de subestimar nada, especialmente uma época em que pessoas estão o dia todo trancadas lendo mentiras
E será mesmo que o PS4 teria tal vantagem se o One tivesse 2 Tflop?
E ao mesmo preço imaginemos.
Há de concordar que o início do One foi o que mais lhe penalizou, lembre do PS3, Sony não é onipotente.

Nada contra a MS liderar… se ela não tivesse interessada em nos fazer ser assinantes pra coisas AAAA como Crackdown, maximizar seus lucros e minimizar nossa experiência de topo e levar os outros fabricantes pro mesmo caminho (quando pessoas veem cifras subirem os valores voam pela janela)

Rui Teixeira
Rui Teixeira
Responder a  Carlos Zidane
3 meses atrás

Mais 2Tf ao mesmo mesmo preço, repara que falaste em preço, mas será que mais 2Tf a mais 100€ faria diferença? Faria se mostrassem jogos superiores. Não te adiante usar como marketing que tens uma consola com 100Tf se depois não mostras isso em jogos.
Repara que a PS3 no início vendia muito menos, o que a fez recuperar foi um misto de baixar o preço e jogos fantásticos, o simplesmente ser mais potente não foi um factor (apenas o é se for mostrado em jogos).
A MS poderia ter feito mesmo com a One, mas limitou-se a lançar uma consola mais potente, mas não a acompanhou com jogos.
A MS neste momento está mais interessada em vender serviços, ela mesmo o diz, não tenho dúvidas que vão oferecer o game pass na compra da SX, se isso se vai traduzir em sucesso ou não, logo veremos, faltando saber se o pessoal vai comprar uma nova consola para jogar jogos que pode jogar na que tem.
De todos modos, ainda há muitas variáveis que não sabemos.

Andrio
Andrio
3 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Eu meio que já cansei de conversar com (Amigos)Pcista.
Os caras acham que só jogar os compontes mais potentes lá e pronto, magica!
 

Rui Teixeira
Rui Teixeira
Responder a  Andrio
3 meses atrás

Aqui há uns tempos vi uns pc master race a gozar com as consolas porque estavam a jogar um jogo a 4k 60fps e as consolas não conseguiam nem 1080p 60fps, mas depois vias o jogo (que não me lembro agora qual era) e os gráficos estavam mais que ultrapassados.
Para alguns ter mais resolução e fps é sinónimo de melhores gráficos, nem que o jogo tenha aspecto de um jogo da ps2.

Andrio
Andrio
3 meses atrás

“Aquele SSD super rápido da PS5 é bom para os estúdios internos, mas não fará qualquer sentido economicamente ajustar fortemente os teus jogos para se adaptarem a uma plataforma em particular.”
 
“Nos PCs e na Xbox, terás de trabalhar com o que está disponível. Por isso, são duas plataformas contra uma. O cenário do primeiro comentário é altamente improvável.”
 
https://www.eurogamer.pt/articles/2020-06-09-director-de-ori-acredita-que-o-disco-ssd-da-ps5-nao-tera-grande-impacto-nos-third-party
 
Interessado em saber como a sony vai lidar com isso….

Daniel Torres
Daniel Torres
Responder a  Andrio
3 meses atrás

Andrio levando em conta o que o Mark Cerny falou na apresentação do Ps5, todo o aproveitamento do SSD vai ser feito de forma automática sem a interferência do programador, tanto que em determinado momento ele usa as palavras “Mas vocês não terão que se preocupar com isso” o que mostra que todo o processo será automatizado.

Deto
Deto
Responder a  Andrio
3 meses atrás

fico me perguntando se fosse um desenvolvedor da Guerrilla Games falando que “third party não vai usar 12TF”

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
3 meses atrás

Uma situação muito constrangedora para o Linus.
 
Uma coisa é um fanático qualquer brincar de comparar 24gb/s vs 9gb/s, sem entender absolutamente nada do que está falando.
 
Outra é um canal famoso, um cara da área de computação, esclarecido, não entender que 9gb/s em um console envolve todo o processo de um dado sair do storage e estar prontamente disponível na VRAM para a GPU consumir. E o pior, comparar essa informação com um benchmark de crystaldiskmark. Isso é vergonhoso e passa uma tremenda desinformação para os leitores que realmente querem entender tecnologia.

Deto
Deto
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

queria adicionar que SIM, a MS fez marketing do SSD mas LÁÁÁÁÁ no inicio, com inclusive a mulher do “true 4k sem comprometimentos” do xoneX falando “SSD é o mais importante”
 
Mas isso foi no primeiro vídeo do xbox SX, acho que durou 1 ou 2 dias depois do anuncio do SX.
 
Assim que a MS descobriu ou avisaram, ou watever, que a Sony tinha um SSD muitooo melhor a MS sumiu com o SSD do seu marketing.
 
o resto tá certo a tua cronologia HEHEHHEHEH
 
Isso mostra que a MS não tinha ideia de como era bom o SSD/IO do PS5 era superior ao do sx, e inicialmente hypou o SSD também.
 

andrio
andrio
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

Que comentário 👏👏

nETTo
nETTo
3 meses atrás

Mas o criador de Minecraft vem dizer que não vê as Thirds otimizando jogos pra estes sistemas do PS5.

Estranho visto que Mark Cerny relata que o sistema do Console é todo automatizado e não necessitando e quaisquer otimizacoes pra se obter ali a performance desejada.

O que diz disso Mário?

bruno
bruno
Responder a  nETTo
3 meses atrás

O SSD pode ser usado para muita coisa.
 
A coisa mais basica e automatica sao os loadings e carregamento de assets nos jogos. Isto e algo que todo o jogo faz, do disco para a ram e da ram para o GPU, e logo a melhoria e automatica. Pode ate trazer melhoria de performance ajudando a incrementar os frames por segundo.
 
A outra melhoria tem a haver com desenho dos niveis e o nivel de detalhe grafico. Os jogos ate agora eram desenhados considerando a velocidade lenta de carregamento, e por isso tinhas elevadores, tinhas corredores, e tinhas uma geometria mais limitada, porque o jogo tinha que correr nesses limites e por isso nao podia carregar formas mais complexas porque estas tem um tamanho e estao limitadas pelas velocidades.
 
Com este sistema, os jogos podem ter mais detalhe, como aquele apresentado na demo, com geometria mais complexa e os nanopoligonos pura e simplesmente porque e possivel carrega-los mais rapidamente. Quem diz isto, diz mundos mais abertos e cheios de detalhes com capacidade, por exemplo de voar de um ponto a outro sem necessidade de loading – como vez em Star Citizen e foi demonstrado, em parte, na demo.
 
Isto, ja sera mais dificil para thirds. Porque estarao limitadas pelas plataformas de menor performance – possivelmente os PCs, e por isso , nao compensa fazer formas complexas para melhores jogos. Esta e a logica que penso esta a ser usada nessas declaracoes.
 
Ora o que foi apontado pelo Mario , e que o Unreal tem um sistema (supostamente) que permite lidar com isto, isto e, que permite cortar no detalhe adaptando a diferentes sistemas.
 
Para alem do mais, muitos estudios criam modelos detalhados e depois cortam para os limites da plataforma, pratica que acho que e norma na industria. Foi assim com a IO interactive na altura de Hitman absolution em que revelaram modelos super detalhados e disseram que estavam a ser limitados pela PS3/360.Portanto falta ver ate que ponto isso sera verdade em todos os casos. Mas ja varios criadores declararam cortar para a plataforma alvo, logo o que da menos trabalho e ate por as coisas a correr na PS5, por essa logica.
 
 
 
 

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  bruno
3 meses atrás

Realmente, creio que a ps5 tem uma vantagem até nos thirds… A arquitetura criada é visivelmente focada em desempenho máximo, ou seja, fazer dos 10 teraflops algo frequente se assim quiser o desenvolvedor. E o Xbox já é uma proposta de poder bruto, onde 12 teraflops não vão acontecer nunca. Se chegar aos 11 já é um esforço grande. Se a ps5 consegue velocidade superior e latência mto menor, então teremos dificuldades para o SX em acompanhar inclusive nos thirds. Com o que sabemos dos dois até o momento, ps5 conseguiria mais folga na cpu e gpu para empurrar mais fps e igualar na resolução.

Andrio
Andrio
Responder a  bruno
3 meses atrás

Achei esse video do Star Citizin da DF
Tem um bom ganho em FPS
 
https://www.youtube.com/watch?v=OngP6uEfQoE&feature=youtu.be
 
 

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Andrio
3 meses atrás

Na verdade o SSD não aumenta FPS. O que pode acontecer é que ele te ajudará a manter o FPS.
 
O SSD é requisito mínimo em Star Citizen porque o game foi projetado para que os assets sejam carregados na RAM em uma determinada velocidade que o HD não pode acompanhar.
Então quando você usa HD nesse game, ocorre bastante stuttering, já que os dados não foram entregues em tempo real. Com o SSD, o stuttering já não ocorre, porque quando a GPU precisar das texturas para renderizar, elas já estarão na RAM.
 
Qual seria a alternativa para não ter stuttering? Reduzir o tamanho dos assets, o que implica em reduzir a qualidade das texturas.
Até algum tempo atrás, muitos estavam céticos se os games passariam a ser projetados para trocas tão rápidas de assets na RAM. Até que veio a tech-demo da Unreal Engine 5 e mostrou que isso será uma realidade.
 
E não se surpreenda se na próxima quinta-feira você ver um gameplay de Horizon Zero Dawn 2 com a Alloy voando sobre o mapa naquela águia tempestade, com um cenário deslumbrante sendo visto, sem aqueles LODs horríveis à distância.

bruno
bruno
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

Nao so. Elimina tb possiveis iddles que o GPU tenha ao aguardar por dados e acelera o output do mesmo, porque tem que aguadar menos.
 
Depois, permite que o mesmo seja utilizado ao maximo, como o Cerny demonstrou.

Livio
Livio
Responder a  Carlos Eduardo
3 meses atrás

spoiler de evento, essa é novidade!

Livio
Livio
Responder a  Carlos Eduardo
3 meses atrás

SSD consegue mais fps ou não??
 
Mais um que diz que brincou mas agora diz que no caso do PS5 dá:
https://youtu.be/6_Ra4-OrhXU?t=519
 
E olhe que ele faz(ia) parte da Xbox Br como analista de hardware, não sei como ele está atualmente.
 

Livio
Livio
Responder a  Mário Armão Ferreira
3 meses atrás

Quando li no ínicio do seu comentário que o exemplo era o PS2, logo lembrei dessa declaração do Kazounori(criador do Gran Turismo) de que o PS3 não fazia coisas que o PS2 fazia, embora o PS3 fosse mais potente

Sparrow81
Sparrow81
3 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Mario, tem coisas que não adianta falar até a exaustão. Existem pessoas que não querem entender e até o Linus fez isso. Não adianta repetir o que o Cerny disse, as pessoas acham que é marketing apenas. Ignoram cache scrubbers (vc falou disso, 99% da comunidade nem deu atenção a essa peça importantíssima para o sistema). Ignoram um integração toda, acesso direto a memória, ausência de cache. Inclusive Goti Cozzy do Detonando Gueek (canal de tecnologia) disse em sua última Live que teoricamente o Xbox series x é capaz de compensar a velocidade do Ps5 fazendo cache no SSD do SX e tendo um memória “melhor”. Mas que raios de diferença faz vc manter algo no SSD se vc não tem mesma velocidade de transmissão e as coisas não chegam prontas no ram? E os gargalos? Etc… Enfim, o que parece é que muitos tem uma certa resistência em concordar que as coisas são como são, não como elas querem…

Deto
Deto
3 meses atrás

EM 2005 eu usava Linux e Windows XP, NTFS no mesmo PC em dual Boot
 
na hora de jogar Unreal Tournament 2004 no MP o Linux carregava o mapa MAIS RÁPIDO que o meu amigo com windows e RAID 0 de HDs.
 
voltei pra o windows, e lá vamos nós… duas horas para carregar mapa do jogo na partida on line.
 
 sistema de arquivos do windows é um lixo, sempre foi.

Fernando Medeiros
Fernando Medeiros
3 meses atrás

Sim, sobre o I/O os números são muitos bons, mas como isso vai se traduzir na vantagem sobre o Xbox nessa área, é algo que ninguém sabe ainda, mas mais do que isso, eu vejo que algumas coisas são declaradas com certa hipérbole quando fazem essa comparação. Primeiro que ainda temos pessoas que falam como se o Xbox estivesse sendo enviado com um sistema que não tem um SSD decente, ou que eles também não tivessem um hardware dedicado para descompressão e uma série de otimizações na arquitetura. Segundo, que temos pessoas que ainda acham que isso vai se traduzir nos gráficos melhores no PS5 ou em jogos que são impossíveis no Xbox SX.
Prestem atenção no seguinte ponto, o Tim está comparando PS5 com PC, não com Xbox, e ele explica exatamente o que o SSD vai fazer, levar dados diretamente para a memória de vídeo, a partir daí acabou sua tarefa, a GPU precisa processar o que foi entregue, e o SSD trabalha na próxima na próxima carga de dados. Isso significa que, por melhor que seja o SSD, o quanto isso será um gamechange se a GPU não entregar nada que já não esteja sendo visto por aí, ou em números nada impressionantes?
1440p 30fps na próxima geração para mim são inaceitáveis. Quer usar reconstrução para atingir resolução maior, usa uma resolução nativa maior pelo menos, ou com algum tipo de machine learning para reconstruir a imagem no nível do DLSS 2.0. A forma como a demo da Epic correu, com resolução dinâmica com o máximo limitado em 1440p é o que o PS4 Pro faz hoje em dia. Eu sei que tem um monte de gente que achou perfeito assistindo em 1080p, e outros que dizem que não viram nada faltando, mas em 4K tem artefatos claríssimos na imagem, efeito fantasma ao redor da personagen, principalmente dos cabelos, objetos distantes como as pedras rolando e os pássaros bastante granulados, ausência de Ray Tracing total, e o verdadeiro momento next gen, aquele que seria o fator “wow” faltou. Queria ter visto algo que impacta o gameplay de verdade, a possibilidade de ir livremente em qualquer local do mapa vasto, causar destruição super detalhada em tempo real, interagir com um cenário sendo modificado em tempo real, ou até ter liberdade para modificar o cenário de forma dinâmica conforme necessidade para superar obstáculos. Tudo que seria parecido com isso, foi mostrado em um cena não controlada dentro do motor, não verdadeiramente impressionante.
Se todo mundo está bem com a nova geração sendo gráficos mais bonitos mas rodando com as mesmas especificações da geração atual, até quando já temos TVs 8K no mercado, todo mundo deveria ter concordado lá em 2013 que era melhor o Xbox One e o PS4 terem mantido 720p como a resolução nativa para dar um salto gigantesco na qualidade gráfica sem se preocupar com resolução. Naquela época estávamos falando de um deficit de 2 milhões de pixels sobre a resolução nativa da tela, hoje em dia está sendo proposto que é aceitável um deficit de 4,6 milhões de pixels no mínimo em relação ao que qualquer pessoa terá em casa por um preço bastante acessível.
Eu vejo essa geração como as seguintes melhorias:
 

  • o tamanho da mapa e a qualidade dos ativos, que vem com o SSD;
  • a física muito mais avançada, quantidade de interações muito maiores, frame rate mais estáveis, maior quantidade de jogos 60fps, muitos mais NPCs na tela, iluminação ultra realista com Ray Tracing, qualidade de imagem perfeita, e essas coisas vem de GPU e CPU;

 
Até agora eu vejo só o ponto relativo ao SSD ganhando muita atenção, em detrimento do conjunto todo. Muito disso é claro, se dá pela força da Sony em fazer marketing somente sobre aquele ponto em que eles estão na frente.

By-mission
By-mission
Responder a  Fernando Medeiros
3 meses atrás

A Sony fez a apresentação “Road to PS5”
Todo resto que vc está aí reclamando foram os próprios desenvolvedores a elogiar a PS5…
Procure lá na demo UE5 onde está escrito Sony. Vamos lá, só uma única vez!

Deto
Deto
Responder a  By-mission
3 meses atrás

fernando tem que aprender a ser sucinto.
 
o problema que isso parece ser de propósito.
 

Sparrow81
Sparrow81
Responder a  Fernando Medeiros
3 meses atrás

Você está se apegando a demo em 1440p produzida em 6 meses por uma equipe composta por vários grupos, inclusive por estudantes ainda. Dê uma olhada na tech demo da unreal 4 e veja se os jogos na geração não são mto melhores que aquilo em varias vezes. O que a Unreal 5 queria mostrar, ela mostrou. Impressionou muita gente experiente, inclusive da área do cinema. Eles iriam focar em fps e resolução maior pra que?? Não teria o mesmo impacto do que foi mostrado. Simples assim.
Quanto a parte da sua citação do ssd, não é só isso. Existe toda a arquitetura em volta eliminando possíveis gargalos e deixando cpu e gpu focarem no que realmente importa, desempenho e detalhamento. Isso vai melhorar muito grafismo, riqueza e performance nos games.
Em tempo, o armarzenamento está afrente de CPU e GPU para muitos desenvolvedores. O que vários devs falam é que teraflops não adianta para nada na teoria. Teraflops está para hardware de informática como megapixel está para câmeras fotográficas. É um absurdo e uma ignorância total as pessoas se apegarem a isso. E falo como fotógrafo entusiasta e pelo que o pessoal que sabe do que fala de engenharia de hardware fala.

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
Responder a  Fernando Medeiros
3 meses atrás

A tech-demo da Unreal Engine 5 foi feita majoritariamente para desenvolvedores. Existem milhares de estúdios de baixo orçamento que vão precisar trabalhar com alguma engine de terceiros, e a EPIC quer licenciar sua Unreal Engine 5 para este público.
 
Na prática, quero dizer que não foi usado Ray Tracing porque a UE5 quer vender sua solução de iluminação global Lumen. Não foi usado 4k porque a Unreal Engine quer vender a sua solução de micro-polígonos Nanite, renderizando 16 bilhões de triângulos apenas das estátuas.
 
Se a tech-demo fosse para o usuário final, para convencê-lo de comprar um Playstation 5, não precisariam de texturas em 8k, e se preocupariam mais com a modelagem do personagem, com a fluidez de gameplay, do que com todo o exibicionismo sobre os cenários.
 
Aguarde até quinta-feira, onde verás gameplays de jogos para o usuário final, isto é, o jogador.

bruno
bruno
Responder a  Carlos Eduardo
3 meses atrás

Na minha opiniao revelaram uma excelente ferramenta para as empresas, bastante adpatavel e apta para todos os sistemas. Sobre o Lumens ainda e cedo para se dizer mas o que ha demonstrou bastante potencial e sera a solucao mais aplicada dado que tem excelentes resultados, nao muito cozinhados e sobretudo automaticos.

bruno
bruno
Responder a  Fernando Medeiros
3 meses atrás

Acima de tudo, convem nao esquecer que sobre nenhum sistema se sabe tudo.
 
Mas sobre o SSD a coisa e quase certa que a Xbox nao tem o mesmo nivel de performance que a PS5 e nada ha na consola que lhe permita compensar isso.
 
Nao se trata apenas de compressao, descompressao, mas de velocidade pura de transferencia de dados.
 
Sobre como isto pode influenciar a performance e bastante simples. O GPU so conseque ser produtivo se em tempo util lhe deres tarefas e informacao para ele fazer o seu papel.
 
E sobre como isso se traduz em graficos, tens a informacao na demo do Unreal e mesmo nos videos daquele DEV do Frostbite da EA sobre o assunto.
 
Maior transferencia de dados = assets mais detalhados (mais poligonos e mais detalhes). Para um jogo linear pode ser que nao faca muita diferenca… para um jogo open world, ja pode fazer imensa.
 
A grande questao e que esta diferenca enorme pode resultar que a PS5 consegue apresenta assets mais detalhados que a Xbox tao simplesmente porque a memoria assim o permite. A grande questao em cima da mesa e – sera que o SSD da Xbox permite o nivel suficiente. Porque o que foi visto na demo do Unreal e um exagero – sendo que se chega a um ponto onde o detalhe e demais e pode-se cortar sem perda visual. E com o Project Mara, da Ninja Theory ja tivemos um vislumbre do que esperar na series X. Veremos, mas sim, aqui tens uma diferenca que pende a favor da PS5, e devida ao SSD e tem a haver com o aspeto do jogo. Pior, isto permite poupar RAM que depois usas para calculo de efeitos como RT ou fisica.
 
O GPU da XsX possui mais unidades de computacao, mas o problema esta no sistema conseguir manter isso tudo ocupado ou nao. Logo, para te responder sucintamente, os 18% de diferenca teorica podem nunca ser visiveis, e ate podem ser revertidos a favor da PS5 devido a melhor geometria e a incapacidade do SSD na XsX conseguir fazer o mesmo sendo que o seu GPU e desaproveitado.
 
A vantagem no lado da XsX esta precisamente no GPGPU ao possuir mais unidades de computacao (e ainda assim veremos porque sao encessarias unidades adicionais capazes de gerir eficazmente isso, a PS4 foi bem balanceada nesse aspeto), e possivelmente no RT se este for feito pelas compute units.
 
Mais ainda…
 
A PS5 e um sistema que alivia o trabalho dos DEVs ao passo que a XsX dara mais trabalho, dado que a gestao e automatica e o sistema elimina a necessidade de operacoes adicionais. Gestao de memoria e uma das maiores dores de cabeca que enfrentam e os DEVs sao unanimes, e onde perdem maior tempo.
 
Por isso, e tendo em conta o panorama atual, e muito possivel que a PS5 se torne a base de desenvolvimento e para tudo o resto o jogo seja adaptado – talvez cortando detalhe.
 
Ao contrario do que o DEV do Ori afirma.

Livio
Livio
Responder a  Fernando Medeiros
3 meses atrás

Quando se tem teto de vidro….
 
 
 

A forma como a demo da Epic correu, com resolução dinâmica com o máximo limitado em 1440p é o que o PS4 Pro faz hoje em dia.

E teaser do HellBlade 2 hein?
 
 
 
 

Eu sei que tem um monte de gente que achou perfeito assistindo em 1080p, e outros que dizem que não viram nada faltando, mas em 4K tem artefatos claríssimos na imagem, efeito fantasma ao redor da personagen, principalmente dos cabelos, objetos distantes como as pedras rolando e os pássaros bastante granulados, ausência de Ray Tracing total, e o verdadeiro momento next gen, aquele que seria o fator “wow” faltou.

Senti ausência de um comentário semelhante após o Insider Xbox, se quase 1 mês após a tech demo do UE5 ainda estás a reclamar porque o insider com jogos que aproveitam todo o poder do XsX está no esquecimento?
Wow verdadeiro foi Minecraft RT em 1080p. Minecraft uma potência em jogo e sempre utilizado pela MS nas apresentações de novas tecnologias, quem lembra Hololens….

OBS: Conto com sua participação a partir do dia 19/06/2020 com análises através do YouTube Gaming
 
 
 
 

Queria ter visto algo que impacta o gameplay de verdade, a possibilidade de ir livremente em qualquer local do mapa vasto, causar destruição super detalhada em tempo real, interagir com um cenário sendo modificado em tempo real, ou até ter liberdade para modificar o cenário de forma dinâmica conforme necessidade para superar obstáculos.

Infelizmente Crackdown com poder das nuvens só tem no Xbox :p
 
 
 
 

…foi mostrado em um cena não controlada dentro do motor, não verdadeiramente impressionante.

E teaser do HellBlade 2 hein?²
 

Se todo mundo está bem com a nova geração sendo gráficos mais bonitos mas rodando com as mesmas especificações da geração atual, até quando já temos TVs 8K no mercado…

Não faz 1 semana que estavas a lixar para o 8K e já começa a dizer das tvs no mercado?
 

Ewertom
Ewertom
3 meses atrás
Avalie o nosso artigo :
     

Como será o mercado PC depois disto?Como tenho falado com o Edson que o SSD do PS5 elevou a tecnologia a novos patamares que o Pc não consegue acompanhar no mesmo ritimo devido a sua arquitetura global,como se portar o jogador PC com uma máquina 5 vezes mais cara que um console e ter algo inferior?Posso estar errado,mas o que estou vendo é o SSD da forma como foi colocado pela SONY algo dificil de implementar no PC para aliviar as perfomances dos mesmos para entregar a qualidade de um hardware console,mesmo após anos pós lançamento.
A Sony fez um console dificil de não querer.Ou ficar sem.
 
 
E ficou muito bonita a nova roupagem da página.Parabéns,bem agradável……..Puxa saco heim Ewertim.
 

error: Conteúdo protegido