Os estúdios First Party da Microsoft e da Sony – o que valem?

Sony e Microsoft possuem uma boa quantidade de estúdios que lhes desenvolvem jogos exclusivos para as suas consolas. Mas o que valem estes estúdios? Nada como consultar o seu histórico para ver o que já libertaram… e as notas que obtiveram!

Nota: Estúdios com 0 títulos, ou estúdios que sempre desenvolveram em colaboração com outros não são considerados. A fonte usada é o Metacritic.

Estudios First Party Microsoft

343 Industries

Entre Xbox e PC, este estúdio libertou 18 produtos analisados.
IPs produzidos – 1 (Halo)
A nota mínima obtida na média das análises foi de 53 pontos.
A nota máxima obtida na média das análises foi de 87 pontos.
A nota média em todos os lançamentos avaliados foi de 77 pontos.

Compulsion Games



Entre Xbox, Playstation e PC, este estúdio libertou 8 produtos analisados.
IPs produzidos – 2 (We Happy Few, Contrast)
A nota mínima obtida na média das análises foi de 59 pontos.
A nota máxima obtida na média das análises foi de 67 pontos.
A nota média em todos os lançamentos avaliados foi de 63 pontos.

Double Fine

Entre Xbox, Playstation, Nintendo, iOS e PC, este estúdio libertou 24 produtos analisados.
IPs produzidos – 22 (Massive Chalice, Day of the tentacle remastered, Psyconaughts, Headlander, Full Throttle Remastered, Broken Age, Gang Beasts, Gnog, Grim Fandango Remastered, Rad, Knight and Bikes, Costume Quest, Spacebase DF-9, Hack’n’slash, The cave, Kinect Party, Midle Manager of Justice, Iron Brigade, Stacking, Iron Brigade, Sessame Street, Brutal Legends)
A nota mínima obtida na média das análises foi de 49 pontos.
A nota máxima obtida na média das análises foi de 90 pontos.
A nota média em todos os lançamentos avaliados foi de 76 pontos.

inXile Entertainment

Entre Xbox, Playstation, Nintendo, iOS e PC, este estúdio libertou 33 produtos analisados.
IPs produzidos – 22 (Wasteland, The Bard’s Tale, The Mage’s Tale, Torment, Choplifter, Hunted: The Demon’s Forge, Line Rider)
A nota mínima obtida na média das análises foi de 57 pontos.
A nota máxima obtida na média das análises foi de 87 pontos.
A nota média em todos os lançamentos avaliados foi de 72 pontos.

Mojang



Entre Xbox, Playstation, Nintendo, iOS e PC, este estúdio libertou 14 produtos analisados.
IPs produzidos – 3 (Minecraft, Cobalt, Scrolls)
A nota mínima obtida na média das análises foi de 53 pontos.
A nota máxima obtida na média das análises foi de 93 pontos.
A nota média em todos os lançamentos avaliados foi de 78 pontos.

Ninja Theory

Entre Xbox, Playstation e PC, este estúdio libertou 24 produtos analisados.
IPs produzidos – 5 (Bleeding Edge, Helblade,Devil May Cry, Enslaved, Heavenly Sword)
A nota mínima obtida na média das análises foi de 57 pontos.
A nota máxima obtida na média das análises foi de 88 pontos.
A nota média em todos os lançamentos avaliados foi de 77 pontos.

Obsidian Entertainment

Entre Xbox, Playstation, Nintendo e PC, este estúdio libertou 47 produtos analisados.
IPs produzidos – 10 (Fallout, Neverwinter Nights, Alpha Protocol, Star Wars: Knights of the old republic, Dungeon Siege, South Park: The stick of truth, Pillars of Eternity, Tyranny, Pathfinder adventures, The Outter Worlds)
A nota mínima obtida na média das análises foi de 57 pontos.
A nota máxima obtida na média das análises foi de 89 pontos.
A nota média em todos os lançamentos avaliados foi de 76 pontos.



Playground Games

Entre Xbox e PC, este estúdio libertou 13 produtos analisados.
IPs produzidos – 1 (Forza Horizon)
A nota mínima obtida na média das análises foi de 61 pontos.
A nota máxima obtida na média das análises foi de 92 pontos.
A nota média em todos os lançamentos avaliados foi de 83 pontos.

Rare

Entre Xbox, Nintendo e PC, este estúdio libertou 33 produtos analisados.
IPs produzidos – 17 (Sea of Thieves, Rare replay, Kinect Sports, Banjo, Viva Pinata, Donkey Kong country, Donkey Kong Racing, Jetpack Refuelled, Perfect Dark, Kameo: elements of Power, Sabre Wolf, Grabbed by the Goulies, Star Fox Adventures, Conker’s bad fur day, Jet force gemini, Blast Corps, Golden Eye 007)
A nota mínima obtida na média das análises foi de 63 pontos.
A nota máxima obtida na média das análises foi de 97 pontos.
A nota média em todos os lançamentos avaliados foi de 79 pontos.

The Coalition



Entre Xbox, iOS e PC, este estúdio libertou 8 produtos analisados.
IPs produzidos – 1 (Gears)
A nota mínima obtida na média das análises foi de 64 pontos.
A nota máxima obtida na média das análises foi de 86 pontos.
A nota média em todos os lançamentos avaliados foi de 80 pontos.

Turn 10 Studios

Entre Xbox e PC, este estúdio libertou 8 produtos analisados.
IPs produzidos – 1 (Forza Motorsport)
A nota mínima obtida na média das análises foi de 79 pontos.
A nota máxima obtida na média das análises foi de 92 pontos.
A nota média em todos os lançamentos avaliados foi de 87 pontos.

Undead Labs

Entre Xbox e PC, este estúdio libertou 8 produtos analisados.
IPs produzidos – 1 (State of Decay)
A nota mínima obtida na média das análises foi de 66 pontos.
A nota máxima obtida na média das análises foi de 79 pontos.
A nota média em todos os lançamentos avaliados foi de 73 pontos.



Conclusão

De notar que a maior parte dos títulos analisados foram criados antes da adesão aos estúdios Xbox, o que altera muito a realidade das notas.

Notas mínimas médias obtidas: 59.83 pontos.
Notas máximas médias obtidas: de 87,25 pontos.
Média das notas médias obtidas: 76,75 pontos.

Estúdios First Party Sony

Bend Studio

Para a Playstation, este estúdio libertou 9 produtos analisados.
IPs produzidos – 4 (Syphon Filter, Resistance: Retribution, Uncharted (Vita), Days Gone)
A nota mínima obtida na média das análises foi de 65 pontos.
A nota máxima obtida na média das análises foi de 87 pontos.
A nota média em todos os lançamentos avaliados foi de 75 pontos.



Guerrilla Games

Para a Playstation, Xbox e PC, este estúdio libertou 5 produtos analisados.
IPs produzidos – 3 (Shellshock, Killzone, Horizon)
A nota mínima obtida na média das análises foi de 50 pontos.
A nota máxima obtida na média das análises foi de 91 pontos.
A nota média em todos os lançamentos avaliados foi de 72 pontos.

Insomniac Games

Para a Playstation, Xbox e PC, este estúdio libertou 31 produtos analisados.
IPs produzidos – 9 (Ratchet and Clank, Spyro, Resistance, Fuse, Sunset Overdrive, Edge of nowhere, Song of the deep, Spider-Man, Stormland)
A nota mínima obtida na média das análises foi de 62 pontos.
A nota máxima obtida na média das análises foi de 91 pontos.
A nota média em todos os lançamentos avaliados foi de 78 pontos.

Japan Studio



Para a Playstation, este estúdio libertou 34 produtos analisados.
IPs produzidos – 16 (Locoroco, ICO, Ape Escape, Siren, Shadow of the Colossus, Plyotama, Echocrome, The last Guy, Patapoon, Kung Fu Ryder, Gravity Rush, Soul Sacrifice, Rain. The Playroom, Knack, Freedom Wars)
A nota mínima obtida na média das análises foi de 36 pontos.
A nota máxima obtida na média das análises foi de 91 pontos.
A nota média em todos os lançamentos avaliados foi de 76 pontos.

London Studio

Para a Playstation, este estúdio libertou 24 produtos analisados.
IPs produzidos – 6 (World Tour Soccer, Eyetoy, Singstar, Eyepet, Wonderbook, Blood & Truth)
A nota mínima obtida na média das análises foi de 52 pontos.
A nota máxima obtida na média das análises foi de 82 pontos.
A nota média em todos os lançamentos avaliados foi de 68 pontos.

Media Molecule

Para a Playstation, este estúdio libertou 11 produtos analisados.
IPs produzidos – 6 (Little Big Planet, Sackboy’s pre historic moves, Tearaway, Dreams)
A nota mínima obtida na média das análises foi de 66 pontos.
A nota máxima obtida na média das análises foi de 95 pontos.
A nota média em todos os lançamentos avaliados foi de 84 pontos.



Naughty Dog

Para a Playstation e iOS, este estúdio libertou 16 produtos analisados.
IPs produzidos – 6 (Crash Bandicoot 3, Crash Team Racing, Jak, Uncharted, The Last of us, Galaxian HD)
A nota mínima obtida na média das análises foi de 76 pontos.
A nota máxima obtida na média das análises foi de 96 pontos.
A nota média em todos os lançamentos avaliados foi de 88 pontos.

Pixelopus

Para a Playstation e iOS, este estúdio libertou 2 produtos analisados.
IPs produzidos – 2 (Entwined, Concrete Genie)
A nota mínima obtida na média das análises foi de 59 pontos.
A nota máxima obtida na média das análises foi de 75 pontos.
A nota média em todos os lançamentos avaliados foi de 67 pontos.

Polyphony Digital



Para a Playstation, este estúdio libertou 11 produtos analisados.
IPs produzidos – 2 (Gran Turismo, Tourist Trophy)
A nota mínima obtida na média das análises foi de 74 pontos.
A nota máxima obtida na média das análises foi de 96 pontos.
A nota média em todos os lançamentos avaliados foi de 84 pontos.

San Diego Studio

Para a Playstation, este estúdio libertou 30 produtos analisados.
IPs produzidos – 3 (MLB, NBA, Kill Strain, Drawn to death)
A nota mínima obtida na média das análises foi de 53 pontos.
A nota máxima obtida na média das análises foi de 90 pontos.
A nota média em todos os lançamentos avaliados foi de 77 pontos.

Santa Monica Studio

Para a Playstation, este estúdio libertou 9 produtos analisados.
IPs produzidos – 4 (Kinetica, God of War, The Order 1886, Fat Princess Adventures)
A nota mínima obtida na média das análises foi de 63 pontos.
A nota máxima obtida na média das análises foi de 94 pontos.
A nota média em todos os lançamentos avaliados foi de 81 pontos.



Sucker Punch Productions

Para a Playstation, este estúdio libertou 8 produtos analisados.
IPs produzidos – 2 (Sly cooper, Infamous)
A nota mínima obtida na média das análises foi de 73 pontos.
A nota máxima obtida na média das análises foi de 88 pontos.
A nota média em todos os lançamentos avaliados foi de 82 pontos.

Conclusão

Notas mínimas médias obtidas: 61.72 pontos.
Notas máximas médias obtidas: de 90.36 pontos.
Média das notas médias obtidas: 84.72 pontos.



60 Comentários
Antigos
Recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
bruno
bruno
29 dias atrás

Uma media de 76 vs 84, nao e muita a diferenca. Sobretudo porque a mioria dos estudios no caso da MS, eram independentes e nao tinham o mesmo nivel de suporte.

E como digo, os estudios novos da MS demonstram talento e imaginacao e penso que a unica limitacao que alguma vez tiveram foi a nivel tecnico por motivos economicos. A MS, efectivamente, dar-lhes-a espaco para crescerem e criarem grandes experiencias.

E preciso, contudo, que a MS lhes de o apoio e o aval necessarios.

Lucas Diogo
Lucas Diogo
Responder a  bruno
29 dias atrás

O que mais me surpreendeu foi a Sucker Punch, um studio que muitos ignoram e vais ver a média deles é maior que a Santa Monica. Eu sabia que eles eram um dos melhores studios da Sony, simplesmente ainda não tiveram aquela masterpiece, mas não sabia que estavam tão alto.

Claro que se formos a ver as notas que aqui estão não apresenta tudo, pois não te vão dizer que a Sucker Punch é melhor que a Santa Mónica.

Lucas Diogo
Lucas Diogo
Responder a  Mário Armão Ferreira
29 dias atrás

Eu sei, por isso é que eu disse que as notas não são tudo(nº de Ips, colaborações, etc) e disse que falta ainda uma masterpiece para eles subirem de patamar e serem reconhecidos, espero que esse jogo seja o Ghost of Tsushima.
A Guerrilla Games já teve o Horizon Zero Dawn, espero que GoT seja o Horizon da Sucker Punch.
Mas o mais incrível é a Naughty Dog que desde que foi obtida pela Sony nunca(que eu me lembre) fez um jogo mediano para baixo, foram todos bons para cima e não foi só numa IP.

bruno
bruno
Responder a  Lucas Diogo
29 dias atrás

Pois aparenta ser, sem duvida.

Acho que iremos todos ficar boquiabertos com a dimensao de GoT. So espero que o jogo mantenha todos os efeitos que foram divulgados ate agora (vestuario, folhas ao vento, etc.)

João Silva
João Silva
Responder a  bruno
29 dias atrás

Exatamente Bruno e como aprendemos aqui mesmo na PcManias 9,53% é uma diferença irrelevante.

Acredito que com apoio criativo e financeiro esses estúdios tem tudo pra mostrar jogos incríveis mas é claro a maioria foi adquirida a menos de dois anos ainda vai mais uns dois pra mostrar ao que veio no mínimo.

bruno
bruno
Responder a  João Silva
29 dias atrás

A Xbox sempre teve possibilidade ser uma excelente consola. Mesmo com os precalcos da ONE, a MS com todo o seu poderio economico poderia ter dado a volta com a ONE X (subsidiando, suportando trocas). Isto foi algo que muito fas nao quiseram aceitar.

A ONE base tem dado provas de que, com programacao dedicada os limites podiam ter sido ultrapassados. E nunca nada impediu a maquina de entregar bons jogos, tal como a PS4 o faz. E provas existem em muitas perolas do catalogo como Quantum Break, Sunset Overdrive, Halo e Gears e os ultimos Forza.

A unica coisa em que a MS nao entregou foi em jogos. Nao tiveste Fable, cancelou um grande numero de projectos em preparacao para a consola, etc.

Rui Teixeira
Rui Teixeira
Responder a  bruno
28 dias atrás

O problema é que a MS já limitou a criatividade destes novos estúdios, pelo menos alguns deles, ao afirmar que a maioria só estão a trabalhar em jogos AA e ainda por cima têm de funcionar nas consolas actuais.
Quando dizem que a MS está a dar liberdade aos novos estúdios, não é de todo verdade, estão limitados ao hardware e a um possível orçamento de jogos AA.
Mesmo assim, estou curioso para ver o que poderão fazer.

Trevisan
Trevisan
29 dias atrás

Isso só nos mostra que os 2 lados tem excelentes equipes produzindo jogos. O que se precisa claro é a MS dar o suporte as tuas equipes para melhorar o conteúdo em geral. Queria saber quais seriam as medias da Nintendo.

bruno
bruno
29 dias atrás

Sentimento de desilusao geral;

https://www.eurogamer.pt/articles/2020-05-08-os-fas-ficaram-desiludidos-com-o-inside-xbox-de-ontem

E o mais ironico, e que o evento teve muito boas revelacoes. Em qualquer outra altura teria considerado este um excelente evento da Gamescom ou PGW fosse a Sony ou a MS por tras. E atencao que alguns daqueles titulos eram exclusivos, creio.

Ou seja a MS a criou hype (como o te feito para as conferencias anteriores nos 3 ultimos anos), a usar a marketear a XsX (da qual ja se comecou a falar em Dezembro e mais recentemente) e claro, criou expectativa de graficos next-gen – culpa deles, divulgaram o selo – e depois os jogos nao foram isso.

Nao deixam de ser jogos muito, muito bons para esta gen (AC Valhalla e Bright Memory estao mesmo muito bons, o primeiro impressionou-me porque os primeiros screens nao eram por ai alem, The Medium e prometedor).

Efectivamente, isto so demonstra que o silencio teria sido melhor e nesse aspeto a Sony esteve certa, ao focar-se nos jogos PS4 a chegarem e a relegar a next-gen para quando for altura de falar dela. Se a Sony anunciar um State of Play para a proxima semana ninguem vai esperar ver graficos PS5.

Anunciar a nova consola em Dezembro, revelar o hardware em Maio, quando nao se conseguem garantir jogos e apenas permaturo. E acho que a reaccao a este evento espelha isso.

Rui
Rui
Responder a  bruno
29 dias atrás

Eu ainda nao vi, preferi uma jogatina com a malta ontem a assistir ao inside, mas irei ver, e as minhas expectativas nao vao ser defraudadas aquilo nao é uma conferência da e3 é apenas um inside.

Jogos, muitos e de qualidade sei que nao vao faltar, basta olhar para a one, existe falta de jogos de qualidade para quase todos os gostos? Talvez poucos jrpgs mas de resto.. a mim interessa me é a parte tecnológica e as novidades e o preço, jogos de qualidade nao vao faltar.

nETTo
nETTo
Responder a  Mário Armão Ferreira
29 dias atrás

ps2 forçou a barra, ps3

By-mission
By-mission
Responder a  nETTo
28 dias atrás

Forçou NADA…
O PS2 ta até melhor.
Dá uma olhadinha:

https://twitter.com/DrakeSincero1/status/1258480304630779904?s=20

Fernando Medeiros
Fernando Medeiros
Responder a  bruno
28 dias atrás

Na verdade, o grande problema aqui é a expectativa exagerada que a massa cria e claro as empresas ajudam a fomentar. Eu já disse algumas vezes, não espere por jogos graficamente impressionantes por pelo menos uns 2 anos. Outro pronto, não espere jogos absurdos visualmente de estúdios pequenos ou com orçamento AA.
Como estou repetindo exaustivamente, a geração atual é algo sem precedentes. O hardware velho de 2013 não tinha APIs para explorar todos os recursos bem difundidas na indústria, não vou citar o PS4 por que seus resultados são evidentes, mas o Xbox One básico, que tem sido prejudicado pela falta de desenvolvimento dedicado dos thirds pela diferença de design, mas em 2020 é capaz de rodar coisas com o apelo visual do Forza Horizon 4 e do Gears 5 em 1080p com memória DDR3, ou mesmo 60fps estáveis no Doom eternal. Esses são 3 exemplos de jogos que mesmo em 2020 inda são alguns dos poucos que não foram limitados por Directx 11 ou OpenGL. Além disso houveram consoles de meio de geração que são bastante poderosos para o padrão de consoles, principalmente o Xbox One X. Alguns jogos no X já tem qualidade de imagem que parecem estar na nova geração a uns 2 anos, não sei quanto de vocês tem a oportunidade de jogar o X numa TV adequada. Eu tenho o X na minha sala e tenho o One fat em meu quarto/escritório, mas os 3 jogos que eu citei mais o RDR2 no X, estão em um nível que vai ser difícil demais se impressionar com a primeira leva de jogos da nova geração, e mesmo no Fat, o FH4 e o Gears 5 são lindos também. Eu tenho que certeza que pelo lado do Playstation, também não haverão jogos tão cedo que impressionarão quem jogar o The Last of Us 2 ou o Ghosts, ou mesmo outros jogos de terceiros bem feitos.
Essa geração vai terminar muito, mas muito diferente do que terminou o PS3 e o Xbox 360 com desempenho sofrível e resolução abaixo de 720p cheio de aliasing.
E na verdade, o público ainda não percebeu que a revolução da nova geração primeiro será no frame rate, escopo de mundo e eliminação de loadings, ou seja o design do jogo, e posteriormente gráficos.
O que deveríamos estar contentes é que aparentemente estúdios menores irão conseguir resultados bons mais fácil pelo poder extra, e esses jogos serão o que irá preencher de verdade 2021, não superproduções AAA.

bruno
bruno
Responder a  Fernando Medeiros
28 dias atrás

Sim, expectativa que foi criada pela MS nas massas. Prometeram a primeira gameplay na XsX (sim, corrigiram depois que seriam jogos current-gen), e divulgaram o selo de jogo optimizado para a XsX e fartaram-se de repetir, ainda antes do evento e durante o mesmo que os jogos seriam optimizados para o novo hardware. Tamanha ansia de vender a XsX que efectivamente deram um tiro no pe, num evento que tinha de tudo para ser excelente! Porque o catalogo nao esta mau, sobretudo para um evento destes.

Pois, mas a proxima Gen vai muito, mas muito mais alem da XoneX. Mas mesmo muito mais alem. Ou pelo menos deve ir, e se nao for entao ambas as empresas fizeram asneira da grossa e devem preparar-se para falhanco da proxima gen.

Ve isto:

https://www.youtube.com/watch?v=iQZobAhgayA

https://www.youtube.com/watch?v=9fC20NWhx4s

Isto e o que deve ser entregue na proxima gen.

Sobre a geracao e a forma como terminou, o que referes nao e verdade para todos os jogos. Falando da PS3, porque estou mais familiarizado, tiveste um salto enorme de Uncharted, para Uncharted 2 e depois do Uncharted 2 para o Uncarted 3. E terminaste em chave de ouro com The Last of Us. God of War 3 para Ascension tb apresentou melhoria grafica. Beyond esta impressionante na PS3. Assassins Creed e talvez o caso mais gritante de evolucao. Compara o que tiveste em 2007 com o ultimo em 2013. A evolucao e gigantesca! E o ultimo rodava a 720p trancados. O standard na ultima gen foram 720p 30 fps e isso foi entrege. Pior, comprar GTA IV com LA Noire, e estes dois com GTA V. Outra diferenca enorme!

Esta geracao esta a portar-se de forma normal, dado que o standard grafico ja e muito bom. E como o que foi apresentado em Death Stranding prova, ainda mais se poderia fazer.

Rui Teixeira
Rui Teixeira
Responder a  bruno
28 dias atrás

Isso é o que eu espero ver na próxima geração, ou algo perto disso, mas o que tenho visto é mais do mesmo, com mais resolução e fps e um cheirinho de raytracing aqui e ali. Esperando para ver os exclusivos e que esses não desiludam.

AlexandreR
AlexandreR
29 dias atrás

A microsft tem boas pérolas que podem aproveitar. Eles são proprietários de bons IPs! Podem fazer um Enslaved, um Fable e por aí adiante.

Também estou curioso com o que a London Studio da Sony, poderá fazer. Manteve se em títulos pequenos e mais virados para o VR. Com a nova geração a porta, será que iremos ter algo deles?
Poderá crescer tanto como a Sony Bend?

bruno
bruno
Responder a  AlexandreR
29 dias atrás

Entre os varios que o London pode trazer, alguns de estudios fechados como a Guerrilha Cambridge estao Primal e The Getaway (especialmente este ultimo, ainda tive esperanca de ver uma colaboracao com a Quantic Dream antes da separacao num remake para esta gen – claro teriam que por uma das pessoas mais toxicas desta industria, o criador de LA Noire que foi o criador da Franquia).

E isto e so a ponta do iceberg – a Sony esta neste momento sentada numa montanha de IPs que bem pode trazer de volta. E acho que os ultimos esforcos da empresa, com Medievil, Shadow of The Collossus, Ratchet e Clank, apontam nesse sentido.

AlexandreR
AlexandreR
Responder a  bruno
29 dias atrás

Eu gostaria de um Twisted Metal. Mas a verdade é que a única equipa que poderia fazer algo do género era a evolution studios. Aliás, a Sony poderia ter mantido a evolution studios, com reformulação do estúdio, e criar o seu próprio “Forza Horizon” sendo o driveclub e eventualmente mais tarde o twisted Metal.
Eu não sou de jogar jogos de corridas, mas gostei muito do Driveclub! E sinceramente e algo que a Sony não tem comparativamente a MS. (Só tem o grann turismo, que é um simulador)
Portanto, a Sony, devia ter uma parceria com algum estúdio para mostrar na sua conferência que também tem jogos de carros ( por exemplo dirt5)
Mas pronto é só uma opinião e uma maneira de mostrar que também há jogos de corrida na sua consola.

nETTo
nETTo
Responder a  AlexandreR
29 dias atrás

Enslaved não é da Microsoft pelo que eu saiba

bruno
bruno
Responder a  nETTo
28 dias atrás

Por acaso, acho que e. Nao tenho certeza. O IP foi criado pela Ninja Theory e, depois de Heavenly Sword, tentaram primeiro tornar aquilo num filme e depois, quando todas as tentativas falharam procuraram financiamento para o jogo e dai veio a Namco. Agora nao sei se a Namco conseguiu os direitos do jogo.

nETTo
nETTo
Responder a  bruno
28 dias atrás

A ip é da Namco Bandai, NT foi a dev

AlexandreR
AlexandreR
29 dias atrás

Pelos vistos o Cory Balrog gostou do que viu, ontem…
No seu tweet parece que está a lamber as botas ao Phill, e ele responde lhe

AlexandreR
AlexandreR
Responder a  Mário Armão Ferreira
29 dias atrás

Em termos gráficos, foi o melhor que se viu ontem. Qualidade muito boa, e com efeitos climatéricos.

Sinceramente é um jogo diferente do que há no mercado, e é bem capaz de ter sucesso!
Mas continua a ser só uma pessoa? O primeiro, foi lançado por uma…

AlexandreR
AlexandreR
Responder a  AlexandreR
29 dias atrás

Sim, foi uma pessoa. O Cory retweetou o post da Xbox e falou disso.

O objetivo da pessoa é de certeza criar algo novo, e pelo que vi, consegui-o! Mas pronto, pelo talento e conhecimento não é uma pessoa que queria trabalhar num estúdio a mando de alguém! Alguém que o contrate e crie um estúdio a margem dele. Com 20 a 30 pessoas, e que vá crescendo….

daniel
daniel
Responder a  AlexandreR
28 dias atrás

Concordo com você, e esse produtor pode se tornar fácil uma galinha dos ovos de ouro de qualquer grande publisher, pois o mesmo é chinês. Um estúdio na China, que entenda o gosto do chinês e que tenha uma grande aceitação no ocidente (esse jogo parece estar sendo bem elogiado) pode vir a ser $$$.

AlexandreR
AlexandreR
Responder a  daniel
28 dias atrás

Mas a Microsoft deverá aproveitar! O Phil está sempre a referir que quer um estúdio da China…
Nem sei como é que o jogo não é exclusivo para o ecossistema Xbox.
Mas pronto, se a “pessoa” fosse japonês e a Sony não tivesse anunciado um novo diretor no Japan Studio, seria um casamento perfeito!

daniel
daniel
Responder a  AlexandreR
28 dias atrás

A Microsoft tem aquele “crossfire X” (crossfire com single player) que aparenta ser focado no mercado chinês também. De repente seja o “teste” definitivo para ver se vale a pena criar um estúdio de raiz na China, até porque como fator negativo/burocrático, deve ter todo um trâmite a se fazer com o governo chinês, como o tipo de jogo, etc.

AlexandreR
AlexandreR
Responder a  Mário Armão Ferreira
28 dias atrás

A sério que fizeste do Benfica? Gratuitamente? De certeza que foi alguém que te pediu no qual tens muita estima 😅

Sephirot
Sephirot
29 dias atrás

Bom o que dizer, a Sony vai manter a qualidade que sempre teve desde o PS1, e vai trazer um excelente produto, disso não existe dúvida, ela nunca se desviou desse caminho, e segue exatamente o mesmo caminho que já trilhado a décadas, já o Xbox tenta inventar a roda, o que me incomoda no Xbox e digo isso como um fã de Xbox, eu prefiro a marca, mas é a completa falta de direção, essa geração eu digo que foi a mais IMPORTANTE de todas, por que não foi uma briga de hardware ou uma briga de marca X vs Y, essa geração foi uma briga de idéias, de um lado o modelo tradicional do negócio, do outro, uma nova forma, uma nova visão de consumir jogos, jogos mais focados na satisfação rápida e simplicidade, e por mais que o Playstation não seja a minha plataforma preferida, fico feliz que tenha ganhando de lavada essa geração, por que carregou o modelo de negócio que na minha visão é o ideal, e auto-sustentavel. Outra empresa que levou um grande tapa na cara Mario, foi a dona EA, a mesma que desdenhava fortemente das experiências single-player e apostava tudo nos Games como serviço, foi completamente arrasada e humilhada com fracassos épicos como Anthem por exemplo, e a mesma se viu encantada com o incrível sucesso que Star Wars Jedi Fallen Orden, um game de narrativa simples, com um orçamento modesto, feito na Unreal Engine, não tenho dúvida que esse game vai trazer uma mudança de postura interna na EA também. Para finalizar as cartas já estão na mesa, a roda já foi inventada, quem seguir o modelo tradicional de negócio, vai ter sucesso, simples, se o Xbox, continuar seguindo esse caminho que começou a trilhar na geração passada, infelizmente vai deixar de existir, e vai virar apenas uma doce saudade no imaginario popular como o saudoso Dreamcast.

Syegrayn
Syegrayn
29 dias atrás

Mário, olha que reportagem interessante saiu hoje a respeito do debate de Teraflops:
“https://gamingbolt.com/the-tflops-debate-is-about-end-to-end-performance-says-xbox-development-chief/”

nETTo
nETTo
29 dias atrás

OFFTOPIC

“https://www.gamevicio.com/noticias/2020/05/dev-do-game-chorus-concede-entrevista-explicando-como-e-desenvolver-um-jogo-para-o-xbox-series-x/”

Polemica

Então, como você está no debate sobre o teraflop? Você considera teraflops a coisa mais importante quando se trata do poder de um console como desenvolvedor de terceiros? Ou há mais no debate de que isso?

Johannes Kuhlmann: Definitivamente, há mais no debate do que isso. Eu realmente não posso falar sobre diferenças de número, mas o que eu sei é que temos o jogo rodando e parece muito promissor. Mas o que sempre vemos em qualquer geração de console é que primeiro precisamos aprender a lidar com o hardware, como lidar com o software e como fazer o melhor uso possível.

Se você tem uma diferença nos teraflops, mas possui um sistema operacional ou firmware que não permite tirar proveito disso, não será de muita utilidade. Portanto, definitivamente há mais no debate. Definitivamente, depende de como você pode fazer uso de hardware e software.

AlexandreR
AlexandreR
Responder a  Mário Armão Ferreira
29 dias atrás

Mas através de atualizações deverá igualar se a ps5

AlexandreR
AlexandreR
Responder a  Mário Armão Ferreira
28 dias atrás

Pois, teriam que fazer exclusivos somente para a Xbox SX!
E não teriam que incluir a Lockhart, pois poderia existir problemas para adptar o jogo

daniel
daniel
Responder a  AlexandreR
28 dias atrás

Eu não vejo um grande problema em adaptar o jogo para um xbox Series low cost. Pode limitar um pouco, pode, mas tendo CPU e SSD como base, ok. O problema maior é esse marketing furado que a microsoft não aprende. Ontem tivemos aquele jogo Scorn, que se apresentou como exclusivo do Series X (não vai ter versão para o Xone e XoneX). Como raios a Microsoft garante que todos os seus first party (incluindo os AAA) rodarão na geração atual, se uma parceira de um jogo Indie antes mesmo de revelar a line up first party da microsoft já fala o contrário?

Fernando Medeiros
Fernando Medeiros
Responder a  nETTo
28 dias atrás

Trechos retirados para deturpar o que realmente foi dito. Da uma olhada na entrevista real completa na Eurogamer:

https://www.eurogamer.net/articles/2020-05-07-what-its-like-to-develop-a-game-for-xbox-series-x-according-to-the-creator-of-chorus

Esse desenvolvedor disse que o Xbox Series X é o console mais fácil para desenvolver entre todos e fez todo tipo de elogio sobre como foi fácil extrair o desempenho e colocar o game em 4K 60fps.
O que aconteceu nesse trecho é que ele foi perguntado pelo jornalista da Eurogamer de forma totalmente genérica sobre teraflops e o quanto isso influenciava, e aí ele explicou por que teraflops não são tudo, e o trecho foi retirado e colocado fora de contexto por aí para alguém colocar a narrativa do PS5 ter melhor API ou o falar de SSD, quando na verdade ele estava dizendo que além dos teraflops, o Xbox tem todo o resto.
Se você ler a entrevista completa, o que ficou claro é que ele não quis se pronunciar muito, mas aparentemente o Xbox SX é tão simples de lidar e poderoso que estúdios menores sem grandes recursos para otimização estão conseguindo ótimos resultados.

Fernando Medeiros
Fernando Medeiros
Responder a  Mário Armão Ferreira
28 dias atrás

As palavras foram claras, o Xbox Series X é o console mais fácil de desenvolver entre qualquer outro. Ele poderia ter respondido, o Xbox Series X é muito mais fácil de desenvolver do que o Xbox One, mas ele falou “than any other console”!
Aqui é você tentando colocar um contexto que não foi colocado na resposta, ele não respondeu pelo PS5 por NDA, não por falta de conhecimento, ele apenas não fez comparação, mas disse que eles também estão olhando para o PS5.
E mesmo que ele quisesse comparar só com consoles Xbox, hoje temos o One X dando até 125% de desempenho sobre o PS4 Pro em alguns jogos, ele falar que o Series X é mais fácil de desenvolver, inválida qualquer argumento sobre a Microsoft não ter APIs dedicadas ou sistema operacional ruim limitando performance do console. Na verdade, o panorama atual do mercado invalida essa argumentação por que realmente só me lembro do PS4 Pro batendo o X em frame rate, e só quando o desenvolvedor resolve empurrar 4K 60fps contra 1440p ou resolução dinâmica do PS4 Pro.

By-mission
By-mission
Responder a  Fernando Medeiros
28 dias atrás

@Fernando Medeiros
Acho que vc não entende muito de inglês, então vai em português:

Eurogamer:
Como é o desenvolvimento para o Xbox Series X em comparação com o Xbox One?

Johannes Kuhlmann:
Devo dizer que a transição do Xbox One para o Xbox Series X foi direta. Nos sentimos em casa no novo devkit. Não houve desafios particulares.
Você tem muito mais liberdade. Você não precisa se preocupar tanto com a taxa de quadros. Em vez disso, você pode aumentar a taxa de quadros. No final, é mais fácil desenvolver o Xbox Series X do que qualquer outro console.(Xbox).

Eurogamer:
Como você descreveria as diferenças em criar o jogo para o Xbox Series X e o PlayStation 5?

Johannes Kuhlmann: Eu realmente não posso entrar em detalhes em comparação com o PS5. É claro que também estamos analisando isso. Mas, por enquanto, nos concentramos no Xbox Series X.

Felipe Leite
Felipe Leite
Responder a  By-mission
28 dias atrás

@By-mission

Nãoooo, o que ele quis dizer é que o X box series X é a melhor coisa inventada desde a roda e que tudo o que todos os outros que dizem a respeito da ps5 os torna imediatamente estúpidos.
Da para fazer jogos Xbox séries X como se faziam no Atari 2600 duas semanas e pronto! (ironic mode on)

Não adianta tentar discutir com quem só enxerga o que quer enxergar.
Em todas as notícias há quem venha com esses argumentos aqui nos comentários, não entendem o que a maioria de nós frequentadores do site e o Mário estamos sempre a dizer :

a Xbox series X é mais poderosa.

A PS5 pode ter outras vantagens.

Para alguns é uma ofensa tentar enxergar os diferentes argumentos entre as diferentes tecnologias que estão a ser colocadas no mercado. E esse comportamento de alguns é que me fazem evitar os outros fóruns.
O PC Manias é uma excepção pois o Mário faz sempre questão de explicar as coisas para todos.

Massssss sempre há quem diga que o mundo todo tem que ter essa opinião!
Afinal é só assim que pode ser!
Os donos da verdade sempre estarão presentes.

nETTo
nETTo
Responder a  Felipe Leite
28 dias atrás

kkkkk

eu poderia ter escrito esse comentário

nETTo
nETTo
Responder a  Mário Armão Ferreira
28 dias atrás

Tem se tornado cada vez mais díficil debater informações com quem tem predileção por esta ou aquela empresa de games.

Nesta entrevista a qual trouxe a notícia o dev se desvia de fazer comparaçãos com o PS5, ele faz com o Xbox One, está claro pois são perguntas consecutivas. Assim como apesar de se desviar sobre o debate de teraflops, ele conclui que nem tudo é está definido ali, inclusive da exemplo de um aparelho que mesmo tendo +TF pode ter OS ou API ruim.

Lucas Diogo
Lucas Diogo
Responder a  Mário Armão Ferreira
28 dias atrás

Não me surpreende, quando ele viu que o Inside Xbox foi mau ele foi dar spoilers do The last of us II no Twitter. Ele é só um triste. É pena que fui spoilado mas pelo menos foi algo que já previa que ia acontecer, menos mal.

Deto
Deto
Responder a  Lucas Diogo
28 dias atrás

não fique seguindo essa gente lixo.

console wars não é igual a politica atual.

CW não da em nada, esses lunáticos ficam falando bobagens ai mas não mudam nada, o console não vende mais ou menos por causa disso, não sai mais ou menos jogos por causa disso, o console não melhora ou piora por causa deles.

ao contrário de politica, que se vc não combater os lunáticos, daqui a pouco eles viram presidentes e fazem churrasco com 30 pessoas para comemorarem 10 mil mortos.

Sim, o Bozo vai fazer um churrasco amanha para 30 pessoas para mostrar que é “so uma gripezinha” com o total de mortos estão ~10 mil.

Cucapalooza
Cucapalooza
28 dias atrás

Gostei do levantamento, há muito se tem debatido (principalmente aqui no Brasil) a real relevância dos jogos exclusivos e IP novas, eu acho particularmente, extremamente relevante e é sempre o que pesa na hora da minha compra. Eu acho que as aquisições de estúdios da Microsoft foram relevantes sim, e tem um bom caminho a trilhar, mas questiono o seguinte: qual será a sua política para com estes estúdios? A divisão console/windows funciona bem, mas a medida que os hardwares avançam, também avança essa discrepância entre essas plataformas, como será que a Microsoft vai lidar com isso?
Fica o questionamento.

error: Conteúdo protegido