Os exclusivos 2017 da PS4, Xbox One e Switch

As três consolas terão jogos exclusivos para 2017. Eis uma lista do que já se conhece e está anunciado para essa data.

A lista de exclusivos para aquelas que serão as principais consolas de 2017 podem já ser realizadas. Não serão finais e mais coisas podem aparecer, mas no entanto há já uma grande lista de títulos conhecidos que podemos referir desde já.

De referir que alguns jogos não estão ainda confirmados a 100% para 2017, podendo sofrer atrasos, mas mesmo assim são referidos! Eis então a mesma:

Nintendo Switch

13 exclusivos anunciados

Bit! Boy! Arcade
Dungeon of Zaar
Mario Kart Switch*
Niki – Rock ‘n’ Ball
Pokémon Stars**
Puzzlebox Setup
Riverside
Splatoon Switch*
Sunu Ikkibu: Din Nahu
Super Mario Switch*
Tank It!
The Legend of Zelda: Breath of the Wild



Há ainda um outro título exclusivo anunciado, mas cujo nome não foi referido, pelo que ele se encontra fora desta lista, mas cuja existência fica aqui referenciada!

Xbox One

18 exclusivos anunciados

Ashen
Below
BrambleLash
Conan Exiles
Crackdown 3
Cuphead
Gigantic
Halo Wars 2
Natsuki Chronicle
Phantom Dust
Pit People
Rise & Shine
Scalebound
Sea of Thieves
Space Engineers
State of Decay 2
Tacoma
Voodoo Vince Remaster

Playstation 4

Total de 89 exclusivos anunciados (incluindo exclusivos apenas para o japão)

Ace Combat 7
Berserk and the Band of the Hawk
Birthdays the Beginning
Cladun Returns: This is Sengoku!
Crash Bandicoot N. Sane Trilogy
Danganronpa 1-2 Reload
Danganronpa V3: Killing Harmony
Dark Rose Valkyrie
Day’s Gone
Death Stranding
Death’s Gambit
Deep Down
Detroit: Become Human
Digimon World: Next Order
Dino Frontier (PSVR)
Divide
Dragon Quest Heroes II
Dreadnought
Dreams
Dunegon Defenders II
Dynasty Warriors: Godseekers
Earth Defense Force 5
Everything
Farpoint (PSVR)
Fate/Extella: The Umbral Star
Final Fantasy VII Remake
Final Fantasy XII: The Zodiac Age
Full Throttle Remaster
Future Unfolding
GNOG (PSVR)
God of War
Golem (PSVR)
Gran Turismo Sport
Gravity Rush 2
Hatsune Miku: Project DIVA Future Tone
Hellblade: Senua’s Sacrifice
Hob
Hollowpoint
Horizon: Zero Dawn
Kingdom Hearts HD 1.5 Remix
Kingdom Hearts HD 2.5 Remix
Kingdom Hearts HD 2.8 Final Chapter Prologue
Knack 2
Knights and Bikes
Loot Rascals
Megaton Rainfall (PSVR)
MLB: The Show 17
Mosaic
New Hot Shot Golf
Nex Machina
Ni no Kuni II: Revenant Kingdom
Nier: Automata
Nine Parchments
Nioh
Obduction (PSVR)
PaRappa the Rapper Remastered
Persona 5
Project Phoenix
Pyre
Rime
Shenmue III
Spider-Man
Star Trek: Bridge Crew (PSVR)
Starblood Arena (PSVR)
Statik (PSVR)
Sudden Strike 4
Sundered
Symphony of the Machine (PSVR)
Syren (PSVR)
Tales of Berseria
The Silver Case
Uncharted: The Lost Legacy
Valkyria Revolution
What Remains of Edith Finch
Wild
Windjammers
Wipeout Omega Collection
XING: The Land Beyond
Yonder: The Cloud Catcher Chronicles
Ys Origin
Zero Escape: The Nonary Games
Zettai Zetsumei Toshi 4 Plus: Summer Memories
Exclusivos apenas para o Japão
Accel World VS Sword Art Online: Millennium Twilight
Blue Reflection
Musou Stars
New Danganronpa V3: Minna no Koroshiai Shingakki
Nights of Azure 2: Bride of the New Moon
Senran Kagura: Peach Beach Splash
Winning Post 8 2017



Posts Relacionados

Readers Comments (54)

  1. Feliz 2017 a todos!!

    Gosto cada um tem o seu, alguns compram console só para jogar fifa, outros só para jogar cod, e alguns para jogar just dance no Kinect porque não?

    Então cada um tem um gosto e eu respeito, esse ano no meu ponto de vista a Sony vai ter melhores exclusivos AAA, por dois anos seguidos na minha opinião a MS foi melhor, esse ano PS4 acho que está na frente!!

    Mas poderia fazer uma peneira colocar esse monte de joguinhos, onde 80% das pessoas não conhece e muitos só são vendidos no Japão acho que tira até a relevância de um God of War, deveria ser separada essas listas, com jogos AAA, de jogar árcade/indie com fino trato, e por ultimo, os joguinhos que as pessoas nem de graça no android jogam muito menos em um PS4!!

    Claro que tem quem gosta, mas essas listas precisa ser separada as coisas boas dos lixos, não só PS4 Xbox também, parece que não tem filtro de qualidade, apenas quantidade….

    • Antes do mais, a lista não é oficial. É uma lista recolhida de jogos que estão previstos para 2017. Mas alguns deles nem sequer há ainda certezas disso.
      O yoshida já veio dizer que o Dreams e o Detroit não foram ainda anunciados oficialmente, e pessoalmente acho que o Death Stranding não sai este ano!

      Seja como for, da lista para comprar tenho:
      Xbox One:
      Scalebound – Mas preciso de saber mais sobre o jogo!
      PS4:
      Ace Combat 7
      Detroit: Becoming Human
      God of War
      Golem (PSVR) – Mas preciso de saber mais sobre o jogo!
      Gran Turismo Sport
      Horizon Zero Dawn
      Spider Man
      Star Trek Bridge Commander (PSVR)
      Uncharted: The Lost Legacy

      Mais (ou menos caso não sejam lançados) podem aparecer, mas estes são os que à partida estão na minha lista para adquirir.

  2. Colocam 90% de jogos indies jogo de namoro de pombo e que ng conhec, jogos que só vão sair no Japão etc. E fala que o ps4 vai ser top. Kkkkkkkkkk. Não entendo como a mídia engana tanto as pessoas.

    • A mídia não tem nada vê com os jogos!!
      Mas que deveria ser separado isso deveria!!

      Colocar Horizon .. e GOW juntos com esse monte de joguinhos de tablete pra mim não faz o menor sentido!!

      Mas comparando os Jogos AAA da Sony e da MS esse ano os da Sony estão mais atrativos na minha opinião!!

      Alguns jogos que entra nessas listas é pior do que jogos de Android, eu acho isso deprimente, deveria ser uma categoria totalmente separada!!

      Existe bons jogos indies e até esses são afetados por joguinhos de tablete!!

      Ori, Inside, Journey, são obras de arte!!

      Mas claro que sempre existe aqueles que defende listinha não importa para qual lado seja, uns preferem quantidade outros qualidade.

      Tem um jogo para Xbox não sei nem o nome e não sei se tem para o PS4, mas que compra ele na live e joga pelo navegador do pc, chega ser o cumulo do ridículo..

      As pessoas jogam isso porque é barato e da 1000 pontos de conquistas em duas horas, mas todos acham péssimo.

    • Muito se falam dos indies, mas não era ponto de reclamação na geração anterior. Há indies que chamam a atenção que muito AAA por aí.

      Há muitas críticas nos indies devido os produtores optarem por lançar exclusivamente no PS4.

      Tiro por exemplo Rocket League, que surgiu como indie gratuito na Plus de julho de 2015 e jogo até hoje. Na época que foi disponibilizado foi bombardeado por várias pessoas, tanto daqueles que tinham PS4 quanto os que possuíam One, estes principalmente eram o que mais criticavam o jogo por ser de início um exclusivo PS4. Mas alguns daqueles que torciam o nariz quando foi lançado no PS4 admiraram o jogo quando foi lançado no One.

      A lista sim poderia ser dividida, colocando os AAA e os indies, mas mesmo assim a lista de exclusivos é grande.

      • Vrd Livio, Rocket League foi um dos que foram ridicularizados no seu lançamento no PS4, surpreendeu a todos e quando finalmente chegou no Xbox seus usuários curtiram e muito o game e pararam de falar mau, puro hate mesmo.

  3. Vai ver um ano bom pras 3 plataformas em matéria de jogos, seja exclusivo ou jogos terceiros. Hoje em dia não tenho esse fetiche por exclusivos de uma determina plataforma, embora e antigamente lá na época do Sega x Nintendo fizesse mais sentido, eram outros tempos e demandas.

    Hoje prefiro enxergar a biblioteca de jogos como um todo, sempre filtrando os games que realmente tenho interesse em jogar. Scalebound é uma produção interessante, com o feeling das obras do Kamiya na Platinum games… Zelda por sua vez dispensa comentários, é a história viva dos games… Yakuza, uma produção japonesa interessantíssima… Mass Effect Andrômeda sendo um dos grandes produções já no 1 semestre de 2017, enfim. Será um excelente ano pra quem aprecia os jogos.

    Torço muito pelo Switch, o conceito em si me agrada muito, vejo como o futuro dos consoles domésticos, de ser um produto versátil e mais plausível para a realidade de vida atual, de pessoas que querem e gostam de jogar, mas que por razões das mais diversas, não dispõe de tanto tempo fixo pra jogar.

    • Isso já eu faço à muitos anos. E deveria ser assim que as coisas funcionam. Optar por uma consola apenas e depois ver os bons jogos a aparecer para a a outra e ter de se inventar desculpas para se convencer a si próprio que o resto não presta é algo muito triste.
      Daí que das duas uma. Ou se compra ambas as consolas, ou se vive feliz com a escolha feita. Mas sem tentar enganar seja quem for, especialmente a si próprio.

      • Você tem razão Mario no que diz respeito a constantes tentativas de depreciar o “outro” como se não prestasse, mas essa é uma minoria radical na Internet, nem deveria entrar na equação geral do mercado.

        Olhando de uma maneira geral, vejo que há uma boa oferta pra todos, minhas preocupações estão mais no campo econômico mesmo, o que me obriga a fazer compras mais pontuais, e deixar outros jogos pra depois de um corte de preços. Se há uma oferta de interesse além daquilo que posso abraçar, então é sinal que as coisas vão bem.

        Embora alguns possam apontar o contrário, entendo que estamos numa era privilegiada pra quem gosta de jogos, com ofertas pra todos os gostos e bolsos.

  4. É pelo jeito o melhor mesmo é ter menos jogos sejam eles AAA ou índies, do que mais jogos AAA e índies.

    O quanto o coração cega a pessoa, só críticas à lista do Ps4 somente porque o console é o que recebe mais suporte.

    As desculpas são;
    “jogo indie não vale”
    Daí lançam inside primeiro no One e tem gente que são jorrões de alegria.
    “jogo japonês passo longe”
    Daí, Scalebound vai ser Gota.
    “Jogos da Sony são filmes interativos” lol
    Quantum Break????????

    • Hehehehe.

      São preconceitos de quem não tem outros argumentos! E quando não há nada para se dizer… diz-se asneiras!
      Um jogo vale pelo jogo, não pelos valores de produção! Isso sempre foi assim, e sempre será assim! Inside é a prova disso estando considerado jogo do ano em muitos sítios.
      A questão dos japoneses é ridícula. Eu tenho uma conta na PSN de Hong Kong por causa dos jogos exclusivos japoneses. Eles gostam deles e eu tambem! E há muita gente que tambem gosta.
      Quando aos jogos com filmes interactivos, o exemplo que dás mata tudo! E diga-se que é um argumento ridículo.

      • Concordo contigo,referente a jogos orientais,pois a nossa indústria Ocidental, apesar dos bons profissionais que tem,aprenderam muito com nossos irmãos japoneses.Que criam até hoje jogos que não são apenas jogos são JOGAÇOS.

    • Caramba,tem jogo bom em todas as plataformas,estou esperando Scalebound e o Zelda que para mim vai ser um JOGAÇO,FFXV tem seu momento,mas na minha opnião Zelda quando lançado muda tudo no quesito RPG,joguei no SNES mas depois de Ocarina of Time esta série é muito especial para mim,pois ao jogar vejo o amor que a equipe coloca em um game de verdade.Bora joga.

  5. Detroitacabaram de anunciar que não vem em 2017 aguardem outros…

    • Ninguem referiu que não saem em 2017! O que se referiu foi que Detroit e Dreams não estão oficialmente anunciados para 2017 e como tal não podem ser dados como garantidos. A data de lançamento nunca foi oficializada e ainda não está oficializada.
      A Sony não pretende voltar a fazer em 2017 o mesmo que fez em 2016, com jogos a serem adiados, pelo que neste campo, Shuhei Yoshida resolveu jogar pelo seguro e referir exactamente isso. Não há data oficial de lançamento e como tal não se deve referir o jogo para este ano.
      A Sony UK tinha-os referido como garantidos para este ano, mas dado que a Media Molecule e a Quantic Dreams não o confirmaram ainda, Yoshida corrigiu a situação!

    • E daí amigo, quem aqui tá se matando por causa disso, The Last Guardian foi anunciado em 2007 se não me engano é saiu em 2016 e tem muita gente dizendo que é um dos melhores do ano, crackdwon tem a pretensão de revolucionar a forma como os jogos são desenvolvidos usando a cloud e foi anunciado em 2013, tem gente esperando isso, o.que quero dizer é que independente do tempo os jogos vão sair.

      • Acho que o que ele quis mencionar é que todo começo de ano existe uma bíblia de exclusivos da Sony com vários jogos AAA que vão sendo adiados ou ficando sem posicionamento conforme o tempo passa aí no fim do ano ta todo mundo jogando Call of Duty na PSN.

        • A Sony refere que não quer adiamentos este ano. Daí a intervenção do Yoshida quando a PS UK deu a entender como certo Dreams e Detroit em 2017.
          Isso não quer dizer que não saiam em 2017, mas como não há data oficial do produtor a Sony não se quer comprometer.
          Agora a questão é que os títulos que existem não são inventados e os media não tem culpa nenhuma disso e não vão deixar de referir as coisas.

        • Mas é isso que eu falo, os jogos japoneses estão com tudo nessa geração, bloodborne, ff15, nier automata, nioh, last guardian, scalebound, zelda, gravit rush, tem muita coisa boa vindo da terra niponica, mas acontece que tem pessoas que tenta com toda força dizer o contrário.

          • Capcom e a Konami deram uma regredida na qualidade. Street Fighter 5 é menos jogo que Killer Instinct, isso é muito mas muito fraco para uma Capcom. Perder em qualidade no terreno dela para um desenvolvedor novo no gênero de luta
            A Square não é mais a mesma. Todos sabem que Final Fantasy XV é bom, mas não foi o que se espera de um jogo com 10 anos de produção.
            Shinji Mikami apesar de jogos aceitáveis mostrou que foi só um sortudo que deu um tiro certo ao fazer Resident Evil.
            Daquela equipe da Capcom, o único que se mostrou diferenciado até hoje foi o Kamiya, que dirigiu o Resident Evil 2 após a falta de criatividade do Mikami ter feito um prótipo ser cancelado, criou Devil May Cry, Vanquish e Bayonetta.
            Keiji Inafune mostrou que queria fazer Mega Man até hoje mas só conseguiu fazer um rascunho dele mesmo.
            A Team Ninja que está fazendo o NIoh não emplaca um grande jogo desde Ninja Gaiden 2, se for muito rigoroso, desde Ninja gaiden Black. O 3 foi vergonhoso e o Yaiba uma piada.
            Kojima agora terá o desafio em que o Mikami foi reprovado, mostrar que pode manter o mesmo patamar sem a sua grande criação.
            Mesmo que os japoneses estejam vindo em quantidade, o histórico dos últimos anos pede para ter cautela com alguns e ficar mais tranquilo com outros.
            Permaneceram com a mesma qualidade:
            Nintendo
            From Software
            Hideki Kamiya/Platinum

            Perderam Qualidade
            Square
            Konami
            Capcom
            Koei Tecmo
            Keiji INafune
            Shinji Mikami

            E perdão a todos os apaixonados, mas no fundo vocês sabem que The last Guardian foi abaixo do esperado.

          • Concordo com tudo menos com a última frase, apesar de que para mim perder qualidade não significa que se tenham tornado maus)!
            Já quanto à ultima frase, considero The Last Guardian um jogo fantástico! Um jogo a não perder!

          • Acho que fica melhor dizer “Perdão para os que não jogaram TLG ou que não conhecia seus antecessores espirituais”, pois quem conhecia Ico e Shadows sabia o que se esperar do jogo e sinceramente não ficaram decepcionados.

            TLG foi um jogo tão abaixo do esperado que o carinha do XboxMilGrau fez 2 dias de live do jogo, não entendo como uma pessoa acha um jogo ruim e mesmo assim gasta boa parte do tempo nele.

          • @Fernando, você poderia dizer para mim porque KI é mais jogo que SFV?

          • Se não te importares que responda, o jogo saiu com problemas sérios que mexiam com o seu funcionamento.
            Saiu ainda sem modo arcada, sem possibilidade de mudança da dificuldade no modo história, sem tutoriais, sem mapas e personagens variados e demasiadamente focado no esport.
            As coisas foram sendo resolvidas com o tempo, mas o certo é que tal como Driveclub, este jogo sofreu muito na sua imagem com isso.

          • Andrio, jogue o jogo que você vai entender por que.

          • Um jogo ser abaixo do esperado não significa que ele foi ruim. Halo 5 foi abaixo do esperado, e não é um jogo ruim.
            Comparado aos últimos jogos da Team ICO, The Last Guardian saiu abaixo, comparado aos Final Fantasy dos anos 90, FFXV saiu abaixo. Ainda são bons jogos, mas faltou aquele algo a mais.

          • Xbox mil Grau é um canal de humor. O cara debocha do jogo em 90% do tempo da live dele e ainda mostrou um bug bastante ridículo. Ele jogou só pra fazer piada.

            The Last Guardian está abaixo do que a Team Ico fez no passado. Se iluda e minta para você mesmo a vontade, mas não é difícil para pessoas que não tem envolvimento sentimental com esse game entender por que o adiaram por 10 anos. Eu acredito que eles tiveram a intenção de cancelar e só não o fizeram pelo apelo da comunidade, tanto que o game tem falhas de polimento inaceitáveis para o que é. Se fosse um exclusivo de Xbox desenvolvido por 10 anos rodando em 19fps, eu queria ver alguém dizendo que não importa por que devemos apreciar a arte…
            Não me espantará nada se o estúdio Team Ico for desfeito pela Sony até o final desse ano. Driveclub que foi muito aclamado pelos visuais e comercialmente mais rentável acabou com a existência de um estúdio.

          • XboxMilgrau é canal de humor? Essa é nova, o mesmo que dizer que o extinto Zorra Total(agora “Zorra”) é engraçado.

            Team Ico não existe mais, quem finalizou o jogo foi a Japan Studio.

            Sim se fosse um jogo exclusivo Xbox teria gente dizendo que seria para apreciar a arte, infelizmente como não é, preferem desdenhar. Se você acompanha outros sites de games, vê que pessoas mais sensatas(sem colocar o console que defendem acima de tudo) afirmam que o único problema do jogo é a câmera. Queda de FPS tem, não é em toda parte do jogo, mas para eles não afeta negativamente quanto a câmera.

            Mais uma vez, 10 anos é modo de se falar e sabemos quais tipos de gamers que gostam de usar esse termo, você sabe que esse jogo foi anunciado em 2009, com desenvolvimento iniciado em meados de 2007 sendo que no final de 2011 a equipe se desligou da Sony. Ficou a enrolação de 2011 até a E3 de 2015, então considero que para o PS4 o jogo teve mais uns 2 a no máximo 3 anos de desenvolvimento. 7 anos é muita coisa, porém concordo que o jogo foi um port do que foi desenvolvido para o PS3, mas o principal do jogo está lá, as quedas de FPS podem ser corrigidas por updates, pelo que lembro o jogo já teve 3, quando joguei ele só tinha 1, então não sei como o jogo está se comportando nas últimas 2 atualizações.

            Na opinião pessoal TLG só não saiu melhor que Shadows.

          • Quem começou e acabou o jogo foi a Team Ico, apesar que entretanto ela desvinculou-se da Sony e foi criada a gen Design com os seus elementos.
            Mas o contrato com a Sony obrigava a que acabassem o jogo, pelo que eles tiveram que o fazer e aparecem referenciados no mesmo… Como gen Design!
            O problema da câmara é real. Mas impossível de se resolver. Quanto tens passagens onde o Trico mal passa, onde esperas meter a câmara? Infelizmente esse problema, apesar de poder ser minimizado em alguns casos, pelo conceito do jogo nunca pode ser eliminado.

          • Bem vamos lá. A comparação está sendo feita com as versões de lançaemento de cada jogo? se sim, acredito que os 2 tiveram problemas em seus lançaementos.
            se for a versão “final” KI foi lançando a 3 anos atrás.

            1. Modo Arcade, sim foi um problema a capcom n ter lançado com um modo arcade para os jogadores mais causais.
            2. Esse modo história foi só para encher linguiça mesmo. (fraco)
            3. 16 personagens iniciais, eu acho isso um bom numero, Não lembro quantos personagens teve no KI.
            4. Tutorial,Treino,História e Survival se eu não me engano esses são os modos iniciais do SFV. o Modo Survival é bem legal e tem uma IA muito boa.

            Agora vamos para as mecanias do jogo.
            crush counter, e o sistema V-System: V-Skills, V-Reversals e V-Triggers trouxe para o jogo um balanceamento e uma dinanica para todos os personagens que não existia no SF4.
            Agora vc consegue executar setups, meaty, links e outra coisas mais fácilmente que no SF4, a capcom já fez isso pensando no consumidor casual.
            Já que alguns sempre gostam de falar de E-sports, então o cenário só piora para KI.

          • Quem começou foi Team Ico, quem finalizou foi parte da equipe anterior, chamada genDesign, em conjunto com a Japan Studio.

            A informação de quem finalizou não é concreta, alguns sítios dizem genDesign, outros Japan Studio. A wikipédia americana sobre Team ICO cita isso na revelação da E3 2015:
            “The trailer revealed that production was shifted to a new company founded by Ueda and other former staff known as genDESIGN,[2] while SIE Japan Studio would focus on programming and implementation.” fonte: https://en.wikipedia.org/wiki/Team_Ico#Projects

            Sendo que na contracapa do jogo dá enfase somente a Japan Studio

          • A Team Ico fazia parte do Japan Studio
            https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Team_Ico
            E a GenDesign é constituida por elementos da Team Ico.
            https://pt.m.wikipedia.org/wiki/GenDESIGN
            Tal como habitual a Team Ico trabalhava com o resto do Japan Studio pelo que os seus jogos sempre foram referenciados como sendo igualmente do Japan Studio.
            Aqui foi igual. Só que com GenDesign a trabalhar com o Japan Studio.
            A informação é um pouco confusa, mas é assim que a entendo.

          • Li todas as opiniões acima e em resumo, no final alguns tentam impor o seu gosto pessoal como vrd absoluta, ex. Killer melhor que Street 5, ué eu tenho os dois jogos e prefiro Street como faz??? além do que o mesmo é só o fight game mais jogado profissionalmente do momento, a mais street lançou daquele jeito, e killer, como era em seu lançamento, outra coisa é que vejo os maiores portais exaltando TLG (não joguei o mesmo) mas aqui dizem que o mesmo não passa de uma obra abaixo do esperado, uma decaida da dev, jogos japoneses estão em baixa, sei, temos ai MGS V, Bloodborne, FF15, TLG, Bayonetta 2, excelentes jogos que estão na boca dos gamers, ainda neste ano sai Nier, Nioh, Scalebound, Zelda, ou seja, o conteudo japones nessa geração é de primeira qualidade, fico pensando se Gears, Uncharted, Cod, Halo, Destiny são melhores que os jogos acima, eu sinceramente acredito que não e alguns são até piores.

            E isso tudo porque novamente as pessoas tentam a todo custo diminuir a importancia do suporte que o PS4 está tendo, queria eu ter a oportunidade de ver a situação se inverter, tendo a Microsoft ou Nintendo como protagonistas em termos de suporte se estas opiniões se manteriam.

        • Na minha opinião Detroit, Dreams, Days Gone, God of War, todos sem data de lançamento, terão suas datas reveladas na E3, pois como disse a resposta da Sony em relação ao Scorpio será em forma de jogos, não tem cabimento dela lançar um novo hardware no mínimo nos próximos 2 anos.

          Portanto acho que as datas dependerão de como o público reagirá quando o Scorpio for realmente apresentado, se a Sony notar que as vendas do Ps4 declinarem a certo ponto ela irá anunciar as datas desses jogos e de outros, não que esses jogos irão salvar as vendas e aumentá-las, mas poderão estabilizá-las.

          A Sony ainda está na frente e com certeza terá muitas cartas na manga, há muitos ips de sucesso que não apareceram nem no PS3 e que pessoas pedem para que apareçam em forma de reboot ou continuação.

          Disseram no final de 2016 que God of War está jogável do início ao fim, não duvido que poderá ser lançado ainda este ano, só dependerá de como o mercado estará para o PS4 na segunda metade do ano.

  6. De fato, eu acho que nesse primeiro momento o PS4 está muito melhor servido de jogos:

    Horizon Zero Dawn
    Gran Turismo Sport
    God of War
    Nioh
    Day’s Gone
    Spyder Man
    Hellblade
    Nier
    Death Stranding
    Ace Combat

    Esses nomes pra mim valem mais que pelos menos uns 70 jogos da lista e se tem pessoas esperando 2017 para jogar exclusivos do Playstation, certamente é por causa de algum jogo da lista acima.
    Mas é melhor aguardar. A um ano atrás eu disse a mesma coisa de que o alinhamento do PS4 para 2016 era melhor e que iria massacrar a concorrência e na verdade deu elas por elas por que a Sony tem uma mania besta de apresentar todos os anos um monte de exclusivos que não tem nem um protótipo jogável ou estão em estágios embrionários. Alguns jogos anunciados em 2015 não foram lançados em 2016. Provavelmente jogos anunciados em 2016 não serão lançados em 2017 e na E3 vai ter mais um monte de “anúncios dos sonhos”.
    Esse é o ponto em que eu gostei da postura do Phil Spencer de que não revelariam mais jogos que ainda ficarão muito tempo em desenvolvimento.

    • Anunciar para quê? Se sabemos que a cada ano um título principal/spin-off de uma franquia dos 3 principais games do Xbox é lançado.

      Aliás você viu a notícia do possível Forza 7?

      Deixando a brincadeira de lado, o anúncio antecipado de games geram um hype muito grande e alguns jogos não correspondem com a expectativa, aconteceu isso com o One e PS4.

      Sei que há o desenvolvimento de novas IPs no Xbox e o não anuncio também se aplica a estes novos jogos.

      • É como todo ano sabemos que terá um call of Duty, um Fifa e um jogo da Dice. Sabemos que terá um jogo de carros da Microsoft. E na verdade ninguém dá nada para esses jogos até o lançamento e eles acabam sempre sendo bons. Mesmo o controverso Forza 5 com o publico estático e a iluminação pré calculada ainda é um bom jogo. Forza Horizon 2 também foi muito bom, Forza 6 consertou tudo o que faltou no 5 e Forza Horizon 3 dificilmente será superado nesse estilo arcade nessa geração. Mas é um jogo que nem os fans de Xbox ficam esperando. Todo ano falamos que não precisamos de um jogo de carros novo e ele é lançado e ele é bom e nós queimamos a língua.
        É fácil entender por que a Microsoft lança tantos games de corrida, eles certamente custam muito menos do que 100 milhões de dólares para serem produzidos e precisam vender apenas 1 milhão e meio de unidades para gerarem uma receita de 100 milhões, considerando que ninguém compre as versões mais caras com season pass.
        É como Call of Duty, enquanto ele for chamado de “fracasso” vendendo 6 milhões de cópias, vai continuar sendo lançado todo ano.

        • Tem algum forza que vendeu 6 milhões Fernando??? pergunto pois a média de venda que eu saiba da série e menos da metade disso.

          • 6 milhões estou falando de Call of Duty.
            As pessoas chamam Infinite Warfare de fracasso, mas 6 milhões de cópias vendidas, e essa é uma estimativa baixa pois o online está cada ano maior e eu acredito que já chegou aos 50% do total de vendas ou mais nos principais mercados do mundo. Bem, 6 milhões de vendas de um jogo recente a 60 dólares dólares vai dar quase 400 milhões de dólares de receitas e estão chamando de fracasso. Quanto custa de investimento num Call of Duty?
            Não deve ser muito, o motor não é refeito de um jogo para outro. O motor que é criado no começo da geração pelas equipes da Activision dura uns 8 jogos praticamente sem mudanças. O núcleo do gameplay é praticamente o mesmo. Basicamente eles criaram um sistema onde economizam no desenvolvimento e apenas colhem os lucros.
            Isso é o que ocorre com Forza, para terem tantos seguidos, certamente ele sai barato para ser produzido e ter vendas que tem é o suficiente para continuarem com o produto.
            Diferente de um Ryse que vende em torno de 2 milhões de cópias e a Microsoft e a Crytek não sabem se um dia investirão numa sequência.

  7. Penso que em consoles, o PlayStation é disparado aquele console que tem os jogos que conseguem atender a todos os mercados, isso é indiscutível!

  8. PS4 com uma lista maior?Já deviam estar acustumados porque isso é desde o PS1.

  9. [OFF] – Um rumor que está rodando na tarde desta segunda e ainda não foi desmentido pela MS, o possível cancelamento de Scalebound(Ou quem saiba redirecionado para o Scorpio)

    http://www.eurogamer.pt/articles/2017-01-09-rumor-sugere-que-scalebound-foi-cancelado

  10. Foi confirmado, Scalebound cancelado.

    • Uma pena… mas o que vi nos últimos videos parecia deçepcionante.

      • Também acho!
        O trailer parecia algo excepcional!
        Mas o último vídeo, a meu ver, deixou muito a quem…
        Mas tinham boas ideias!
        Eu fiquei maluco quando lançaram o trailer!
        Parecia mágico!

    • Notícia péssima… Um dos jogos que mais aguardava, e duvido que a Microsoft consiga repor essa perda para 2017… Não dá pra entender, a não ser que o Hideki Kamiya tenha se desentendido feio com a M$, já que ele parece ser meio mal-humorado… Um dinheiro enorme jogado fora, assim como aconteceu com Fable Legends… E tome Halo-Gears-Forza…

      • Triste é ver uma resposta dessas na página de Scalebound:

        …to making Xbox and Windows 10 the best places to play games, and look forward to bringing “Halo Wars 2”, “Crackdown 3”, “State of Decay 2”, “Sea of Thieves” and other great experiences to our fans.

        O que dá a entender que Scalebound era um jogo inferior aos listados.

        • Marketing. Tentam tirar valor ao que não vai sair. É normal!

          • Eu só espero é que peguem a ideia!!!
            E façam um jogo, tipo o filme
            “Como treinar o teu dragão ”
            Quem ficava bem a fazer esse tipo de filme, era a Insomniac Games 😀
            Imaginem com a qualidade de Rachet & Clank um jogo com a qualidade de “como treinar o teu dragão”
            Era lindo!!!!

      • Não fala isso pois tem gente que ama só “halo,gears e foza” essa é a estratégia para conquistar novos costumers entende.

        • Nossa Neto na boa,vai jogar seu PS4 amigo voce ta precisando desestreçar,na boa Mário este tipo de comentário que inflama certas discussões,deveria ser revisto e não colocado em pauta,lamentável amigo voce já esta beirando o ridículo,vende seu Xbox One que não sei porque comprou e fica somente no play.Respeita quem gosta destas séries.Cresce amigo,já passou da hora.Pó cara falo isto pois nunca tinha jogado em outra plataforma que não seja Sony e Nintendo e quando joguei forza 5 detestei mas não sai metendo pau pois a MIC lançou o assombro Forza H2 e agora o 3 e arrebentou na minha opnião com Halo 5,QB e tô neste momento jogando meu Uncharted 4 e estou a adorar(jogo muito top e tem defeitos tem mas o importante é se divertir).Respeito cara.É só não comprar estes jogos que tu citou e fica de boa,agora ficar soltando piadinhas de mau gosto,já passo

          • Não ligues Ewerton. Porque se há algo que ninguem pode acusar a Microsoft é de esses jogos alguma vez terem decepcionado. Sim, repetem-se a cada 2 anos. Mas nunca, mesmo nunca, decepcionaram!
            A única coisa que podemos acusar a Microsoft é de não inovar, pois as vendas desses títulos tem decaido, mas daí a dizer-lhes para pararem com algo que tem sempre saído bom… vai uma grande diferença!

    • Agora vem o questionamento, desde quando este projeto estava cancelado? Foi agora em 2017 ou foi em 2016?

      Se foi em 2016 como ficam aqueles que compraram o One nas promoções do natal com o intuito de esperar pelo jogo?

      Se foi em 2017 até quando esse segredo iria se sustentar? Pois foi necessário um rumor da Kotaku para que essa notícia fosse oficializada(que demorou a ser confirmada).

Os comentarios estao fechados.