Os ganhos de Thief com o Mantle

O Mantle é o API de baixo nível da AMD e que foi criado com o intuito de trazer melhores performances às suas placas. Vejam como com ele uma placa de 480 euros bate uma de 620 euros.

Se há empresa que deve ter pressionado a Intel no sentido de lançar o seu DirectX 12 foi a Nvidia. As suas placas gráficas são mais caras e mais potentes, mas graças ao Mantle as placas da AMD levam vantagem, uma situação que devia estar a criar grandes problemas na direcção da Nvidia.

Os gráficos que se seguem mostram os benchmarks normais entre uma R9-290x e uma Geforce 780 Ti, duas topo de gama da ATI e Nvidia respectivamente, com preços que rondam os 480 euros e os 620 euros respectivamente. Uma diferença de preços considerável, mesmo se considerarmos que a 780 Ti desceu bastante de preço para ser mais competitiva.

thief1 thief2 thief3 thief4

thief5 thief6 thief7



Como se pode ver os ganhos variam com o processador utilizado, sendo que a R9-290x, apesar de uma excelente competidora com a 780 Ti, quer pelo seu preço mais baixo, quer pelas performances aproximadas, fica sempre atrás usando o DirectX.

Mas com o Mantle a situação inverte-se! E a placa mais barata é a mais rápida.

Oa ganhos são como sempre variáveis, sendo que são os CPUs mais lentos que mais ganham, e no caso do FX 4350 os ganhos chegam quase aos 60%.  E são igualmente os CPUs AMD, normalmente os mais prejudicados por terem núcleos menos potentes e um trabalho mal distribuído pelos núcleos, onde o mantle permite aceder a uma realidade até então vedada, os 60 fps por segundo!

Fonte: ExtremeSpecs



Posts Relacionados