Os melhores gráficos desta geração, e o motivo porque Uncharted 4 está acima deles

A presente geração apresentou já proezas gráficas. Mas jogos que unam essas proezas com excelente jogabilidade, só mesmo Uncharted 4!

As análises a Uncharted 4 não deixam mentir. O jogo é considerado pelos melhores websites como uma Obra Prima, com um grafismo e uma jogabilidade combinadas como nenhum jogo fez até agora.

É o primeiro jogo desta geração que combina uma apresentação audiovisual de elevadíssima qualidade com aquilo que é um grande jogo e uma grande jogabilidade.

Eis uma lista dos jogos que melhores gráficos apresentaram na presente geração, e os motivos pelos quais, estes falharam:

Ryse: Son of Rome

Rise-son-of-rome-2



Rise-2

Rise: Son of Rome foi um dos jogos de lançamento da Xbox One, e gráficamente impressionou para a época. Apesar de o jogo até ser satisfatório, o mesmo peca em vários sentidos. A sua jogabilidade revela-se apenas mediocre, e acima de tudo, extremamente repetitiva. A versão consola possui ainda problemas de performance, que foram resolvidas na versão PC, e muitas das cutscenes são apenas video. Contudo os problemas básicos ligados à concepção do jogo, esses não se alteraram. O ponto alto do jogo é a estória!

inFamous Second Son

infa-1

infa-2

inFamous Second Son foi igualmente graficamente impressionante. Mas infelizmente a jogabilidade não era verdadeiramente digna de destaques. Não havia ali verdadeiramente nada de original, ou mesmo de novo. Passou por isso como apenas um bom jogo, com um bom grafismo, mas sem se destacar.

DriveClub

Driveclub-1

Um portento gráfico que se tornou mais tarde naquilo que deveria ter sido logo no seu lançamento. No entanto os vários problemas com o jogo levaram a que o mesmo demorasse larguíssimos meses a reparar os seus problemas. E somente após esse tempo os efeitos atmosféricos, um dos pontos altos do jogo, é que foram adicionados. Falhou em revelar-se num grande jogo, e quando se tornou nisso mesmo, o seu timming já tinha passado.

The Order 1886

Order

Theorder



Graficamente um dos melhores jogos de sempre, tendo arrebatado vários prémios pelo seu grafismo. Mas o ritmo impresso ao jogo variava tremendamente, os encontros com os inimigos eram algo decepcionantes e os combates com os bosses eram apenas sequencias quick time. O fim deixa a história completamente no ar, ajudando ainda mais a criar a ideia de insatisfação. Apesar das falhas não deixava de ser um jogo agradável, mas criticado por muitos e mal aceite pelo mercado.

Star Wars Battlefront

SW3

SW8

A proeza de Star Wars Battlefront não estava só no seu grafismo, mas nas performances obtidas com ele, pois apesar de todo o detalhe gráfico e efeitos, o jogo corre a 60 fps.

No entanto a falta de conteúdo, a jogabilidade simplificada face a outros shooters, a falta de interacção com os cenários, e a ausência de modos offline mais variados e um modo campanha, tornaram o mesmo num jogo que agradava mais aos fans do que outra coisa. É o melhor jogo Star Wars até hoje criado, e o primeiro a transportar-nos de forma realista para dentro daquilo que durante anos foi um universo de fantasia, mas isso, face ao referido anteriormente, não foi suficiente para o tornar o sucesso estrondoso que poderia ter sido.

Quantum Break

QB1

QB2

Quantum Break é outro colosso gráfico e possui a aplicação de tecnologias inovadoras. A sua jogabilidade no entanto, apesar de divertida nunca chega a ser excepcional, e até poderia ser. As cutscenes misturadas com a série TV é uma novidade, mas na prática a série não traz verdadeiramente nada de novo. Algumas bugs gráficas e picos de qualidade diferentes em diversos aspectos e pormenores acabam por lhe tirar um pouco do brilho. É um bom jogo, mas não um jogo excepcional!

Uncharted 4

 UC1

UC2

Uncharted 4 não baterá os restantes jogos em todos os pontos do aspecto gráfico, e não é livre de situações menos conseguidas e que poderíamos apontar como defeitos. No entanto o polimento, o nível de detalhe, a captura de movimentos e a forma como eles se encadeiam, a quantidade de efeito, qualidade de modelações, associados a uma jogabilidade melhorada face a algo que já era considerado como muito bom, tornam este jogo no primeiro grande jogo desta geração, e o primeiro a conseguir complementar com o peso certo todos os componentes que definem efetivamente uma nova fasquia de qualidade a ser atingida. E daí as avaliações maioritária mente 10/10.

Estamos por isso ansiosos por o terminar e assim, com a experiência total testada, fazer a nossa análise.



Posts Relacionados