OUYA poderá estar morta à partida

A ideia da OUYA parecia atractiva. Uma consola barata com Android 4.1 capaz de jogar todos os jogos deste mercado e possuindo emuladores de diversos sistemas. No entanto agora que a consola foi lançada a mesma está a ter más análises.

Ouya

As primeiras análises à OUYA não são favoráveis e são mesmo desagradáveis. Por exemplo, o Engadget considera a consola pouco polida, mas o Verge vai muito mais longe e dá-lhe uma nota de 3,5 em 5, referindo que a consola está a milhas de ser algo onde vale a pena gastar dinheiro.

Ao que parece a OUYA comete erros de novato, mostrando que as pessoas que estavam associadas ao projecto não possuiam verdadeiramente experiência no ramo das consolas.

Para começar a consola usa uma versão 4.1 do Android, mas inalterada e adaptada para uso em uma TV. A única alteração é um interface ao estilo Metro.

Publicidade

Retomando o nosso artigo

Ouya2

Mas um dos grandes problemas da consola é a memória de armazenamento de apenas 8 GB que não é compensada com uma slot SD. Quer isto dizer que a consola fica extremamente limitada, particularmente quando sabemos que jogos como GTA ocupam mais de 1 GB de espaço.

ouya remote

O controlador é algo reles… Possui um aspecto barato e aparentemente o toque é igualmente barato, com uma qualidade de construção sofrível. É wireless, mas possui um lag inaceitável.

Os 104 jogos disponíveis nesta fase não impressionam, e apesar de mais de 8000 criadores se terem comprometido com a consola estes sofrerão todos de um problema. Os jogos não se adaptam bem a grandes ecrãs e ao re-escalamento para 1080p, parecendo jogos de 8 bits dos anos 80. E infelizmente quanto a isso pouco há a fazer uma vez que a consola não possui as performances para criar verdadeiros jogos a 1080p

Assim, pelo menos nesta fase, e apesar do seu custo reduzido de 99 dólares, a OUYA não parece valer a pena.

Publicidade