Palavras do Product Manager da Microsoft deram o que pensar. Mas afinal…

Albert Penello é o Product Manager da Microsoft e referiu na semana passada que “as comparações de especificações entre a PS4 e Xbox One não querem dizer nada”. Mas o mais intrigante foi o que disse a seguir que deixou muitos a pensar.

Xbox1-m

Albert Penello referiu recentemente “as comparações de especificações entre a PS4 e Xbox One não querem dizer nada“, referindo-se ao facto que “o que interessa são os grandes jogos“.

E se não podíamos deixar de concordar com essa frase, uma vez que uma consola vale pela combinação do seu hardware e software e como tal não necessitamos da melhor consola para termos grandes produtos. Basta ver o que a Wii conseguiu na actual geração.

Mas o intrigante das frases foi o que Penello referiu a seguir: “Faltam vários meses até ao lançamento das consolas e como qualquer estudante da indústria sabe, as especificações mudam“. Acrescentou ainda: “Dados os rumores sobre as especificações de ambos os sistemas, alguém pode conceber uma situação ou decisão que possa ser tomada e onde , apesar da performance teórica dos componentes, o produto que parece mais “fraco” seja, na realidade, o mais poderoso? Acredito que o debate sobre este assunto poderia dar alguma luz sobre os motivos porque não queremos entrar num debate sobre especificações até o produto ser final e estar despachado.

Publicidade

Retomando o nosso artigo

Estas foram frases intrigantes sem dúvida. Dado que as especificações da Xbox One não são rumores, mas factos já confirmados por fontes que tiveram acesso à consola, haveria que questionar se a Microsoft estaria a querer ou a ponderar alterar algo.

Publicidade

Retomando o nosso artigo

Afinal se houvesse algo actualmente escondido na Xbox que a pudesse tornar mais poderosa que a PS4, porque esconder e deixar as pessoas tomar partidos, escrever-se milhares de artigos comparativos que nada abonam a seu favor, e fazer pré-reservas sem o saber? Não haveria lógica nenhuma em manter a situação em segredo pois a Microsoft só se estaria a prejudicar com isso.

Estas foram palavras estranhas que deixaram muitos a pensar em mil e um cenários… até que foram explicadas. E a montanha pariu um rato.

Basicamente o que ele quis dizer foi que não sabe o que os engenheiros da Sony alteraram na consola, mas sabe o que foi feito na Xbox One. E refere que apenas a sua equipa sabe totalmente o que foi feito na arquitectura do sistema e as situações realizadas que podem melhorar ou piorar a performance, possuindo total confiança nos seus engenheiros.

E apesar de ter toda a razão e não se saberem pormenores sobre alterações ao nível do que é sabido no que toca à PS4 (seja por não terem sido nunca anunciadas, o que parece pouco lógico, ou por, pura e simplesmente não existirem), os factos ficam que essas alterações apenas melhoram a capacidade de se atingir a performance máxima teórica, mas não a performance máxima em si. Essa requer alterações ao hardware que do lado da Xbox, de acordo com quem já acedeu ao hardware, não existiram.

Seja como for, o que este senhor basicamente quis dizer foi que possui plena confiança nos jogos Xbox que acredita serão excelentes e poderão afirmar-se face à PS4. E quanto aos jogos excelentes na Xbox não temos igualmente a mínima dúvida que existirão. Já que baterão os da PS4… isso é algo a ver.

Fonte: Gameranx

Publicidade

Posts Relacionados