Comentário: Phil Spencer – Nem todos os jogos da Xbox One irão para o PC

phil_spencer1

Afinal nem todos os jogos Xbox One irão para PC. Será?

Se há algo no qual a Microsoft tem sido pura e simplesmente pouco eficaz é no campo da comunicação. A empresa tem timmings terríveis e quando refere algo que desagrada aos seus clientes ou parceiros e estes reagem, a empresa parece que cai em si e alguém aparece a explicar que afinal a coisa não era bem assim ou a corrigir a situação repondo as coisas como estavam. Os exemplo de tal são já inúmeros!

Com ou sem intenção, e goste-se ou não, este tem sido um dos defeitos da Microsoft nos últimos anos.

Ainda recentemente Phil Spencer veio referir que ele próprio diz por vezes coisas que não deveria dizer, e vem clarificar as suas palavras. E apesar de gostar bastante da honestidade de Spencer, começa a ficar mal a quantidade de explicações que se tem vindo a dar relativamente a posições ou frases que a empresa ou seus representantes haviam proferido, ficando no ar a ideia que não há firmeza nas declarações e que a empresa reage de acordo com as respostas do mercado.

Diga-se que o reconhecimento dos erros é uma atitude extremamente nobre num pessoa, mas que não fica bem a um líder. Mais ainda quando este refere frases em que inclui Uncharted 4 como um dos grandes jogos que espera para 2016. Apesar de para mim estas frases  o engrandecerem como pessoa e gamer que é, percebendo se alguem capaz de reconhecer o virtuosismo do trabalhos dos outros, de forma a poder fazer igual, empresarialmente e junto dos fans mais acérrimos é algo que cai muito mal. Alguém imagina um dos chefes da Coca-Cola vir referir que a Pepsi também é muito boa e a manter-se no cargo?

E agora temos mais um aparente caso onde Phil não só parece mudar um pouco a sua posição anteriormente assumida como o que refere é pouco claro e incompleto:

Como é conhecido, após uma série de comunicados da Microsoft onde a empresa referia a criação de uma plataforma Windows 10 e na qual a Xbox One se iria incluir, a empresa deu a conhecer que os vários exclusivos previstos para a Xbox One para 2016, com excepção de Crackdown 3 (sobre o qual apenas há rumores da passagem para PC), iriam todos para PC (Quantum Break ainda era considerado Exclusivo nessa altura, mas sabe-se agora que irá para PC em lançamento simultâneo com a consola).

Ainda no âmbito dessa plataforma, a empresa foi mais longe ao dar a conhecer abertamente que a série Forza passaria a ter todos os seus jogos futuros desenvolvidos para PC.

Aliás, mesmo analisando o passado vimos que já outros jogos como Dead Rising 3, Ryse: Son of Rome e outros já tinham deixado de ser exclusivos Xbox One, passando para PC, mostrando que a ideologia da empresa já vinha de trás.

Infelizmente, talvez devido a precipitação nas atitudes, a realidade é que, indies excluídos, com as passagens anunciadas e já acontecidas de jogos Xbox One para PC, atualmente a consola possui apenas uma mão cheia de jogos que são efetivamente exclusivos do seu hardware (Halo: MMC, Halo 5, Forza 5, Forza 6 e Sunset Overdrive –  Forza 2 Horizon exclui-se da lista pois existe para a Xbox 360)).


O que vimos perante todos os acontecimentos envolventes à criação desta plataforma foi uma recepção algo mista, com uns a aceitarem, outros a gostarem e outros a odiarem, quer por parte do mercado Xbox, quer por parte do mercado PC. E agora, aos poucos, perante essa realidade de desagrado por parte de muitos que antes estavam satisfeitos, a Microsoft parece estar a apresentar uma possível mudança de postura, mas ainda pouco clara.
Phil Spencer que ainda recentemente defendeu as virtudes e vantagens de ter todos os jogos Microsoft disponíveis numa plataforma universal, vem agora, numa nova entrevista, dizer que “muito certamente” nem todos os jogos da Xbox One irão passar para PC.

Ora isto nem é carne nem é peixe. Apesar de esta ser uma abertura que poderia acalmar muitos ânimos, o facto é que o uso do termo “muito certamente” refere apenas uma possibilidade, não uma certeza. E o que as pessoas descontentes ou em dúvida querem neste momento é certezas!

Para 2016 a Xbox One tinha 9 exclusivos anunciados. E com excepção de Crackdown, todos foram já oficialmente anunciados para PC. Será que é isso que Phil quer dizer? Que a Xbox One continuará a ter 1 exclusivo por ano? Ou será que terá mais? Se sim, quantos?

Convenhamos que, face à proposta da concorrência (a lista apresenta 9 exclusivos hardware, entre outros) e aos jogos 100% exclusivos que o hardware Xbox perdeu, dizer que “muito certamente” nem todos os jogos Xbox One sairão no PC soa a muito, muito pouco. Especialmente quando vemos a empresa a eliminar 7 dos seus estúdios (agora serão 6 pois a Microsoft mais uma vez fez um 180 e após ter removido o seu nome da lista, reactivou a Lionhead. Seja como for a legislação Inglesa impede que a empresa seja fechada sem um periodo de 30 dias de discussão, pelo que a empresa poderá voltar a sair da lista) e em que dois deles estavam a trabalhar em jogos quase terminados para a consola (Fable: legends sairia igualmente para PC, mas tal era ainda desconhecido em Knoxvile)


É por isso nossa opinião que a Microsoft deveria promover um diálogo com os seus fans e parceiros, ouvir as suas questões e elucidar os mesmos com respostas claras e coerentes. Só na posse de todos os dados é que alguém pode efectivamente pensar, mas a comunicação da Microsoft falha em divulgar informações mais detalhadas, apenas revelando coisas a conta gotas que, por poderem estar até fora do contexto, só tem vindo a desagradar muita gente (sim, porque o problema é que há pessoas desagradadas dentro de um grupo onde antes todos estavam agradados, e como tal são apenas os desagradados que interessam para o caso).

Fonte: Entrevista Phil Spencer (21m13s)

Publicidade

Posts Relacionados

Readers Comments (28)

  1. Microsoft reativou a lionhead?

    • O logótipo da Lionhead foi retirado da lista de estúdios da Microsoft no dia do anuncio, mas atualmente está lá de novo.
      Podes confirmar aqui. Entra na opção Studios no canto superior direito!

    • E agora josé?

      Como ficam esses caras que já trabalham a tanto tempo em uma empresa e de repente um jogo quase pronto é cancelado e a empresa fechada, todos na rua, depois a dona da um 180 e abre novamente a empresa anteriormente fechada, e seus colaboradores como ficam?
      Segunda é dia de entrevistas, logo saberemos os resultados desses acontecimentos.

      Off: Mário, a naughty dog está lançando alguns vídeos de making off de uncharted 4, o primeiro vídeo já esta ai, e existe lá uma cena que se aproxima e muito do fatidico trailer da e3 2014 ao qual muitos aqui diziam ser fake, que o jogo não alcançaria aquela qualidade, de uma olhada e se for interessante pra vc crie um artigo.

      Bom dia a todos

      • Netto troca lá isso por miúdos que eu não percebi, nao me estarás tu a confundir com outra pessoa como o Fernando?
        Já és o segundo em pouco tempo a fazê-lo, já começo a ficar alarmado.

        • José Galvão, eu posso estar enganado, mas o que o Netto quis dizer acredito que seja referente a uma gíria que usamos aqui no Brasil, quando não temos alternativas ai usamos essa gíria “e agora josé”, não seria referente a uma pessoa específica e sim a situação no caso o contexto em que o Phill Spence se encontra de não saber para que lado vai.

          Acho que é isso que ele quis dizer.

  2. Está começando ficar estranho isso, uma hora anuncia que vai virar uma plataforma unica entre Pc e Xone, agora que vai ter jogos somente para Xbox One!!
    Isso é bem ruim, precisam decidir o que querem, por primeira vez começo a duvidar um pouco que nem eles sabem o que realmente querem, e o que estão fazendo.

    Ter jogos exclusivos para One precisa ver se tinha lucro, vantagem de fazer isso, claro que tendo jogos que so podem ser jogados no Xone a pessoa que quisesse seria obrigada a comprar o Xone!

    Porem se vender pouco é prejuízo, saindo para PC é mais dinheiro que entra mais jogos que podem fazer, porem o Xone perde um pouco a força vai vender ainda menos, é um assunto muito complicado, para dizer se é vantagem ou não!!

    O que não pode é ficar em cima do muro fazem conferencia para unificar tudo, com ideias de criar um novo conceito no console, que são upgrades, e agora vem o chefão da divisão do Xone e fala que nem todos os jogos vai para o PC…

    Estranho…. muito estranho…

    • Eu não sei se é estranho. O que é estranho é ninguém perceber exatamente o que a Microsoft quer, e isso porque a empresa parece ter receio de se afirmar.
      A visão da Microsoft é futurista… Apenas não agrada a todos. E isso quer dizer que a Microsoft vai conquistar novos clientes mas ao mesmo tempo perder parte dos atuais. Se no fim sai a ganhar ou a perder isso não sei, mas o certo é que a empresa parece andar com receios de perder o que tem, e como tal não se define.
      Pessoalmente acho que o grande problema da sua visão é o estar a mudar a mesma constantemente! Ela deveria ser introduzida com uma nova geração de consolas e não a meio da atual onde as pessoas que compraram a Xbox não a esperavam, e muito menos esperavam as consequências da mesma.

    • Outra coisa é que fala que é um ecossistema, mas ainda saem jogos que não permitem o cross-play entre PC e One, Rocket League e o Forza 6(emboram sejam um pouco diferentes) são exemplos

      • O ecosistema ainda não existe verdadeiramente. Trata-se da universal windows platform, mas atualmentr apenas o PC está nela, sendo que a XBox ainda tem optimizações específicas. O grande problema é que ela entrando em força a One provavelmente, pela logica da plataforma vai perder as optimizações. Amanhã tenho um artigo sobre isso.

  3. Mario acho que posso postar esse trailer que acabou de sair nesse topico já que fala de Xbox One ?
    Mas caramba olha esse trailer nunca vi nada igual sinceramente, isso é fascinante!!
    https://www.youtube.com/watch?v=ruY1eT9bXiw acabou de sair!!

    PS:Mesmo que não seja in game é lindo!

  4. Os jogos do One que não irão pra pc irão para o PS4,são chamados multiplataforma: Tekken,Red dead remaster não vão pra pc mas vão pro PS4,é isso que o cara quer dizer mas escondendo o jogo tentando tapear os consumidores de one

  5. Até ondea Microsoft confirmou, a Lionhead não tinha sido fechada junto com o cancelamento do Fable Legends. Eles disseram estar em discussão sobre fechar ou não o estúdio, ai foi nessa hora que pintaram notícias sobre o fechamento e a história da Sony estar contratando funcionários.
    De qualquer forma, se a Lionhead continuar, provavelmente será com uma enorme restruturação, o que certamente significa demissões de funcionários.
    Caso algum seja contratado pela Sony, que não seja apenas jogada de marketing igual a Corrinne Yu que foi demitida da Naughty Dog em menos de 2 anos. Quando ela saiu da 343i, havia um notícia falsa sobre ela ser a programadora líder da Engine de Halo, que logo foi desmentida. Ela saiu da Microsoft sem ninguém de lá mostrar muita preocupação com isso é a Sony correu pra contratar e fazer um marketing. Pouco tempo depois, insiders diziam que ela estava prestes a ser demitida por incompetência e que ela tinha ganhado fama em cima do trabalho de outras pessoas na 343i. É foi dito e feito, consultem o Linkedin da moça.
    Se a Microsoft está demitindo funcionários de um estúdio que não apresenta nada de impressionante a muito tempo, e já disse que vai realocar alguns profissionais, é melhor tomar cuidado com esses que sobram. Certamente estão realizando os verdadeiramente talentosos para trabalharem em projetos mais lucrativos e deixando de lado os mais comuns.
    Só para dar um exemplo, o especialista lider de motores graficos dos jogos Fable bem sucedidos (1,2,3) já saiu da empresa à 6 anos. Pouco tempo antes dpo lançamento de Fable 3, ele já trabalhava na ubisoft, sendo responsável pela engine de Splinter CELL Conviction.
    Os problemas internos da Lionhead já vem de antes de terminarem Fable 3. Molyneux não deve ter saído a toa para desaparecer do mercado.

    • A Microsoft afirmou que estava em negociações para o fecho do estúdio. Isto não é algo que demonstre boa vontade de ninguem, mas algo imposto pela legislação Inglesa que impede que se fechem empresas subitamente, obrigando a uma discussão de 30 dias. Esse é o motivo mais do que provável para o 180 da Microsoft que retirou o logótipo da Lionhead e o voltou a por na sua página.
      O motivo do fecho eu tenho quase a certeza que sei qual foi, e estou a esboçar um artigo sobre isso! Basta ler o relatório financeiro de 2015 e percebe-se!
      A lionhead produzia Fable. E Fable, apesar de ser um dos franchisings AAA da Microsoft era dos menos lucrativos. Foi assim o elo mais fraco dentro dos estúdios maiores.
      Os funcionários no entanto reagiram. E no tweeter os que por ali estavam davam-se todos como despedidos e certamente estarão, apenas não oficialmente dado que o período de carência ainda decorre.

      Quanto à Corrinne Yu… acho interessante esse comunicado da Microsoft que eu até desconhecia, vinda de um porta voz não identificado da Microsoft, e que refere que a Corrinne Yu nunca trabalhou no motor de Halo ou no seu grafismo.
      A parte mais interessante de tudo é a existência desta patente, que refere como criadora a Corrinne Yu, e submetida pela Microsoft, e referente à metodologia de iluminação usada no motor do Halo 4.
      Mas certamente será engano… A Corrine deve ter feito o motor de luz para o solitário, e a Microsoft aplicou-o no motor do Halo sem ela nunca ter trabalhado nele.
      Ora uma pessoa com o curriculo da Corrinne e que inventa um motor de iluminação destes é, como seria de esperar… incompetente! Foi por esse mesmo motivo que se manteve 12 meses na Naughty Dog após os rumores de incompetência aparecerem. A Naughty Dog manteve-a por lá a trabalhar num jogo de cartas que tambem estava a desenvolver para ver se ela conseguia produzir algo de jeito como fez na Microsoft.
      Curiosamente a Corrine saiu… para a Amazon. Foi certamente despedida!
      E a Amazon… foi contratatar a incompetente… Para um cargo onde certamente ganha mais do que na Naughty Dog e onde ela se vai dedicar especificamente àquilo que mais gosta de fazer, as aplicações matemáticas (neste caso para gestão de uma frota automatizada de Drones – valha-nos Deus, uma incompetente à frente disso).
      Mas quem é que abandonava um cargo de programadora numa empresa para entrar em outra onde se reporta apenas directamente ao Vice Presidente das Ciências da Amazon. Certamente foi um downgrade na sua carreira..
      Desculpa o sarcasmo Fernando, mas o que refiro em cima são realidades! Difamações sobre uma pessoa que possui 36 anos e que já trabalhou para inúmeras empresas como a Nasa, Microsoft, Apple, Nvidia, Sony, Intel, IBM, Apogee, 3D Realms, Learning Company, Ion Storm, Gear Box Software, EPIC, Sierra Oakhurst, e agora a Amazon, tendo mesmo trabalhado com Acelradores de particulas lineares e tendo obtido um prémio por trabalhos em física nuclear, são pouco credíveis, especialmente vindas de pessoas que não dão a cara e que de inteligência ficam muito a dever à pessoa em causa. E como se vê, com 36 anos, e um curriculo destes, Yu não fica muito tempo no mesmo sítio.

      • Verdade, ela tem competências em várias áreas, só não sei se são as necessárias para o que os estúdios queriam. Não sabia sobre a patente, mas ouveram os rumores da época e curiosamente ela saiu pouco depois. Bem como também houve pronunciamento da Microsoft sobre ela não ter trabalhado no que falaram que ela trabalhou em Halo.
        O que é curioso, é quem é mencionado na equipe de Halo é o marido dela Kennet Scott, que hoje na equipe do Oculus Rift.

        Sobre Fable não dá lucro, não é novidade não. Dos exclusivos, esse sempre pareceu ser o mais fraco em apelo do público e o feedback sobre o legends não era bom. Dizem que eles tinham uma nova IP, não se sabe o que haverá com ela.

        • A rapariga é um crânio das matemáticas aplicadas. Torna-se dificil criticar alguem quando há um curriculo desses. Eu pela minha parte remeto-me à minha ignorância face à sapiência da senhora.
          E sim, eu li sobre o marido. Aparentemente igualmente muito apreciado.
          Fable é como dizes. Mas eu não diria que não dá lucro, diria antes que era o franchising AAA menos lucrativo da Microsoft.

    • @Fernando

      Eu percebo o que é gostar mais de uma companhia que outra, agora a forma como tu veneras tudo e todas as atitudes da Microsoft, é algo perturbador.
      Para ti a Microsoft ainda é a vitima disto tudo, o fecho da Lionhead é mentira, foi a press que inventou para ter que falar, mesmo com um comunicado de imprensa por parte da própria Microsoft nas mãos.
      A Lionhead são uma cambada de incompetentes que estavam a fazer um jogo mau, não por causa da Microsoft os obrigar a fazer Fable até à exaustão, mas porque são incompetentes, o Peter Molyneux, o maior mentiroso de toda a industria, é que foi esperto, meteu-se ao fresco, assim evitou não só ser despedido, como evitou a possibilidade de ser contratado pela Sony que só o faz como manobra de marketing, só não percebo é porque é que há mais estudios na corrida.

      E por falar em incompetência, a maior de todas, a rainha da incompetência, Corrine Yu, com um curriculo invejável afinal não dá uma para a caixa, mas como é que foi reconhecida por todo o trabalho desenvolvido?
      Ah pois, afinal era o marido que fazia por ela, só quero ver é como é que ela se desenrasca na Amazon, agora que não tem o lacaio por perto…

      Dá vontade de rir de tão ridiculo que é mas enfim, o Tio Phil até já diz que é ok não comprar uma XO, mas cá para mim acho que ainda vai haver quem ache que o futuro da XO de mão dada com o PC é tão solarengo como uma manhã primaveril!!!

      • @Jose Galvão discordo de voce referente algumas atitudes do Fernando em defender em muitas as vezes com base os sesu argumentos apenas analise as resposta dele em muitos artigos, algumas vezes ja debati com o mesmo sobre alguns temas pois nao possuo a marca x de console, porem mesmo assim ele sempre traz dados relevantes sobre o que defende.
        vejo aqui sempre muitos a falar sem conhecimento ou analises sobre alguns temas e se fomos falar de pertubador teriamos que dizer de um punhado de pessoas que protege a marca PS entao, ao inves de alfinetar vamos analisar bem o que se diz. Pois nao sou a favor de marca e sim de bons conteudos. Por isso mesmo fui de ps4 mais vejo fundamentos em relacao aos comentarios de Fernando. Ele e o Marios entre muitos aqui sao os mais sabios ao comentarem sobre estes temas.

        • Estes gajos são é todos muito mauzinhos! 😉

          Eu tambem sou às vezes assim com as discussões com os meus amigos, mas não deixamos de ser amigos por isso.

          Aposto que se o Fernando e o Galvão fossem da zona do Porto íamos mas é todos beber um copo para discutir estas coisas. 😉

          • kkkk foi boa essa, realmente.

          • Não seria a primeira vez, lembro-me de um tipo com quem estava sempre ”ás turras” e acabei por o conhecer, e veio inclusive a minha casa, isto de comentar na net ás vezes é muito impessoal, dai que por vezes existam conflitos.

        • @Janaiana

          Aqui somos todos sábios, cada um à sua maneira, agora quando se descontextualiza factos para se acomodar clubismos, podes crer que aponto o dedo, agora se discordas, estás no teu direito, mas não vás mais longe, pois o Mário deu uma resposta exemplar mais acima.

          Eu também posso trazer dados relevantes para uma discussão e usá-los de forma cinica, isso não é estar certo, é ter poder de argumentação, há pessoas que apanham, outra nem por isso, mas a verdade é como o azeite, vem sempre ao de cima.

          • Jose Galvao

            Não preciso ir longe e espero que não tenha levado ao lado pessoal, pois podemos marca ai na sua cidade de tomar um “Vinho do Porto”kkk
            Existe um velho ditado que se encaixa bem nesta sua colocao (Macaco senta no próprio rabo para falar do rabo dos outros).
            Como disse discordo de sua acidez em relação a seu Tal clubismo pois é meio feio apontar o dedo sabendo que é igual.
            Enfim opiniões divergentes é assim mais espero que possamos montar um clube do vinho e conversar sobre outros temas, me convida que aceito o convite kkkk
            Brincadeiras a parte boa semana a todos

          • Janaina… o José Galvão é da capital… De Lisboa. E o vinho de lisboa é de fugir 😉
            A minha cidade é que tem o vinho do Porto, as francesinhas e as tripas à moda do Porto! 😉

  6. Bem curioso quando um jornalista perguntou ao Phil Spencer, quais motivos um PC gamer teria pra comprar um console como o One…

    http://www.polygon.com/2016/3/11/11208418/phil-spencer-says-pc-gamers-might-not-buy-an-xbox-one-but-that-s-okay

    Achei a resposta sincera e meio embaraçosa, tanto que ele levou um tempo pensando antes de responder… Um PC gamer, se for investir num console, certamente será da Nintendo ou Sony… Agora pros casuais, o One continuará funcionando… Meu irmão tem um, e não quer saber de PC…

    • O que me choca na resposta de Phil não é o obvio de que um PC gamer nunca compraria uma consola quando os jogos são partilhados.

      O que me chocou foi que Phil Spencer demorou 10 segundos a responder à pergunta, como se tivesse sido repentinamente apanhado pela razão.

      E isso é que, mais uma vez, me dá a ideia de que a Microsoft anda completamente a apanhar papeis.

      Relativamente ao teu irmão, como referes e muito bem, ele não é um PC Gamer… é um gamer casual. Tem um PC mas não especificamente para jogos. E não são esses que contam pois para esses a simplicidade das consolas é atractiva. O que contam é os verdadeiros gamers de PC, aqueles que possuem boas máquinas e as renovam regularmente. E se esses antes poderiam comprar a consola porque queriam os exclusivos, agora nem sequer pensam nisso!

Os comentarios estao fechados.