Phil Spencer: Trabalho em novos jogos First Party para a Xbox começou.

Começou? A Xbox foi lançada em 2013 e em 2017 o trabalho em novos jogos First Party começou?

Aos poucos Phil Spencer começa a cair em descrédito. Apesar de ter sido uma pessoa que nos mereceu imenso crédito quando apareceu, com um discurso bem estruturado e promessas adequadas, o passar dos anos mostra que no fundo a Xbox continua como sempre esteve… à deriva. E as promessas não cumpridas foram de tal forma uma constante que cada vez mais se torna difícil acreditar seja no que for que é dito.

Phil Spencer veio recentemente anunciar que o trabalho em novos jogos First Party para a Xbox One começou. E esta frase é triste seja lá porque perspectiva a analisemos.

Na parte boa da notícia, a acreditarmos no que Phil refere, a Xbox One vai ter novos exclusivos First Party. Mas quando se sabe que um jogo demora entre 3 a quatro anos para ser desenvolvido, vir anunciar que o trabalho nesses jogos começou… é triste!

Estamos em 2017… a Xbox One foi lançada em 2013! Como é possível que se venha dizer agora que o trabalho em novos exclusivos começou apenas agora?



A realidade é que a Xbox One praticamente não tem exclusivos desde 2016. Forza é um lançamento fixo, e esse saiu em 2017. Super Lucky’s Tale tambem foi um lançamento novo. Mas tudo o resto que saiu em 2017 e o que está previsto sair em 2018 já é conhecido desde 2016, e só não saiu um 2016 e saiu em 2017 ou vai sair em 2018 porque foram adiados. Com a excepção dos dois títulos já referidos, nada saiu ou foi anunciado de novo.

E se somente agora se iniciou o trabalho em novos jogos First Party, antes de 2020 estes não estarão cá fora… E isto a acreditar que as equipas conseguirão desenvolver os jogos sem problemas.

Mas mesmo a parte boa da notícia tem o que se lhe diga. Eis algumas declarações ao longo dos anos de Phil Spencer que nos levam a não acreditar sem reticencias nas suas palavras:

29 de Maio de 2013 – Don Mattrick e Phil Spencer – Microsoft tem mil milhões de dólares para investir em jogos exclusivos Xbox

Façam as contas… onde estão os mil milhões?

29 de Maio de 2013 – Don Mattrick e Phil Spencer – Há 15 exclusivos apenas para o primeiro ano da consola, sendo que 8 são novos IPs

A Xbox One não teve 15 exclusivos no primeiro ano. E 8 novos IPs exclusivos… Muito menos!

25 de Novembro de 2013 – Phil Spencer – A Xbox terá exclusivos do Japão que serão revelados para o ano!

Exclusivos Japoneses… Scalebound? Foi cancelado!



3 de Abril de 2014 – Phil Spencer – Fala de novos estúdios First Party desconhecidos

Lift London e outros desconhecidos… O que fizeram até hoje? Jogaram às cartas? Porque não ouvi falar de mais estúdios nenhuns e mesmo esse Lift London…

20 de Agosto de 2014 – Phil Spencer – Os exclusivos podem ajudar a Xbox e a Playstation a crescer.

A Microsoft fez um desinvestimento nos exclusivos. 2017 é, estatisticamente, o pior ano de sempre da consola a nível de suporte de exclusivos. De resto os exclusivos efectivamente ajudaram a Playstation a crescer.

24 de Novembro de 2014 – Phil Spencer – A promessa que RPGs Japoneses aparecerão na consola continua.

Phil fala no plural! Mas para além de Dark Souls 3, que não é exclusivo, não estou a ver mais nada.

13 de Julho de 2015 – Phil Spencer – A minha estratégia é mais centrada nos nossos Franchisings First Party, e investir em Franchisings que possuimos, e provavelmente menos em conteúdo de terceiros.

Uma estratégia que se revelou fraca. Os exclusivos lançados pela Microsoft foram apoiados nos mesmos Franchisings de sempre (Halo, Forza, Gears), e praticamente exclusivamente nesses.

4 de Agosto de 2015 – Phil Spencer –  Quando questionado sobre a forma como a Sony criava e comprava exclusivos, e a Microsoft não, Phil responde: Estamos a tomar a decisão conscienciosa de nos focar nos nossos jogos First Party.

Pois… Todos conhecemos o atual estado dos jogos First Party da Microsoft.

14 de Agosto de 2015 – Phil Spencer – A Nintendo inspira-me quando o assunto é jogos First Party

Perante o estado actual das exclusividades Xbox, pelos vistos não inspira assim tanto!

Convenhamos que estar desde 2013 a ouvir falar em First Party, em investimento First Party, em novos Ips, em novas equipas, e não ver nada passado quatro anos, receber agora uma notícia de que o trabalho nos Exclusivos Xbox começou é deveras desmotivador. É muita treta passada para se acreditar que desta vez é que é! E mesmo que seja, a começar agora, ter estes jogos para 2020 é um bocado tarde não?



Posts Relacionados