Playstation Clássica é na realidade uma PS Vita limitada nas funcionalidades, e a correr um emulador… open source!

A Playstation clássica revelou-se uma decepção quando deu para perceber que na realidade o que ali existe é uma PS Vita sem qualquer função de conectividade extra, e a correr um emulador de Playstation que, por acaso, até é open source!

Nota  28/12/2018: Após a desmontagem da consola verifica-se que na realidade não se trata de uma PS Vita, mas sim de um processador Arm muito menos capaz, um Mediatek quad core entrada de gama, a 1.35 Ghz, equipado de uma placa gráfica Powervr, num desenho de board proprietário da Sony e criado para o efeito.

A Playstation Clássica acabada de lançar pela Sony foi criada usando um emulador open-source que foi licenciado. Basicamente a Sony nem se dignou a fazer o seu emulador, usando o popular PCSX ReARMed que pode ser encontrado gratuitamente na internet.

A PlayStation Classica, quando foi apresentado, teve uma recepção muito positiva, mas o mediatismo em torno da mesma foi caindo à medida que era anunciados os jogos que estariam presentes, sendo que os 20 jogos ali presentes estão longe de serem todos dos mais mediáticos da vida da consola.

Mas a maior decepção surgiu com o teste à consola, com poucos extras e sendo que a consola era basicamente um sistema a correr um emulador.



Entretanto o Ars Technica deu a conhecer que nem sequer no que toca ao emulador a Sony trabalhou. Na realidade o emulador é o PCSX ReARMed, a versão mais recente de um emulador que existe desde 2000. Curiosamente, nas re-edições de consolas da Nintendo, os emuladores foram criados pela própria Nintendo.

Não é novidade nenhuma que a Sony use um emulador. Já o fez quando levou jogos PS2 e PS3 para a PS4! A diferença é que esses foram criados pela Sony.

Naturalmente não há problema nenhum no uso deste emulador. É perfeitamente válido, estável e capaz, e a sua escolha até mostra uma postura radicalmente diferente da usada pela Nintendo, e onde todos estes emuladores estão a ser retirados do mercado, ameaçados de processos em tribunal.

Seja com for, o facto de o emulador ser open-source mostra que a Sony pouco ou nada investiu nesta consola. Basicamente meteu uma PS Vita TV numa caixa diferente, despojou-a de conectividade, e ligou-lhe dois comandos básicos. Depois é só vender a 99 euros, e esperar que os fans dos jogos antigos “que ninguem quer jogar”, a comprem!



Posts Relacionados

21
Deixe um comentário

avatar
7 Comment threads
14 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
5 Comment authors
Vitor CaladoMário Armão FerreiraVitor PGLiviobruno Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest
Notify of
bruno
Visitante
bruno

FAIL.

As pessoas ficam melhor servidas com a VITA.

Que palhaçada.

Livio
Visitante
Livio

É por isso que digo que o melhor local para jogar é no hardware original, para isso tenho os modelos 1001 e 5501.

Sendo o hardware um PSVita, que no caso deve ser um Vita TV, não duvido que em breve encontrem uma brecha e demais jogos possam ser instalados.

Vitor PG
Visitante
Vitor PG

Não sei por quê o rage, tanto snes mini quanto Genesis mini usam emuladores pra rodar os jogos, se são emuladores criados pela empresa nada importa, funciona igual,essas minis são produtos de nicho, para colecionadores,se quiser jogar todos os jogos de PlayStation,compre o console original e CDS virgens,baixe os jogos e grave no CD e depois jogue no console

Vitor Calado
Visitante
Vitor Calado

Também não vejo mal nisso, a SONY não iria desenvolver um hardware de propósito para essa mini consola, quando ao software se é open source significa que a Sony poderia e certamente fez uma optimização para que os jogos corram bem…e uma PS VITA custa mais que 99 € pelo que o preço também me parece justo

bruno
Visitante
bruno

Não vês mal nisto quando a Sony recusa retrocompatibilidade “porque ninguém quer saber” na PS4 e se põe a lançar consolas anteriores a 99€, com hardware reciclado e emuladores gratuitos?!

Vitor Calado
Visitante
Vitor Calado

Esta consola é para coleccionadores, no OLX está á venda uma PS1 original por 25€ pelo que quem quer jogar os jogos da PS1 o melhor lugar para o fazer é na consola verdadeira e original

bruno
Visitante
bruno

Ou uma PS2, onde pode jogar os da 1 e os da 2, sem problemas.

Livio
Visitante
Livio

Embora o PS2 contenha o hardware do PS1 em seu hardware lembro que nem todos os jogos são compatíveis.

bruno
Visitante
bruno

Em mais de 3000 títulos são pequenas excepções. Além disso, ainda ficas com todo o catálogo da PS2 a disposição.

Vitor PG
Visitante
Vitor PG

Gente, a SONY não está dando uma resposta a retrocompatibilidade com esse PS1 mini, o foco não é esse, esse console é uma edição para colecionadores, ou vc acha q alguém vai querer só 20 jogos? Melhor comprar um PS1 destravado q vc pode gravar seus jogos através de roms e jogar no seu console,PS2 realmente é bem fail pra jogar jogos de PS1,são pouquíssimos os jogos de ps1 q rodam bem no ps2.

bruno
Visitante
bruno

A PS1 tem um catalogo de 2600 jogos no total. A lista k vi de jogos não compatíveis com a retrocompatibilidade ia aos 100 no máximo.

Diria antes que sao pouquíssimos os títulos PS1 que não rodam na 2.

Livio
Visitante
Livio

O teardown do PS Classic. **Ainda irei ler o artigo do link.

https://www.eurogamer.net/articles/digitalfoundry-2018-playstation-mini-teardown