Playstation Now conta agora com oferta de 700 jogos

O serviço não está disponível na maior parte do mundo, mas é já o serviço de streaming que mais receitas arrecada. A oferta da Sony é agora de 700 jogos, o que claramente torna o serviço mais interessante do que os da concorrência.

Antes de escrever este artigo creio que devo reforçar mais uma vez que não sou grande apaixonado por este tipo de serviços, e isso pelas consequências que eles podem ter no futuro dos videojogos. Caso estes serviços fossem dominantes, os menos de 10 euros mensais pagos a dividir pela larga qualidade de jogos disponibilizado não permite grandes receitas a nenhum deles, e isso teria implicações na qualidade dos jogos a serem criados futuramente. Da mesma forma, de forma a se manter os jogos relevantes o conteúdo seria libertado aos poucos e não todo de uma vez, entrando-se assim em conteúdos episódicos e jogos online de forma a se manter o maior número de pessoas activa. Isto naturalmente teria implicações nos jogos Single Player que uma vez acabados não interessam muito mais, e na colocação de monetização dos jogos de forma a se conseguirem receitas extra e não divididas com terceiros.

No entanto, de todas as ofertas existentes deste género, as políticas do PS Now são talvez as mais atractivas. Aqui temos um serviço com uma oferta que mais nenhum oferece, e acima de tudo constituída por jogos que, sem perderem a sua qualidade, não são sucessos recentes no mercado. Basicamente, ao não possuir as últimas novidades, este serviço é uma oferta que corre paralelamente ao mercado físico tradicional, e não uma verdadeira ameaça ao mesmo, permitindo assim que os grandes títulos possam continuar a ser sustentados como sempre foram.

Continuará no entanto a ser, e esse é o seu ponto mais negativo, uma ameaça ao mercado de usados, o que poderá afastar muitas pessoas do mercado físico, e causar o fecho de muitas lojas que ganham dinheiro com esse mercado.

Seja como for, estes serviços são uma realidade e não os podemos ignorar, pelo que neste caso a notícia prende-se com a oferta actual do PS Now que inclui, por um pagamento anual de 99 dólares (8,25 dólares por mês), acesso a mais de 700 jogos PS2, PS3 e PS4, sendo que esta última consola possui 250 desses 700.



Os jogos PS2 e PS3 são jogados via Streaming numa PS4 ou PC, mas os possuidores de consolas PS4 podem descarregar os jogos dessa mesma consola, executando-os localmente.

Para quem recorre a este tipo de serviços, 700 jogos por 8.25 dólares por mês é sem dúvida a melhor oferta do mercado!



Posts Relacionados

newest oldest
Notify of
Edson Romagna
Visitante
Edson Romagna

O ps now não tardará para chegar no Brasil, ainda mais se o ps5 tiver msm a retro, podendo baixar os jogos do ps1, ps2, ps3 e ps4.

Fernando Molina
Visitante
Fernando Molina

Já era pra ter chegado né, nisso a Microsoft dá um banho na Sony, o suporte ao mercado brasileiro

Edson Romagna
Visitante
Edson Romagna

Sim!

Livio
Visitante
Livio

Agora é torcer para:
1- Sony disponibilizar o serviço no Brasil (eu não utilizarei)
2- Que o governo barre novamente a ideia das provedoras de internet de ter uma franquia de dados, pelo que soube nas últimas semanas a Claro recomeçou a querer que seja colocado um limite de dados.

bruno
Visitante
bruno

Eu espero que os defensores da teoria “A Microsoft oferece melhores servicos e por isso nao precisa de exclusivos” entendam isto que a pouco e pouco isso deixa de ter qualquer tipo do pouco fundamento que ja tinha (ou seja esse argumento tambem esta a ir pelo cano abaixo, como algo de perspetiva para algo completamente falso).

O PS NOW nao so permite streaming, como o download local. Oferece cerca de 700 titulos dos mais diversos, e que a pesar dos anos, sao da maior qualidade (serie Uncharted, Killzone, The Last of Us entre outros). E tudo isto por menos de 9 euros/mes.

Tem mais valor que GamePass que oferece 7 vezes menos os titulos e cobra mais mensalmente ou o EA Acess que tem um catalogo 14 vezes inferior e cobra mais de metade por mes que o preco do PS NOw.

Eu continuo a nao me interessar este tipo de servicos. Tenho por norma comprar os jogos que quero, quando quero e depois de passar, vender. Para mim, todos estes servicos terao consequencias nefastas e o unico elogio que dou a Sony face as outras e ter tratado o PS Now com tanta descricao que ninguem fala dele.

Edson Romagna
Visitante
Edson Romagna

Exatamente, Bruno!

Vitor Calado
Visitante
Vitor Calado

depende muito do ponto de vista, durante anos a Sony atrofiou o serviço e mudou a sua filosofia, o GaiKai era um sistema para jogar jogos da geração actual, em plataformas mais fracas de gerações anteriores, passando isto para a Sony se esta se tivesse mantido fiel ao propósito do serviço, seria para que quem tivesse uma PS3 pudesse jogar os jogos da PS4 via streaming, e isso era uma coisa que me entusiasmou desde o tempo em que ainda nem imaginava que o Gaikai iria ser comprado pela Sony, em que acompanhava as noticias sobre o serviço e quase todas as semanas ia ao site do Gaikai que tinha uma linha temporal em que iam mostrando a evolução, desde as parcerias feitas com a Samsung e com a LG etc, a Sony comprou o serviço e mudou a maneira de ele funcionar, para jogar jogos da PS3 e PS2 na PS4 não precisava de ter comprado um serviço de 380 Milhões de USD…digo eu, o que era inovador era o contrário, a Sony nunca o fez e para mim perdeu todo o sentido….a minha última esperança, é que a Sony deixe a malta jogar jogos da PS5 na minha velhinha PS4…a tecnologia permite, basta a Sony ter coragem para o fazer

Livio
Visitante
Livio

Na minha opinião se a Sony mantesse a filosofia original do Gaikai as vendas do PS4 poderiam ser prejudicadas, oura para quê ter um PS4 se o PS3 “rodaria” os jogos da nova geração?

É a mesma pergunta que muitos fizeram quando a MS começou a sinalizar que a próxima geração teria um console somente Streaming, ” se o X é o console todo poderoso por qual motivo teria que comprar um novo console Streaming visto que as especificações podem ser bem similares “?

bruno
Visitante
bruno

Humm… Nao, nao depende.

Em primeiro porque eu comparo o PS Now com a concorrencia de hoje e tu comparas o PS Now com o Gaikai antes de se tornar no PS Now. Ou seja mudas completamente o assunto.

Em segundo, algumas das coisas que escreves e idealismo puro, e nao sao baseadas na realidade.

O unico argumento em que estas certo e na parte em que dizes que o Gaikai trazia jogos da mesma gercao que as maquina da altura e o PS Now, quando foi lancado (atencao ao “quando foi lancado”), nao fazia isso. Mas hoje faz, porque o PS Now ja conta com titulos PS4 no catalogo, logo este teu argumento cai por terra.

Dizer que a Sony tem atrofiado o servico e uma mentira descarada.

O Gaikai, conjuntamente com o ONlive surgiram em 2010 e desde entao morreram uma morte lenta, tanto que hoje o Onlive desapareceu. O motivo? A performance subpar. Nao fosse a Sony ter intervindo e comprado o servico, hoje teria desaparecido.

Uma analise da Eurogamer.net, que comprou os dois em 2012, noticia o seguinte: o Onlive oferece jogos completos enquanto O Gaikai oferece mais demos jogaveis (ou seja, o catalogo do Onlive era mais completo e melhor que o do Gaikai). E pior, o unico jogo disponivel que pudesse ser comparado nos dois era AC BrotherHood (2 anos antes). Tudo o resto o Gaikai, tinha demos, que nao podiam ser comparadas.

A analise revela isto sobre a experiencia: o Gaikai tinha melhores graficos, mas introduzia judder, algo que as consolas da altura conseguiam evitar. O input lag estava mais ou menos ao mesmo nivel das consolas em alguns jogos, mas titulos como Crysis 2 tinham piores valores e o mesmo podia ser dito de outros titulos.

Portanto, nao so o Gaikai tinha pior catalogo, como nao oferecia uma experiencia que pudesse ser considerar muito melhor que a das consolas da altura. No ano em que ele foi anunciado passou de demos para um enorme catalogo de titulos completos (Uncharted, Puppeteer, God of War Ascension, Killzone 2, The Last of Us, Beyond two souls). Neste aspeto, onde esta a atrofia?

Alegas que a Sony mudou completamente a forma do Gaikai funcionar? Introduziu jogos completos (onde antes havia demos) e levou-o para as suas TVs e consolas (que hoje representam quase 100 milhoes de clientes), tornando-o no servico com maior fatia do mercado de hoje. Se e isto que referes por mudar forma de funcionar, entao que assim continue que vai bem.

Agora queixas-te de nao puderes ter o servico a funcionar na PS3 ou nas TVs Samsung ou LG. Bem talvez te deva relembrar que a placa de rede da PS3 estava ja ultrapassada quando a consola foi lancada, algo que todos os fas Xbox aqui te podem relembrar (e com razao)? A grande questao e: o servico poderia sequer funcionar na PS3 de forma aceitavel? Houve demos sim, mas o servico nao aguentou muito tempo. O mesmo para as TVs. E sobre isto, isto nem sequer e um factor – o servico esta disponivel no PC. Qualquer pessoa com um portatil dos ultimos dois anos consegue por isso a funcionar na TV. Alias, recordo-te que a Sony removeu o servico inclusive dos seus televisores, o que levanta a questao de ter sido problema tecnico ou nao..

Depois, ja aqui foi discutida a viabilidade economica de algo como o GamePass. Tu queres pagar menos de 10 euros mes, e poderes ter acesso a jogos recentes com orcamente de milhoes? Boa sorte. O Gaikai, ao contrario do que afirmas, nao permitia isto na altura, e nao so o Mario aqui na PC Manias, como produtores dizem que a economia do GamePass tem muito a provar antes de se apostar no servico. De forma simples: nao ha milagres, e nao e possivel financiar os titulos que queres jogar a 10 euros mes e disponibiliza-los em servicos desses.

O que tens e coisas piores que Crackdown 3.

Ewertom
Visitante
Ewertom

Jamais @Bruno disse ao By-Mission que não tinha PSN Id,eu o disse que não tinha a Psn plus,que é muito diferente,mas eu ti pergunto,você quer a minha Id?
Não tenho nada contra ti,nada mesmo amigo e isso falo na sinceridade.E ai o que vai ser,vamos debater ou só vai ficar nos insultos. Eu quero dialogar.