Pré reservas do novo Call of Duty parecem baixas. Será que o reinado do jogo chegou ao fim?

As pré reservas para o novo jogo Call of Duty parecem estar abaixo do normal. Será que o reinado deste jogo acabou?

Pre-order chart from Amazon UK

Quem chama a atenção para o facto é o website videogamedebate que em uma análise aos tops de pré-reservas se apercebeu que o habitual nº 1, o Call of Duty, estava agora bastante enterrado na tabela.

Sempre que uma nova versão de Call of Duty era anunciada, este rapidamente se instalava em primeiro lugar das pré-reservas. É o jogo que mais cópias vende todos os anos, e era um líder indisputado.

No entanto a realidade é que o jogo tem estado a cair em más graças. Os jogadores queixam-se de que o jogo não evolui e que basicamente se repete todos os anos, e face a outros jogos menos “scriptados” e com imponentes físicas como Battlefield, este perde tremendamente. Essas situações tem-se vindo a notar nas avaliações no Metacritics onde a formula cada vez mais se revela gasta.

No entanto essa situação já não é nova. E nem por isso Call of Duty: Ghosts deixou de vender bem como habitualmente. No entanto, quer os resultados finais sejam diferentes, quer não, o certo Call of Duty: Advanced Warfare, a nova versão do jogo, aparece bastante mais baixo nas listas do que é habitual (e sim, esta pode ser uma análise prematura com a situação a alterar-se no futuro).

Publicidade

Retomando o nosso artigo

No entanto uma coisa é certa. Este ano Call of Duty tem competição cerrada com o estreante Destiny que actualmente domina as tabelas. Dos criadores de Halo, e num universo Sci-Fi o jogo promete ser arrebatador.

Seja como for é muito cedo para se falar. O certo é que a dúvida fica no ar. É que habitualmente, nesta altura, Call of Duty normalmente já estaria em número um nas principais lojas. e não está sequer lá perto!

 

Publicidade

Posts Relacionados