Preço da PSN na Europa vai subir a partir de 31 de Agosto

Uma das vantagens da rede da Playstation face à Xbox Live vai acabar. Os preços vão-se igualar!

Se até agora a PSN+ custava menos 10 euros que o Xbox Live, essa situação vai-se acabar, e ambas as redes vão igualar o seu preço.

A Sony anunciou, e comunicou por e-mail, que os preços da sua PSN+ iriam passar de 49.99 para 59.99, acabando assim com a vantagem de preço que esta rede possuía na Europa, face à rede da Microsoft.

Apesar desta igualdade no preço, esta é uma medida que a Sony terá de justificar muito bem. É que não basta apenas ter igualdade nos preços, há que se ter igualdade nos serviços e, apesar de a diferença, face ao passado, estar agora muito mais diluída, a realidade é que a estabilidade da Xbox Live é superior ainda à da PSN.

Mas mais ainda, uma das queixas que tem vindo a ser recorrentes prende-se com a qualidade do ofertado até ao momento, e que tem vindo a ficar muito aquém do que a concorrência tem oferecido na sua Xbox Live. Diga-se ainda que a PSN+ caiu bastante na qualidade do ofertado face aos tempos da PS3, onde os jogos AAA eram uma constante.



Refira-se ainda que este é um aumento significativo de 20% no custo, um valor que se pode considerar radical e de peso, e que não é justificado como deveria ser no e-mail e comunicado de imprensa. Basicamente a empresa não justifica a necessidade de precisar de fazer esta subida fazendo compreender aos seus clientes essa situação, limitando-se a um texto onde comunica a subida.
Resumindo-se as linhas do e-mail, o primeiro paragrafo comunica por pontos a alteração dos preços, o segundo refere que as taxas vão ser aplicadas a partir de 31 de Agosto, e o terceiro refere que caso não estejas contente podes cancelar, ou renovar já aos preços atuais.
Seco… demasiadamente seco, sem uma referência sequer à qualidade do serviço, à tentativa de se melhorar mais e mais o mesmo fazendo o aumento do custo ser compensador para o cliente. NADA! Totalmente seco e, com o devido respeito, ao estilo “pagas e não bufas”, e se não queres “azar”, fazendo lembrar a Microsoft do passado.

Por esses motivos não podemos deixar de referir que, caso este aumento de preço não se traduza em melhorias significativas nos jogos de oferta da PSN, o mesmo começa a não se tornar minimamente compensador face ao que tem sido a realidade da rede, e particularmente face ao passado.

Recomenda-se assim aos leitores que possuem este serviço e que o queiram manter, que procurem por promoções para a PSN a preços acessíveis, e renovem a mesma antes de 31 de Outubro.



Posts Relacionados