Preço da PSN na Europa vai subir a partir de 31 de Agosto

Uma das vantagens da rede da Playstation face à Xbox Live vai acabar. Os preços vão-se igualar!

Se até agora a PSN+ custava menos 10 euros que o Xbox Live, essa situação vai-se acabar, e ambas as redes vão igualar o seu preço.

A Sony anunciou, e comunicou por e-mail, que os preços da sua PSN+ iriam passar de 49.99 para 59.99, acabando assim com a vantagem de preço que esta rede possuía na Europa, face à rede da Microsoft.

Apesar desta igualdade no preço, esta é uma medida que a Sony terá de justificar muito bem. É que não basta apenas ter igualdade nos preços, há que se ter igualdade nos serviços e, apesar de a diferença, face ao passado, estar agora muito mais diluída, a realidade é que a estabilidade da Xbox Live é superior ainda à da PSN.

Mas mais ainda, uma das queixas que tem vindo a ser recorrentes prende-se com a qualidade do ofertado até ao momento, e que tem vindo a ficar muito aquém do que a concorrência tem oferecido na sua Xbox Live. Diga-se ainda que a PSN+ caiu bastante na qualidade do ofertado face aos tempos da PS3, onde os jogos AAA eram uma constante.



Refira-se ainda que este é um aumento significativo de 20% no custo, um valor que se pode considerar radical e de peso, e que não é justificado como deveria ser no e-mail e comunicado de imprensa. Basicamente a empresa não justifica a necessidade de precisar de fazer esta subida fazendo compreender aos seus clientes essa situação, limitando-se a um texto onde comunica a subida.
Resumindo-se as linhas do e-mail, o primeiro paragrafo comunica por pontos a alteração dos preços, o segundo refere que as taxas vão ser aplicadas a partir de 31 de Agosto, e o terceiro refere que caso não estejas contente podes cancelar, ou renovar já aos preços atuais.
Seco… demasiadamente seco, sem uma referência sequer à qualidade do serviço, à tentativa de se melhorar mais e mais o mesmo fazendo o aumento do custo ser compensador para o cliente. NADA! Totalmente seco e, com o devido respeito, ao estilo “pagas e não bufas”, e se não queres “azar”, fazendo lembrar a Microsoft do passado.

Por esses motivos não podemos deixar de referir que, caso este aumento de preço não se traduza em melhorias significativas nos jogos de oferta da PSN, o mesmo começa a não se tornar minimamente compensador face ao que tem sido a realidade da rede, e particularmente face ao passado.

Recomenda-se assim aos leitores que possuem este serviço e que o queiram manter, que procurem por promoções para a PSN a preços acessíveis, e renovem a mesma antes de 31 de Outubro.



Posts Relacionados

newest oldest
Notify of
Igor
Visitante
Igor

Éhhhh! O pior é que ainda há aqueles que encontram argumentos para defender e justificar esse tipo de tratamento.
Lamentável!

José Galvão
Membro

O que eu acho profundamente lamentável é ver comentários como o teu, cujo o comportamento e ideias são as que todos sabemos, e depois vens numa de moral, não é que não tenhas razão na estrutura da tua afirmação, a base é que está podre entendes?

Isto que a Sony está a fazer é péssimo, é indicador de que acha que pode fazer o que lhe apetece, e isso não é bom para alguém como eu que adora videojogos muito para além de uma marca especifica, agora esse tipo de atitude como a que tiveste é que santa paciência, especialmente quando defendes com unhas e dentes uma marca que já praticas estes preços à mais de uma decada e que iniciou toda esta palhaçada de pagar para jogar online, e eles bem podes agradecer, porque se fossem eles que tivessem o dominio do mercado, até tinhas que pagar que ligar a consola.

Igor
Visitante
Igor

Lamentável e podre é essa sua postura pretendendo ditar o que os outros devem ou não dizer.
Quem você pensa que é para censurar o que os outros pensam? Por acaso você é o dono do site? Não né?
Por isso estou me lixando para o que você acha, não preciso da sua permissão muito menos aprovação para expressar o que penso e não estou nem aí se você gosta ou não.
Paciência temos que ter com pessoas como você que se acham melhores que os outros.

bruno
Visitante
bruno

Tens toda a razão! Só de pensar em quem anda a alimentar lives e afins há mais de uma década, e depois vem argumentar que o preço justifica a qualidade, de algo que deveria ser grátis dado que se trata de uma característica do consola que pagou e do jogo que comprou, é mesmo de se lamentar.

Enfim o resultado de apoio desmesurado a iniciativas como o live que levaram que a PSN passasse de um serviço grátis a um serviço pago. Afinal se na concorrência se paga o mesmo, porque é que ali não se há-de pagar?

Igor
Visitante
Igor

OFF TOPIC:::

Os fãs de Gran Turismo estão decepcionados com o novo jogo da franquia GT Sport, isso para não dizer que estão revoltados com o rumo que a Polyphone Digital está tomando.
Levam uma eternidade para lançar uma nova versão e ainda sim não conseguem acompanhar a concorrência.
Lembrando que este GT ainda é o primeiro jogo da franquia para a nova geração após 4 anos do lançamento do PS4 e já tendo a Sony lançado um upgrade do console.

Os comentários dessa matéria dão uma idéia do tamanho da insatisfação:

http://www.eurogamer.pt/articles/2017-07-29-gran-turismo-sport-a-correr-na-ps4-pro

Livio
Visitante
Livio

Analisando ao vídeo, que é o objetivo principal do artigo, não vejo motivos para reclamação.

O jogo está a correr no Pro exibindo uma boa qualidade gráfica, sem quebras, além de exibir um dos modos que existe desde a 1ª versão. As licenças. Se depender do vídeo não há reclamações.

Agora o que a galera está reclamando é que o single player parece que vai ser somente o modo das licenças

Hoje apareceu na eurogamer mais 2 vídeos e ao assisti-los logo questionei “O que está se passando na cabeça do pessoal da Polyphony?”

Como que disponibilizam em um evento uma versão de jogo diferente da última versão da Beta(encerrada dia 16/07)?

Na beta tinha consumo de pneus e combustível, um sistema de danos(fraco, mas tinha), punições contra jogadores espertinhos, a presença da física e a boa jogabilidade, mas a versão presente nesse evento asiático não tinha nada disso e o jogo que é para ser um simulador parecia mais um arcade.

Resultado, a imagem do GT Sport, que não é das melhores, fica ainda pior devido aos vídeos disponibilizados e para piorar a melhor qualidade do vídeo é 720p, fazendo com que aqueles jogadores do console YouTube digam que é um jogo de PlayStation 2.

Quem teve acesso ao beta sabe que o jogo não é uma maravilha, mas também não é aquilo apresentado no artigo de hoje da eurogamer.

Sou fã da franquia, vou pegar o jogo e não estou tão decepcionado como dizem. Bem como um amigo que tem um canal sobre o jogo, não está apostando 100% no jogo e mesmo assim vai pegar também.

**Pérola no comentário: Uma pessoa chegou a dizer que Forza Horizon 3 tinha uma sensação de velocidade maior que o GT Sport e perguntou a razão. Felizmente uma pessoa respondeu dizendo que como FH3 é um arcade este não se preocupa com o realismo, já GT Sport tende a ser mais devagar por ser uma simulação e assim ser o mais próximo da realidade.

José Galvão
Membro

Mário deixa-me só corrigir ai duas coisas, uma delas é que no mês corrente e no próximo, as ofertas do Plus melhoraram significativamente, tal como eles disseram em Maio quando prometeram que iam melhorar as ofertas mensais, e de facto fizeram-no, neste mês temos o Until Dawn que é um jogo excelente, em Agosto o Just Cause 3, pode não ser do agrado de todos, e nunca é diga-se de passagem, mas nada a ver, a qualidade das ”ofertas” subiu a olhos vistos.

Outra coisa é que na realidade o Plus já está mais caro que o Live, falando de preços oficiais como é óbvio, no Live tens 1 mês por 10€, no Plus passa a 8€, no Live tens 3 meses por 20€, no Plus passa a 25€, anualmente ficam em pé de igualdade, mas num todo o Plus é o mais caro neste momento.

A Sony faz isto porque acha que faz o que bem entende por ser lider de mercado, ás vezes tenho a sensação de que estão a voltar aos tempos em que achavam que podiam vender uma consola a 600€ que as pessoas compravam na mesma, afinal de contas era só arranjar um trabalho extra, um sacrificio necessário para o privilégio que seria ter uma PS3, como estavam enganados.

O cerne da questão aqui é que mesmo com o aumento, feitas as contas, a título pessoal o Plus rende bastante, o Plus não é só as ofertas mensais, são também descontos muito proveitosos que se obtém com a subscrição, por vezes chego a poupar numa compra o valor referente ao Plus desse mês, e atenção que não jogo online e tenho grande parte das ofertas, e ainda assim compensa-me.

Penso que a solução passa por aceder a sites, com credibilidade, com preços muito abaixo, mas de facto a Sony anda a esticar-se na sua posição dominante no mercado.

bruno
Visitante
bruno

Eu estou muito contente com o sucesso da PS4, em grande parte devido ao grande investimento que a Sony fez em exclusivos, porque pelo menos o sucesso estaria onde é merecido (excelente consola, muito bem planeada e desenhada, e políticas amigas do consumidor). Penso que foi muito bom para o mercado (tendo em conta a alternativa que a Microsoft representou inicialmente) e para os jogadores. No entanto, desde que a MS apresentou a retrocompatbilidade que acho que a mesa já deveria ter mudado a favor da ONE pelo menos em parte (mas aí também culpo a MS por não ter investido em exclusivos algo cujo o resultado se viu este ano).

Mas já há muito tempo que essa atitude de arrogância da Sony se iniciou: ausência de retrocompatbilidade e o cobrar pela retrocompatibilidade da PS2 (quem comprou o jogo para a PS3 na PSN poderia ter o seu de forma gratuita pelo menos), com o atirar de areia para os olhos no caso deste último. Isto já é a continuação dessa atitude que vimos desde o inicio.

Eu sou sincero – nunca subscrevi o Plus nem o vou fazer. Se pago 70€ por um jogo que oferece multijogador não devia estar a pagar para aceder a uma componente daquilo que pagei, e por isso não suporto estas práticas de extorsão. Enquanto o Plus era um serviço de aluger tipo o gamepass, porque era isso que era na geração PS3. eu nunca estive interessado mas reconhecia-lhe o mérito. Agora nem por isso.

Livio
Visitante
Livio

[OFF] – Just Cause 3 está gratuito na Plus brasileira.