Preços das memórias… como se explica?

Se o hardware PC desce de preços regularmente, as memórias tem desde à vários anos vindo a subir de preço, ao ponto de neste momento custarem o dobro do que custavam à uns meses atrás. Qual o motivo do aumento dos preços? Há vários factores, mas o certo é que a subida não é exactamente casual, e há interesses por detrás disso!

Os preços de mercado são consequência de vários factores, nomeadamente da oferta e da procura.

Quando a procura de um produto sobe e a oferta não consegue cobrir, o seu preço sobe, mas quando a procura desce e a oferta é muita, o seu preço desce! É a “lei” da oferta e da procura!

O problema desta “lei” é que ela não pode ser apenas regulada pelo mercado. E é possível diminuir-se a oferta mantendo a procura, o que se traduz na prática por um efeito contrário, ou seja, uma procura excessiva para a oferta. E os preços sobem!

É nesse aspecto que os monopólios não são bons, pois num mercado livre o que acontece é que se uma empresa descer a sua produção, rapidamente outra aumenta a sua, aumentando a sua quota e os seus lucros. E dessa forma ninguém consegue manipular o mercado.



A alternativa existente é o conluio, o oligopólio, isto é um acordo entre todos os fabricantes, onde todos acordam não se atacarem entre si, tomando decisões que, são do interesse de todos, e todos saem a ganhar com isso! Mas isto é manipulação de mercado, e é ilegal!

Mas lá por ser ilegal… não quer dizer que não exista, e há muitas justificações que podem ser dadas, por exemplo a dificuldade em se arranjar a matéria prima aos preços desejados. É por isso algo muito difícil de ser provado!

Mas analisando o historial de preços da RAM percebemos que algo estranho se passa. O histórico de preços normal para o hardware é a queda. Nova tecnologia melhor aparece e a antiga desce de preço. Isso não acontece na mesma proporção nas memórias, dando a entender que algo se passa nos bastidores.

Analisando a realidade dos preços da DRAM vemos que estes estão em subida desde 2010! E usando o website PCPartPicker podemos analisar a variação de preços de componentes, sendo que neste caso pegamos nos dados obtidos para um kit de memória constituído por dois módulos de 8 GB, DDR3-1866.

E o que vemos? A mesma memória, que nestes 18 meses deveria ter caído de preço, passou em 18 meses de menos de 70 dólares para cima de 140 dólares. É um aumento de mais de 100%!

E isto não é normal! Não tem nada de normal!

Podemos ver também a variação de um outro kit, desta vez constituído por quatro módulos de 4GB DDR4-2400, e o que temos é que no mesmo período, aconteceu exactamente o mesmo. A memória passou de menos de 90 dólares para cima de 180.

Estes módulos aplicados numa máquina de 700 euros estamos a falar de um aumento de custos de 10%! É um valor significativo que não pode deixar de ser ignorado.

Naturalmente o peso nos fabricantes de hardware não é o mesmo, e estes podem absorver esse prejuízo, mas em situações como a XBox One X, que está a ser vendida sem lucro, este tipo de subidas pode maltratar as contas de um fabricante durante um período mais alargado.

A que se deve então esta subida de preços? Basicamente dois factores:

1 – Uma produção baixa por parte dos produtores de memória.
2 – Um aumento da produção de hardware que requer memórias de qualidade.

Ora se o segundo ponto é associado ao aumento da procura e algo alheio aos fabricantes, o primeiro já não o é! Porque motivo há baixa produção? Há falta de matéria prima, há problemas nos fornecimentos?

Eis então o que se passa:

Atualmente há três gigantes na industria das memórias. A Samsung, a Hynix e a Micron possuem 94.5% de todo o mercado das memórias. É um oligopólio semelhante ao que há nos GPUs com a AMD e Nvidia e nas consolas com a Sony e a Microsoft. Por ordem de quotas de mercado temos a Samsung, a Micron e por último a Hynix.

Argumentando a mudança para um novo processo de fabrico (litografia) que se argumenta poder tornar os custos mais baixos, a Samsung e a Micron estão a referir estar com problemas no processo, e apresentam quebras de fornecimento.

Mais ainda, as memórias da Samsung apresentaram incompatibilidade com uma determinada gama de hardware, o que atrasou ainda mais a produção.

A Hynix, que não está a passar para o novo processo é quem tem escapado ao problema. Mas quando seria de esperar que ela aumentasse a sua produção para compensar a quebra dos outros, ela não faz… Alegando contratos existentes e fábricas mais antigas a Hynix mantém a sua produção constante.

Ora como sabemos o aumento da procura tem sido uma realidade, particularmente graças aos novos smartphones que usam memória DDR4, e cujo mercado não pára de aumentar! O mercado de smartphones subiu de 1.359 mil milhões em 2016 para algo que se prevê estar na ordem dos 1.459 mil milhões em 2017. Só dos telefones chineses são mais 629 milhões de telefones!
Este crescimento associado à tendência dos fabricantes de CPUs que a cada nova versão criam novos SOCs e alteram o tipo de memórias suportadas, e isto leva a que os upgrades de PC não consigam manter as RAMs, requerendo igualmente novas. E o aumento da procura dos SSDs também contribui muito aqui!
Tudo parece então conforme. Há problemas, há uma queda no fornecimento devidamente explicado, e como há maior procura, os preços tem de subir!
Mas há uma questão! Os problemas com a nova litografia da Samsung e da Micron são recentes! Mas os preços andam a aumentar desde 2010. E só nos últimos 18 meses passaram para o dobro!
Será então que estas questões explicam tudo?
Talvez não seja do conhecimento comum, mas em 2002 o Departmento de Justiça dos EUA analisou os comportamentos dos fabricantes de memórias sob o Sherman Antitrust Act que lhes permite investigar a postura e correcção de mercado de empresas muito competitivas. E o que eles verificaram foi que os 5 maiores produtores de memórias estavam em conluio internacionalmente para controlarem os preços das memorias. Eram eles na altura a Hynix, a Infineon, a Micron Technology, a Samsung, e a Elpida. Todos foram considerados culpados e todos receberam pesadas multas.
Não só aqui estavam presentes os 3 gigantes, como se prova que este tipo de conluio existe e é do interesse destes fabricantes.
Isto não é inédito, a AMD e a Nvidia também tiveram um caso onde eram acusados de fazer o mesmo, mas que nunca chegou a ter sentença pois as empresas chegaram a um acordo extra judicial.
Ora o que está a acontecer actualmente pode ter todos os dados que apontam no sentido de ser algo normal, mas a realidade é há aqui particularidades. Quando a Samsung tem problemas, a Micron que deveria compensar também os tem, e a Hynix não pode compensar porque as suas fábricas são mais velhas.
Isto leva a uma queda da produção, e um aumento dos preços. Mas curiosamente numa proporção onde os lucros das três empresas beneficiam e bem ao fim do ano!
Para sabermos ao certo o que se pensa disto, nada como sabermos o que dizem os relatórios das empresas que foram criadas para fiscalizar estes mercados.
É aqui que entra Avril Wu, Analista e Directora de pesquisa da DRAMeXchange, exactamente a empresa que analisa a industria de produção das DRAM desde os a matéria prima ao produto final, e quw refere : “O grande incremento de preços da DRAM no mercado PC não seja causado por um incidente nas fábricas que perturbe o fornecimento é raro, e que como tal as subidas de preços actuais das memórias são reflexo do oligólio existente”. A conclusão de Wu é que os três gigantes controlam completamente o mercado, e estão com contratos fixos que lhes garantem a sua subsistência e quotas, daí que em vez de se atacarem mutuamente com inovação, expansão, e descidas de preços, o ideal é as três trabalharem em conjunto para obterem algo que as sirva a todas.
Este tipo de proteccionismo ajuda-os igualmente a impedir que a China possa entrar no mercado e quebre esta hegemonia. Basta lembrar que na ligeira quebra de preços das RAM que surgiu em 2016 os chineses tentaram comprar alguns fabricantes de memórias menores que se deram mal, e praticamente foram corridos. Os chineses são vistos como uma ameaça para estes produtores!
Resumidamente, o que se passa é que há aqui um conjunto de factores que pesam para os dois lados. Por um lado há conluio no sentido que as empresas não aproveitam as oportunidades que as outras lhes dão e não competem entre si de forma a manterem o mercado, subindo os lucros, e impedindo assim a entrada dos chineses que estão a investir forte neste campo, pretendendo ser auto suficientes.
Mas por outro, o mercado efectivamente está a reagir à questão da oferta e da procura causada por questões cuja justificação não pode ser posta em causa, nomeadamente os referidos em cima como os problemas de fabrico e o aumento do mercado.
Basicamente o que podemos concluir dentro da parte que nos interessa é que não é de se esperar que os preços das memórias devam vir a descer tão cedo! Mesmo tendo a Samsung anunciado que vai subir a produção!


Posts Relacionados

  Subscribe  
newest oldest
Notify of
Ewertom
Visitante
Ewertom

Isto é monopólio mesmo,complicado este tipo de atitude de empresas onde só visam o lucro e o consumidor se quiser # É a isto #
Boa tarde Mário,gostaria de saber se possível sobre a memória HBM2 em relação ao GDDR5 e como esta memória ultra rápida ajudaria na formentação em qualidade dos jogos atuais e futuros.Obrigado.

Livio
Visitante
Livio

Melhor definição para isso: cartel.

É a mesma prática dos postos de combustíveis no Brasil, podem ter diversas marcas mas o preço é o mesmo nos postos vizinhos.

eduard08
Visitante
eduard08

Mario um a parte
Recevi um convite para experimentar a próxima actualização da ps4 a 5.50, no convite tenho 3 codigos e eu nao vou usar se quiseres podem entrar em contacto comigo que eu posso dar-te os codigos ou mesmo se quiseres podes os oferecer aqui

Edson Nill
Visitante
Edson Nill

Boa noite! Desculpe pelo off Topic, mas Mário, gostaria de saber se vc leu alguma coisa sobre o Project yeti, um novo console da Google que está sendo falado. Vc sabe algo sobre a tecnologia? Dizem que o streaming dele dependerá menos de internet do que os outros. Abração a todos!