Programador de Kursk revela o segredo para se atingir 1080p na Xbox One: Optimização! Mas mostra o outro lado da questão…

Kursk

Nas palavras da equipa da Jujubbe, o segredo para se atingir 1080p na XBox One é optimização. Mas infelizmente as palavras da equipa revelam muito mais, e uma realidade que poderá não ser do agrado de todos.

Kursk

A Jujubee é uma equipa polaca criada por antigos membros da CD Projekt Red, Traveller’s Tales, e da Infinite Dreams, estando a trabalhar em um jogo denominado de Kursk e que sairá para a PlayStation 4, Xbox One, PC, e Mac.

Como devem imaginar pelo nome, o jogo, uma aventura na primeira pessoa e onde se luta para sobreviver, baseia-se na tragédia do submarino Russo com o mesmo nome, explorando um novo angulo da história.

Michal Stepien, o CEO da Jujubee veio recentemente a público referir o seguinte:

O Kursk será definitivamente um jogo para uma audiência madura que procura uma experiência única e cinemática.

Há ainda muita controvérsia sobre o real destino do submarino Russo, e com o nosso jogo esperamos levantar e responder algumas questões.


Questionados sobre as dificuldades gerais dos jogos em atingirem os 1080 na Xbox One, Michael Stepien referiu que tal é possível com optimização.

É mais difícil, mas pode ser conseguido. O PC não é problema pois pode-se sempre meter uma GTX 980 no computador, e se vives no Bahrein podes por 2 ou 3 GTX 980 em modo SLI e jogar os jogos a 4K. Mas no caso de Kursk queremos atingir grandes gráficos em hardware muito mais acessível, mas percebem a ideia.


De qualquer maneira a maior parte dos jogos mostram que a PS4 oferece um pouco mais de potência que a Xbox One, mas penso que com um pouco ajustes e se perdermos mais tempo a optimizar tudo, estaremos aptos a atingir o mesmo nível de grafismo na Xbox One. Mas isto é o motivo porque se precisa de mais tempo para as versões consola – o processo de optimização pode ser moroso porque os jogadores não podem colocar mais RAM ou um novo chip nas máquinas que melhore as performances.

Isto é o motivo porque colocamos todos os nossos esforços em oferecer a melhor experiência possível. Tudo o que posso dizer é que o nosso objectivo é obter Full HD em ambas as consolas, mas claro, veremos como isso corre.

As frases de Michael revelam a realidade das consolas. A performance nas mesmas só pode ser obtida com optimização, e a Xbox One não é excepção, sendo que para a sua máxima performance há que optimizar e optimizar.

No entanto há algo nas mesmas que deixa a pensar. É que pelo que se percebe pelo objectivo a alcançar é que a equipa pretende dedicar o seu tempo a optimizar a plataforma mais fraca de forma a esta atingir uma equivalência à plataforma mais potente. Sem referir que idênticas optimizações poderiam ser aplicadas na plataforma mais potente, mantendo ou aumentando a distância entre elas!

E isto é uma questão que pode deixar muitos a pensar na diferença dos níveis de optimização dadas a ambas as consolas de forma a se manter alguma paridade. Um receio que se colocou inicialmente e que vemos em muitos casos poder estar a acontecer! Afinal as vendas falam mais alto que tudo o resto!

Publicidade

Posts Relacionados