Programadores de Project Cars referem que a ESRAM mitiga alguma da diferença entre a PS4 e a Xbox One.

A ESRAM é a tábua de salvação a nível de performances da Xbox One. Mas é igualmente o factor que limita a consola.

project cars

Como já referimos em vários artigos, a ESRAM da Xbox One é a memória de alta velocidade que permite à consola obter as performances necessárias para um bom desempenho. No entanto, pela sua dimensão é igualmente um factor limitativo.

Project Cars é um dos jogos de carros com visuais mais impressionantes actualmente no mercado, como podem constatar pelo video que vos fornecemos e que sairá para o Steam OS, WiiU, PS4, XB1 e PC.


Publicidade

Retomando o nosso artigo

Em uma entrevista com o director Criativo da Slightly Mad Studios, Andy Tudor, este foi questionado sobre o que pensava sobre a ESRAM da Xbox One

E a equipa está a usa-la. Segundo Andy a equipa está a usar a ESRAM para guardar deferred render targets (um render target aplicado antes da colocação de qualquer shader). Eis as palavras de Andy:

O nosso motor usa um estilo de rendering onde a luz é calculada numa passagem primária e após termos experimentado variações diferentes verificamos que era mais eficiente usar a ESRAM para guardar esses deferred render targets. O uso cuidado da ESRAM desta forma para as várias etapas do render mitiga algumas das vantagens que  a PS4 apresenta com a sua memória GDDR5 mais rápida.

Por outras palavras, a equipa consegue com a ESRAM mitigar, ou minimizar as diferenças entre as consolas. Daí que se está memória se revelar suficiente quem sabe ambas consigam 1080 p a 60 fps! Ou talvez até nenhuma o consiga.

Publicidade

Posts Relacionados