Programadores de Spintires acusados de sabotarem o próprio jogo para serem pagos

A lógica é: Se o patrão não paga… então tambem não vende.

O jogo Spintires é um simulador de condução usando veículos soviéticos em terreno acidentado e enlameado.

Apesar de não ser um jogo de topo é certamente diferente, e como tal bastante popular no Steam, com o SteamSpy a estimar que o jogo vendeu 675 mil cópias. No entanto, o seus criador não está muito feliz pois está a ser acusado de sabotar o seu próprio jogo.

O jogo foi criado por Pavel Zagrebelnyj e publicado pela Oovee. Ora segundo Zagrebelnyj, a Oovee deve-lhe uma série de pagamentos previstos no contrato. Mas a Oovee refere que tudo que era devido foi pago, e o resultado é o corte de relações. Ambos os lados não se falam e a Oovee nem se pronuncia sobre o assunto referindo que estão impedidos de tal por um acordo de não revelação (NDA).

A consequência é que o jogo deixou de ter suporte, e esta situação leva a que se pense que de futuro eles não voltarão a existir. No entanto o último patch trouxe algo inusitado: Sabotagem!

Os utilizadores tem vindo a reportar que o jogo bloqueia ou sai em localizações e situações específicas, acusando Zagrebelnyj de tal. De acordo com a acusação os crashes não ocorrem de forma natural mas pela presença de situações pré programadas que activam os crashes do jogo. Uma série dessas “armadilhas” já foram localizadas pelos utilizadores que até lançaram eles  próprios patches que resolvem algumas situações.

Para eventuais interessados, a Eurogamer aborda o assunto em profundidade mostrando o que se tem vindo a passar com o jogo nos últimos dois anos.

Publicidade

Posts Relacionados