“Desenvolver para a PS4 e Xbox One é 10 vezes mais difícil” – Como os media distorcem os contextos.

Desenvolver para a PS4 e Xbox One é mais fácil ou mais difícil do que para a antiga geração? As afirmações sucedem-se e contradizem-se, mas há uma explicação.

ps4vsxboxonesize-2

Lembram-se quando Xbox One e PS4 estavam para ser lançadas e vários programadores vieram referir que havia uma diferença significativa de performance entre elas?

Pois bem, essas palavras geraram polémica após outros programadores virem referir que as consolas era basicamente idênticas.

E apesar da contradição aparente, afinal tudo se justificava. Estavam a falar de coisas diferentes!

Publicidade

Retomando o nosso artigo

Efectivamente uns programadores falavam de performance, e os outros falavam de arquitectura e facilidade de desenvolvimento. Coisas completamente diferentes, mas que sem o devido contexto criava uma contradição incompreensível.

Eis que agora uma nova polémica surge devido a uma descontextualização de frases da Capcom que são anunciadas em diversos websites como “Desenvolver para a PS4 e Xbox One é 10 vezes mais difícil“. Naturalmente uma comparação com a geração anterior.

Eis um website que usa esse mesmo título na notícia.

Ora esta frase parece extremamente desadequada. A plataforma x86 é a mais conhecida do mundo, e as ferramentas conhecidas para estas consolas facilitam a integração com o ambiente PC e a conversão de jogos criados nessa plataforma. Como é que se explica assim que com todas essas situações seja 10 vezes mais difícil de se programar para a PS4 e Xbox One?

Publicidade

Retomando o nosso artigo

Curiosamente, essa não é a opinião da Ubisoft que considera que é extremamente mais simples desenvolver para as novas consolas. E tambem não é a opinião da Slightly Mad Studios que pensa da mesma forma que a Ubisoft.

Como se explica então esta contradição? Exactamente como no caso com que abrimos este artigo… Estamos a falar de coisas diferentes.

Uma visita ao website oficial da Capcom explica bem a situação ao vermos a entrevista original e as palavras usadas:

The amount of work involved in making games for next-gen consoles is eight to ten times greater than what is required for the current generation of consoles.

Traduzindo:

A quantidade de trabalho envolvida na produção de jogos para a nova geração é 8 a 10 vezes maior do que o necessário para a actual geração de consolas.

Ora a Capcom refere-se a quantidade de trabalho. Não fala em dificuldades de desenvolvimento, de programação, seja o que for. Apenas em quantidade de trabalho.

E efectivamente isso será certamente verdade. A potência associa-se a qualidade, e qualidade a trabalho. Há melhores grafismos, mais detalhe, melhor som, mais efeitos, etc, etc. E dado que o hardware anterior tinha já 8 anos o aumento de trabalho em 8 a 10 vezes nem será de estranhar.

Mas essa situação é uma realidade bem diferente da dificuldade de desenvolver ou de programar, e aliás é uma constante desde sempre. Desenvolver para Spectrum era trabalho para uma equipa de um e um jogo podia ser feito em dois ou três dias. Com mais potência e mais memória a qualidade do produto aumenta e as equipas também. Logo há mais trabalho e desta forma a Capcom apenas referiu aquilo que é uma realidade.

Mas claro, como isso não era notícia… há que alterar um bocadinho as palavras.

Publicidade

Posts Relacionados