PS NOW no PC: Erro crasso ou boa publicidade?

A Sony vai permitir que o PS Now chegue ao PC. E muitos criticam o facto de a Playstation perder assim muitos exclusivos. Mas se essa perspectiva está já muito discutida, há uma outra menos abordada. O facto de tal poder ser uma rampa impulsionadora das vendas da PS4.

Sinceramente fui dos que fiquei desgostoso com o anuncio do PS Now para PC. O PS Now é o serviço de streaming de jogos da Sony e que permite a qualquer pessoa jogar, desde que usando um sistema suportado, os jogos da PS1, PS2 e PS3 disponibilizados, mediante um pagamento mensal.

O serviço quando foi anunciado deu logo a conhecer que seria agnóstico a plataformas, ou seja, correria sem a preocupação de o sistema suportado ser ou não da Sony. Era uma forma a Sony iniciar a Playstation não como uma consola, mas como um serviço de jogos, e nesse sentido vários aparelhos foram logo indiciados como suportando o serviço. Eis a lista:

PlayStation®4, PlayStation®3, PlayStation®Vita, PlayStation®TV, Algumas TVs Sony 2015, Alguns Blu-ray Sony, e Algumas Smart TVs Samsung.

Apesar de nesta fase a seleção ser maioritariamente produtos Sony, a inclusão das TVs Samsung mostrava claramente a intenção de alargar o serviço a outros mercados.

E o PC seria o principal e prioritário mercado a atingir!

Naturalmente a perda de exclusivos para o PC não pode ser encarada com bons olhos. Não o fiz quando a Microsoft os passou da Xbox One para lá, e não os faço agora face a este serviço. Mais mais do que perder exclusividades de jogos de consolas já descontinuadas ou em fim de vida, vejo a coisa com maus olhos porque entendo que, Acima de tudo, estas situações são argumentos que a Sony fornece a favor do PC que podem influenciar uma decisão de compra para essa máquina.

E quando a Sony refere que vai lançar uma NEO devido à fuga de clientes para o PC devido à sua maior potência, a inclusão deste serviço no PC dá a este um novo argumento que já era uma das suas fortes armas, a versatilidade, tornando esta decisão numa suposta incongruência, sem aparente sentido, e mais uma decisão que poderá não deixar muitos fans contentes.

No entanto nem tudo que está associado a esta decisão é necessáriamente mau, e há aqui certas situações que devidamente ponderadas, podem jogar a favor da Sony.

A realidade é que a PS4 não possui capacidades para executar jogos das consolas anteriores. Sim, jogos PS1 e PS2 podiam ser emulados, mas esse software, mesmo que possível, não existe, e os jogos da PS3, pela complexidade do hardware desta consola, são tecnicamente complexos demais para poderem ser emulados.


E isso significa que sem a respectiva compra de versões retrabalhadas, ou adesão ao Ps Now, estes são jogos inacessíveis à consola ativa da Sony.

Mas dos jogos das três consolas suportadas por este serviço, o grande atrativo do PS Now, mesmo reconhecendo a qualidade de alguns jogos PS1 e PS2, não está nos jogos dessas consolas. Está nos jogos PS3. Os jogos das restantes consolas são, para as características das TVs atuais, completamente ultrapassados, com texturas deslavadas, e resoluções extremamente baixas. Podem ser bons jogos, mas não são cativantes visualmente nos dias que correm para pessoas que não os tenham já jogado anteriormente.

Ora não existindo o referido emulador, e sendo os jogos PS3 impossíveis de serem executados sem serem retrabalhados a nível de funcionamento interno, o que temos efetivamente é uma separação de universos. No universo Sony, temos a PS4 e as restantes consolas. E esta, independentemente de tal não ter de ser exatamente assim (a retrocompatibilidade com a PS1 e PS2 podia existir), é a atual realidade!

E com esta separação fisíca a ser uma realidade, e não beneficiando a PS4 das livrarias das consolas anteriores a não ser que os jogos sejam retrabalhados, não se está exactamente a ceder nada da atual plataforma ativa. Dai que porque não usar os jogos das versões antigas da Playstation como promoção da qualidade dos jogos PS4?

A realidade é que a tal pode funcionar como promoção da consola e como tal não é uma situação só com desvantagens, havendo essa perspectiva a seu favor. No fundo a Sony não está a levar para o PC nada do que define a sua atual consola, apenas software das consolas anteriores e que estão já ou obsoletas, ou em final de vida. E nessa oferta há grandes jogos que muitos não conhecem e que ao serem jogados podem tentar muita gente a comprar uma consola PS4 para experimentar as versões mais recentes. É uma boa forma de levar a Playstation a quem nunca a teve, promovendo a mesma e indo directamente ao coração ao mercado que mais se interessa pelos videojogos.

O certo é que a situação tem uma parte negativa e uma parte positiva, e a Sony terá certamente pesado ambas. Se o pesou corretamente é outra questão, especialmente pela questão já acima referida da Neo que tanta polêmica está a causar junto dos fans e onde parece que esta medida acrescenta mais um contrassenso que parece um incompreensível.

Publicidade

Posts Relacionados

Readers Comments (13)

  1. Luciano S. Carvalho 2 de Setembro de 2016 @ 10:22

    A verdade é uma só, quando se trata da Microsoft não há nenhum lado bom, mas quando é com a Sony conseguem sempre encontrar alguma coisa de bom, nem que seja bem lá no fundo. Não tenho ações de nenhuma delas e não ganho nada em defender uma ou outra empresa, mas que se passa a impressão que as pessoas são mais tolerantes com uma e bem menos com outra, isso passa sim. Pelo menos é essa a impressão que tenho e com certeza não sou só eu.

    • Sabes que quando há preferencias o preto não é preto e o branco não é branco.
      Agora é preciso saber se é mesmo assim, ou se são os nossos oculos que dão a entender isso.
      E isso é a parte dificil.

    • Exatamente, tenho a mesma impressão, mas é a empresa que só pensa na arte, e é indiferente a lucros, então sempre tem um lado positivo, mas isso é história velha e repetida.

      O interessante é no que o PC esta se tornando, centralizando, tendo muitas opções de ambos os lados, que arrependimento de ter comprado esses consoles. Só esta faltando a Nintendo começar a lançar seus produtos por lá.

    • Mas explica só uma coisa, pois comentários assim soam a inflamatórios.

      Se quando a Microsoft levou os jogos da One para o PC, removendo assim os exclusivos à consola, se viu nisso, e se escreveu em artigo, pontos positivos junto com os negativos, como o cimentar da plataforma e o alargar do mercado e maiores lucros para as first party que poderiam assim fazer mais e melhores jogos, porque não se haveria de ver aqui pontos positivos, junto com os negativos, de promoção à playstation em se meter os jogos das consolas anteriores no PC, e num serviço pago onde na realidade os utilizadores nem ficam com os jogos e tudo se passa como se alugassem o jogo e a consola, mas tendo como requisito para tal o possuir-se um PC?

      Tenta tirar os óculos verdes antes de comentares assim. É um favor que peço. Ou então ter uma memória mais alargada face ao que foi dito em identicas circustâncias para o outro lado.

      Obrigado!

  2. Estava testando o beta do batllefield 1, o jogo tem um grafismo impressionante, na verdade achei esse beta do multiplayer com grafismo melhor que qualquer jogo das thirds lançadas para ps4, perdendo apenas para alguns exclusivos. Isso prova que é mais uma questão de otimizar melhor os jogos para atuais plataformas, e não lançar consoles mais potentes, que ainda estarão presas a consoles mais fracos no desenvolvimento de jogos.

  3. Erro crasso.

    A Sony acabará relegada a apresentar um serviço, que é o que acho que a nova direcção quer com todas estas asneiras que estão a fazer. Um serviço tipo onlive., o qual até poderá não ter assim tanto sucesso.

    Felizmente, pelo preço, as pessoas continuam a preferir adqurir a consola e as cópias físicas, e o PS Now tem ficado de lado, mas o que me espanta é que eles continuam a investir nessa coisa.

    • Se vires bem o PSNow não é diferente de um serviço de aluguer da consola e jogos. A diferença é que não tens de ceder a consola e os jogos físicos.
      Mas não discordo do que dizes. Sinceramente não sei ainda dizer se acho este serviço no PC algo bom ou mau.

      • Lembro-me que alguns anos atrás, quando surgiram, muita gente também olhou para isso – o futuro.

        Felizmente foi um futuro que não pegou.

        A Sony precisa urgentemente de unir o que tem numa única plataforma – um pouco como a Microsoft o está a fazer, mas sem o fator PC Gaming. Porque fora a PS, todas as outras áreas estão a desaparecer e rápido. Mas enquanto continuar convencida que o fabrico de hardware sem o software é a única solução viável, continuando a fornecer hardware e serviços extra, não avança.

  4. Mário, acredistas mesmo que os jogos PS3 são difíceis de correr na PS4? ou será que a Sony já tinha investido milhões de usd na PSNOW e naturalmente não ia dar retro-compatibilidade pois iria contra o seu modelo de negócios da PSNOW…é que os jogos PS3 estão a correr no PC na PSNOW e já joguei em Inglaterra á uns meses atrás e funcionam muito bem, quase não se nota a diferença e parece que estás a jogar localmente, agora pergunto eu, se os servidores da PSNOW emulam a PS3 na perfeição, como é que na PS4 não se consegue??? acho isso muito estranho, ou vais-me dizer que são consolas PS3 que estão a correr os jogos da PSnow???

  5. O que vou escrever é meu ponto de vista, não é uma afronta a ninguém!
    As pessoas querem que o console pare no tempo e são extremamente egoísta!
    Eu assino o deezer posso escutar no celular, tablete, pc, notebook, netflix a mesma coisa, meus livros digitais coloco no kindle levo para qualquer lugar.
    Todas as coisas hoje em dia é disponibilizado em mais de um lugar para poder usufruir onde eu quiser!
    Eu não vejo nenhuma desvantagem nisso, pelo contrario eu tenho mais opções onde quero usar por algo que estou pagando!

    Console as pessoas pararam na década de 80, onde cada plataforma tem que ter seu jogo exclusivo e só pode jogar dentro de um determinado lugar, porque eu sou egoísta e não quero que meu amigo possa jogar o mesmo jogo que eu em uma plataforma diferente, porque sempre foi assim, e não pode mudar console precisa ficar parado no tempo, pra mim esse pensamento é egoísta, ultrapassado!!

    Forza tem para o Xbox e PC, ai vem o fanboy porque eu vou comprar Forza para Xbox se agora todo mundo vai poder jogar no PC e o jogo não é mais exclusivo, mas o fanboy que na verdade é fanboy de outra marca e não vai jogar nem no Xbox e muito menos no PC vem com essa ideia ultrapassada que só pode jogar o joguinho em um único lugar, porque sempre foi assim e não pode mudar!
    Realidade do fato:
    Quem tem um bom PC vai jogar no PC, quem gosta de console vai jogar no console, quem tem os dois vai poder comprar um jogo e jogar onde preferir, vai existir cross plataform, todo mundo jogando junto qual a desvantagem para o consumidor eu não enxergo nenhuma, e FPS não vai existir entre PC e Console!!

    Agora a visão do tapado fanboy da concorrência , mas mas no PC vai jogar em 4k 1 bilhão de pixel isso é uma injustiça com os donos de console, no PC não precisa pagar live, no console precisa pagar a live é inaceitável.
    Xbox agora que perdeu todo exclusivo não vai vender mais, está falindo a divisão Xbox, é inadmissível o que a Microsoft esta fazendo eu sou do tempo do atari não aceito mudança!

    Ainda bem que a Sony está dando liberdade para seus clientes escolherem onde quer jogar!!
    Quem sabe a visão das pessoas não muda, mas é muito difícil a visão de uma pessoa egoísta mudar, um jogo feito pela Sony só pode ser jogado dentro de uma única caixa só as pessoas que tem essa caixa pode jogar e ninguém mais!!

    Enquanto isso Netflix, Spotify, livros agora compra físico ganha versão digital, Microsoft está dando liberdade para poder usar o seu produto onde bem entender!!
    Então discordo do amigo de cima que acha que isso não é o futuro, e isso já pegou em quase todo seguimento, só ainda não pegou no amiguinho que vai em fóruns escrever assim, Uncharted é exclusivo ai estufa o peito só podem jogar dentro de uma exclusiva plataforma, depois dizem Halo agora não é mais exclusivo e da risada ahahhahaha como se isso fosse algo ruim para o consumidor final e por ultimo geralmente essas pessoas já tem 30 anos nas costas com esse pensamento!

    • Antes do mais deixa-me só dizer que a Sony não está a dar escolha nenhuma a ninguem. Independentemente da forma como as empresas estão a atuar, ambas estão a fazer a mesma coisa!
      Penso que não estavas a dizer isso, mas sim a ser sarcástico com quem diz isso, mas só para que fique claro, aqui não há bandidos e nem herois. Pintem a manta como pintarem a realidade e que temos consolas de meio de geração, e a Sony até a deve lançar primeiro. O resto é semântica…

      Mas deixa-me contar-te uma história.

      Na minha cidade natal, o Porto, há uma iguaria que é única a nível mundial. Chama-se Francesinha e foi considerada por revistas internacionais como uma das maiores iguarias do mundo!
      Mas a Francesinha, tão comum e tão apreciada na cidade do Porto, tem um senão! É que não há uma receita!
      E isso quer dizer que todos as preparam de forma diferente! Tentam ser o mais parecidas possível, mas não há duas iguais!
      E isso leva a que apesar de no Porto, em termos gerais conseguires comer uma boa Francesinha em qualquer sítio, para comeres as melhores, aquelas que fazem justíça ao título ganho de uma das maiores iguarias do mundo, não arranjas mais de uma dezena de cafés.
      Mas a realidade é que todos querem ter francesinhas. Mesmo a nível nacional as francesinhas agora aparecem em todos os sítios.
      A questão… é que não valem um estouro! Não prestam para nada e não valem o dinheiro que custam.
      Ora muitos cafés, mesmo no porto, por não conseguirem criar uma francesinha que seja agradável, apostaram em variantes. Francesinhas de alheira, francesinhas de bacalhau, francesinhas vegetarianas, etc.
      E o que acontece é que com isto… estão a destruir a fama da francesinha.
      No outro dia houve uma feira de francesinhas na capital, Lisboa. E os cafés que lá foram eram do Porto.
      Houve uma senhora que foi entrevistada e que referiu:
      “Eu só vim porque insistiram. Tinha provado uma vez uma Francesinha na cidade de Coimbra, e… detestei. Jurei a mim mesmo que nunca mais comia uma na vida.
      Mas como o meu amigo é do Porto e a feira tinha cafés do Porto, ele insistiu comigo para que eu viesse dizendo que se eu não gostasse ele me pagava a francesinha. E eu vim… a contragosto, mas vim!”
      E agora que provei uma Francesinha do Porto… estou rendida. E percebo agora porque motivo isto é considerado uma das melhores iguarias do mundo.”

      Ora onde quero chegar é que se a Francesinha está bem… e se não as conseguem fazer. Então criem outra tosta qualquer, chame-lhe Inglesinha, romanazinha, ou outra coisa qualquer. Mas não alterem a Francesinha!

      Ora com as consolas é o mesmo! Se o mercado está bem, criem um produto paralelo para estas coisas. Mas não as chamem de consolas. A consola é o que é, tal como a francesinha é o que é. O resto… não são consolas… e nem francesinhas.

      De resto, ninguém está a destruir nada… mas está a alterar um conceito que muitos nao querem que se mude, pelo simples facto que não é obrigatório que se o mude. E a prova está no sucesso de vendas desta geração que vendeu mais consolas do que alguma vez se vendeu em igual período de tempo.

  6. Mario:
    Agora é pra você, eu não entendo porque você vê com mal olhos quem vai “perder” os jogos para o PC é a Sony, e os consumidores que é o principal vai ganhar, porque você quer que um jogo fica dentro de uma caixa e só pode ser jogado nela?
    E quem não tem condição de comprar um PS3, PS4 nunca vai poder jogar um jogão que é feito e pensado para entreter as pessoas, indo para mais lugares mais pessoas vão poder jogar se diverti, porque deixar restrito apenas uma plataforma
    O que você vai perder com isso o ego de poder dizer que você não é o único que vai jogar?
    Você que sempre se diz defender o consumidor essa ideia vai totalmente contra o que diz defender o consumidor, se vai vender menos Playstation é o consumidor que vai perder, tenho certeza que não, a não ser que você esteja mais interessado nos ganhos da Sony do que no interesse de ver mais pessoas jogando!
    E eu acho que ela fazendo isso vai lucrar ainda mais, as pessoas que gostam de console e preferem a marca Playstation não vai deixar de comprar Playstation somente porque seus jogos chegaram em outra plataforma, a não ser que a pessoa seja extremamente estupida e tapada ao nível de não querer comprar um produto que adora somente porque alguns jogos vai estar em outra plataforma também!
    Me desculpa mas em todos seus artigos eu entendo que você prefere os interesses da marca Playstation do que do próprio consumidor, prefere o sucesso do Playstation do que ver mais pessoas jogando!
    O pensamento de ter algo único e exclusivo dentro de uma caixa vai totalmente contra….
    Sinceramente as vezes acho se a DRM fosse algo da Sony você ahcaria algum ponto positivo, me desculpa mas é o que eu penso, lendo seu ponto de vista que sempre está em favor do faturamento da Sony.

    • Estás desculpado, até porque não há nada a desculpar.

      Mas estás a ver mal a coisa. As consolas são um produto. E como todos os produtos, necessitam de se auto promover.
      Para as consolas chegarem ao público alvo, as empresas criaram atractivos para elas, e isso passava por jogos que só podiam ser jogados lá.
      Tu deves perceber isso! Repara nesta geração. Tinhas uma consola com 1.31 Tflops a 500 euros e outra com 1.84 a 400. Se não fossem os exclusivos da Xbox, quem iria optar pela mais fraca e mais cara?
      São as leis do mercado. E são o motivo pelo qual eu compraria a consola da marca A ou B independentemente de ela ter a potência X ou Y. Eu comprava-a porque quero jogar os jogos que lhe estão associados em regime de exclusividade.
      Levar os jogos para o PC é tirar essa vantagem às consolas. Um PC é uma máquina mais versátil e que pode ser mais potente!
      Tem inconvenientes e vantagens, mas a questão é que com um OS optimizado e dedicado a jogos, ele ganhas as vantagens e perde as desvantagens. O windows 10 é isso mesmo, e com uma shell gráfica ao estilo Xbox para quem o quisesse dedicar a jogos… estava lá!
      Comprar uma consola limitada quando podes ter um PC que te dá o mesmo mas melhor… muitos preferem a última hipótese! Eu sei que a prefiro!
      Mas qual é o mal disso? Afinal os jogos não deixam de existir, certo? NO PC ou na consola… tanto faz e cada um escolhe o que quer!
      Mas quem diz isso não tem consciência do que é o mercado! E da experiência que se pode tirar de tantos anos de consolas!
      A realidade é que o hardware PC é mais potente. Mas onde estão no PC os jogos com a qualidade de Quantum Break ou Uncharted 4?
      A realidade é que o hardware do PC possui infinitas combinações de marcas e de performances. E isso leva a que as optimizações sejam, comparativamente às consolas e o seu hardware fixo, uma valente trampa (desculpa o termo).
      Levar os jogos consola para o PC só vai levar, mais cedo ou mais tarde, a uma uniformização de APIs, de programação e dos jogos. E isso vai fazer com que a consola seja apenas mais um PC. E consequentemente, independentemente da qualidade dos seus jogos, um sistema mal optimizado.
      É isso que não queremos perder!
      Não quer pagar 500 euros por uma consola que ao fim de 3 anos está obsoleta, quando ela poderia durar 6 se fosse devidamente optimizada. Mas as marcas querem isso! Querem-nos vender mais consolas ou PCs ou seja lá o que for.
      E é nisso que me choca não haver uma coerência dos gamers. No remarem todos para o mesmo lado. As marcas estão a ir no sentido que querem, empresas como a EA e Ubisoft batem palmas pois podem começar a cortar custos ao produzir jogos mais adequados às consolas e PCs e sem tanta optimização específica. E entre nós… há quem goste, ou quem olhe apenas para um dos lados como o mau da fita! Choca!
      Mas sobre o PSNow, sim, vejo defeitos e virtudes nele!
      A questão é que a Sony não está a lançar os jogos para PC… A Sony está a lançar um serviço pago que permite no PC jogar-se remotamente jogos Playstation.
      Os jogos são executados em consolas remotamente e jogador no ecrã no PC. É uma espécie de aluguer da consola com jogos que não requer a colocação da consola em casa.
      E dado que os jogos suportados se limitam aos existentes nas gerações anteriores, vejo isto como uma possível promoção para a PS4, uma consola que possui as versões melhoradas desses jogos, mas que os possui como exclusivos.
      Se não consegues ver isto… não sei o que diga! Podes dar mais ou menos peso a este factor, mas negar que ele existe é impossível!

Os comentarios estao fechados.