EA a removeu as microtransações de Battlefront II. Mas tinha de o fazer!

É oficial… as microtrasações foram mesmo removidas de Battlefront II. Mas será que os seus motivos foram realmente tão nobres como anuncia?

A EA oficialmente removeu todas as microtransações de Battlefront II. Eis as declarações oficiais da EA:

O nosso objectivo foi criar a melhor experiência possível para todos vocês – Fans devotos de Star Wars e jogadores. Temos também o comprometimento de ouvir constantemente, afinar e evoluir a nossa experiência conforme ela cresce. Viram isto com os maiores ajustes, e polimentos, que fizemos nas últimas semanas.

Mas conforme nos aproximamos no lançamento mundial, é claro que muitos ainda chamq ue há desafios no design. Ouvimos as preocupações acerca de potencialmente darmos aos jogadores uma vantagem injusta. E ouvimos que isto está a pesar na imagem daquilo que é um grande jogo. Isto nunca foi a nossa intenção. Lamentamos não termos acertado nesse ponto.

Ouvimos de forma alta e clara, pelo que estamos a desactivar as compras ingame. Iremos perder mais tempo a ouvir, ajustar, e acertar. Isto significa que a opção para a compra de cristais está desativada, e toda  progressão é feita pelo jogo. A possibilidade de comprar cristais no jogo, será colocada posteriormente, após fazermos mudanças no jogo.  Daremos mais detalhes conforme formos avançando no processo.



Estes são os motivos oficiais da empresa… Segundo eles o cuidado, o ouvir das queixas. O cuidado com os utilizadores!

Mas e na prática? Terão efectivamente sido estes os motivos?

Se formos a ver, o que a EA está aqui a fazer é a salvar o investimento! Está a recuar numa postura porque foi obrigada! Mas a prova que não desistiu das suas ideias é que esta refere que a possibilidade de voltar a colocar os cristais voltará mais tarde! Afinal é a EA, certo?

O que a EA não refere é que na realidade eles não ouviram ninguem. Eles foram obrigados! Perante tudo o que era referido sobre este jogo em todos os sites e redes sociais, as pré-reservas foram canceladas em quantidades industriais, e a revolta sobre o assunto foi enorme atacando-se a imagem da EA, e por arrasto a da Disney, detentora do Franchising EA, que pela sua associação às crianças é publicamente contra o “gambling”.



No Metacritic o jogo foi corrido a Zeros e uns, e a média é a pior alguma vez ali registada, com 0,8!

Daí que a se perceber que que o desagrado iria ter consequências quer nas vendas, quer para as imagens das duas empresas, foi um tirinho! Um desagrado que no fundo era impossível que a EA não tivesse já consciência que existiria, não fosse pelo facto que esta polémica junto desta empresa não ser novidade nenhuma. Na realidade ela nunca pesou o que cobrar ou deixar de se cobrar, o que se fez foi o habitual: cobrar, cobrar, cobrar. E como era Star Wars e há fanáticos envolvidos que gastam fortunas… vamos explorar os tipos!

Mas o tiro saiu-lhes pela culatra. Inclusive o burburinho sobre a insistência da EA nas loot boxes e nos pagamentos que o regulador Belga dos jogos a dinheiro resolveu intervir e investigar. Uma atitude que a nosso ver só peca por dois motivos.

1 – Ser tardia

2 – Só ter sido o governo Belga

Quando o gaming se começa a imiscuir com o gambling e há pagamentos em dinheiro para situações como loot boxes, onde o seu conteúdo e aleatório, isso é jogo. E se é jogo deveria pagar os impostos de jogo, ser apenas permitido nos locais de jogo, e não ser exposto ao mercado em geral.

Mas fica o consolo de que, pela primeira vez, estas entidades se pronunciaram. Esperemos que o façam mais vezes no futuro! Porque para gastar dinheiro em coisas sorteadas, não contem comigo!

Aliás o apelo que se continua a fazer é o mesmo… Que eles não contem com ninguém! Porque este tipo de situações vai matar os videojogos… acreditem!

 

 

 

 



Posts Relacionados

Readers Comments (5)

  1. Não foi só o governo Belga que contribuiu para esta reviravolta, além do caso já ter sido nomeado para análise no parlamento do Reino Unido, o que realmente fez estalar o verniz foi uma reportagem feita pela CNN com headline a puxar a polémica e inclusive com um convidado que foi viciado em cocaina para explicar o género de vicio que o jogo pode despoletar.

    Agora imagina a Disney a ver isto, um viciado em coca a tesmunhar os efeitos nocivos do vicio, devido a práticas questionáveis numa das suas IP’s mais rentáveis, e logo no canal de noticias mais visto do mundo, só podia dar confusão, e logo a Disney que apregoa altos valores familiares.

    Segundo consta a Disney já se reuniu com a EA a quem devem ter dado um valente abanão, é bem feito!

    Mesmo que o jogo nunca venha a ter estas práticas, para mim o boicote é total, nunca em tempo algum deve fazer parte da colecção de alguém consciente, logo deixem este jogo morrer atolada na lama de onde nunca devia ter saido.

    E num ápice a EA prepara-se para ter o pior Natal dos últimos anos, senão desta geração, e é algo que pessoalmente me deixa feliz, pois passa uma mensagem clara aos outros que querem e estão a fazer o mesmo.

  2. De acordo com várias fontes como The Wall Street Journal, VentureBeat e Mp1st , a EA só decidiu tomar uma atitude após a Disney, dona do Star Wars, por telefone, exigir que a gigante dos videogames tomasse uma atitude.

    Os sites explicam que Jimmy Pitaro, um dos altos executivos da Disney, entrou em contato diretamente com Andrew Wilson, presidente da EA, expressando insatisfações com toda repercussão negativa do caso.

    A Disney, de acordo com Mp1st, estava ‘infeliz’ com o tempo que a EA levou para tomar atitude e que o caso já estava gerando reações suficientes para prejudicar a estreia de Star Wars: Os Últimos Jedi nos cinemas. Com o filme, a dona do Mickey pretende arrecadar, só no fim de semana de estreia, cerca de US$ 215 milhões.

  3. seria interessante saber se com a abolição dos cristais a EA tornou mais fácil o desbloqueamento dos itens, ou continua a ser necessário jogar o jogo por mais de 2 anos para desbloquear todos os itens…se continuar tudo na mesma este jogo será o maior desafio jamais conhecido para aqueles que gostam de completar os jogos em todas as suas vertentes… um verdadeiro pesadelo

Os comentarios estao fechados.