Queres contribuir para o bem estar da humanidade? Eis o Folding@home que a Sony adoptou nos seus smartphones.

Os possuidores de consolas Playstation 3 conhecem já o Folding@home. Agora os possuidores dos smartphones Sony Xperia tambem o conhecem. E todos deveriam conhecer!

FoldingatHome

Eventualmente, um dia na vida de todos nós, chegará o dia em que daremos entrada num hospital. E mediante a gravidade da coisa, agradeceremos os actuais avanços da medicina, ou pelo contrário, amaldicionaremos os mesmos por não serem superiores.

Mas antes que isso aconteça, porque não contribuir para que esses avanços possam acontecer mais depressa?

O Folding@home foi introduzido pela Sony nas consolas Playstation 3, e é algo que agora a Sony lança para os seus smartphones Sony Xperia. Em que consiste? Pois bem, consiste em despender um bocadinho da performance do sistema informatizado que temos em mãos para contribuir em pesquisas médicas de doenças variadas como o Alzheimer, a doença de Huntington, várias formas de cancro e muito mais. Da mesma forma a pesquisa usa essa computação para determinar a estrutura final de proteínas, faz simulações sobre como as moléculas poderão interagir, algo que é útil para a pesquisa de novos medicamentos, etc.

Publicidade

Retomando o nosso artigo

Infelizmente, para estas simulações é preciso elevado poder de processamento. E super computadores não são baratos, sendo dinheiro que, a serem adquiridos, será desviado de outros campos igualmente importantes para se obter. E vai daí o laboratório Pande na Universidade de Stanford, sob direcção do Prof. Vijay Pande, desenvolveram este sistema onde, tirando apenas um pedacinho de milhões de processadores espalhados pelo mundo, criam um supercomputador virtual que faz essas pesquisas.

O Dr Vijay Pande, referes que o processamento para uma pesquisa de relevo poderá necessitar de cerca de 150 mil horas de processamento num smartphone com a aplicação Folding@home instalada. Mas com 10 mil smartphones esse processamento é obtido em apenas duas semanas. E 100 mil smartphones criam uma rede com 2 PetaFlops de processamento.

Ora a aplicação é opcional, e pode ser ligada e desligada. E certamente não vos custa nada ter a mesma ligada e a funcionar enquanto carregam o smartphone de noite.

Actualmente apenas os Sony Xperia da série Z e o Xperia T3 possuem acesso à aplicação, mas a mesma deverá sair sob a forma de aplicação Android genérica para a versão 4.4 desse OS.

Agora é com cada um. Mas uma coisa é certa: Umas horas ou uns minutos podem ser decisivos para se salvar uma vida. E essas horas podem ser a diferença que o teu smartphone pode fazer a salvar a tua própria vida.

Publicidade

Posts Relacionados