Jul 052012
 

Após a decisão da Juiza Lycy Koh que levou a que fosse dada razão temporária à Apple, com o banir das prateleiras das lojas Americanas do Samsung Galaxy Tab 10.1, a Samsung recorreu.

Mas o recurso, algo que seria expectável e natural, possui já uma decisão, e nela a Juíza em questão não cede nem um milímetro face ao que anteriormente havia decidido. O Galaxy Tab 10.1 mantém-se banido das prateleiras americanas, e a Apple depositará uma caução de 95 milhões para eventuais compensações futuras.

A confirmação da continuação da anterior sentença chega-nos pela Reuters, que relembra que a decisão é temporária e apenas válida até que um acordo entre as empresas seja atingido, ou em alternativa os recursos aos tribunais culminem com uma sentença final.

Quer isso dizer que caso a Samsung venha a obter pareceres positivos por parte da justiça nas acções em curso, os tablets voltarão para as lojas e a caução da Apple será accionada.

Considerando que a indemnização paga a partir dos 95 milhões nunca será superior aos possíveis lucros da Samsung, e que este valor é uma gota de água no dinheiro da Apple, é certo que o afastar do produto dos olhares do consumidor poderá ser benéfico para a Apple. Mas seja como for o ideal era que tudo se resolvesse, para bem de todos.

Publicidade

Sorry, the comment form is closed at this time.