Remaster de God of War 3 faz questionar a qualidade e interesse destes produtos

God of War® III Remastered_20150311214233

Um remaster é uma re-edição com melhorias. No caso de God of War 3 o facto de apenas a história do último jogo estar disponível para a PS4 faz questionar a utilidade e necessidade deste tipo de produto. Já o facto de a remasterização apenas se ter focado na resolução e fotogramas leva a questionar a sua qualidade.

God of War® III Remastered_20150311214233

God of War® III Remastered_20150311214233

Remasterização – referência à melhoria do som ou da imagem anteriormente existente.

Pessoalmente nada tenho contra as remasterizações. Trazer para uma consola jogos melhorados face ao que existiam na geração anterior, e disponibilizar os mesmos para quem não possuiu a versão anterior da consola, ou a quem pretende pura e simplesmente beneficiar das melhorias é algo que apoio.

Nesse sentido nada tenho contra as remasterizações actualmente no mercado como The Last of Us que melhora a resolução e fotogramas, usando o poder da PS4 para calcular em tempo real as cinemáticas anteriormente pré rendidas, melhores texturas, bem como inclui os DLCs lançados para a PS3.

Da mesma forma apoio Halo: MC Collection, uma compilação dos quatro jogos anteriores, devidamente actualizada com novas cinemáticas e melhorias gráficas diversas especialmente nos jogos mais antigos.

Outro exemplo é Uncharted: Drake’s Collection, que traz para a PS4 toda a história de Drake, incluindo os 3 jogos anteriores devidamente actualizados a nível de performance, texturas, luz e resolução, com extras como o Photo Mode. É um 3 em 1 com novidades!

Nesta senda de remasterizações temos agora um novo jogo de culto da PS3 que chega igualmente à PS4.

Intitulado de God of War 3: Remastered este jogo tem sérias diferenças face às remasterizações acima indicadas. É que como o nome indica aqui não temos direito à totalidade da saga God Of War, mas apenas ao último jogo da série, God of War 3.


Ora God of War 3 não é sequer o melhor jogo da série (esse é God of War 2), ou é só por si revelador de toda a história de Kratos. Daí que não se entende exactamente a lógica desta conversão. Qual a sua real utilidade e necessidade? Será que esta remasterização será mesmo necessária ou um novo God Of War criado de raiz para a PS4 poderia muito bem existir sem que este produto estivesse no mercado?

Na prática GOW 3 conta apenas parte da história de Kratos. Até poderemos considerar que é a principal, mas não é toda. É assim um jogo que por muito que complemente as lacunas que existiriam do lançamento de um novo jogo da série para jogadores que desconhecem a história de Kratos, nunca as cobre completamente. É assim, no mínimo, de interesse questionável excepto na perspectiva económica de se ganhar mais alguns cobres com a nova versão.

Mas a coisa não se fica por aqui. Se todos as remasterizações acima referidas nos trouxeram a totalidade das histórias das personagens normalmente associadas a conteúdo adicional que justificava a sua compra, aqui não temos qualquer conteúdo adicional incluído no pacote.

Basicamente o que 39.99€ compram é o terceiro jogo da saga, remodelado a nível de qualidade de luz, a 1080p e 60 fps. Nada mais, nem sequer texturas. E ainda teremos direito às cinemáticas originais a 720p, apesar de o jogo estar a 1080p.

Ora pelos motivos expostos, com excepção do facto de este ser um grande jogo, e que como tal justifica sempre comprar para quem nunca o jogou e nunca possuiu uma PS3, é questionável se o tempo e dinheiro despendido no mesmo não teria sido melhor empregue num jogo novo para a série, e do agrado de todos.

Já para quem possui uma PS3, a versão remasterizada para HD do primeiro e segundo jogo e God of War 3 (os 3 jogos da série) podem ser adquiridos pelo mesmo preço da remasterização. Uma opção bem mais interessante que o simples aumento de resolução e fotogramas.

Publicidade

Posts Relacionados